página acima: Materialização
Casos de Materialização
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

____ Eu espero que os numerosos casos que tive ocasião de citar de fantasmas materializados, que não somente vivem e sentem, mas que falam e escrevem mesmo em línguas ignoradas do médium e dos assistentes, bastam para esclarecer, definitivamente, ponto de tão magna importância.
____Não podemos, todavia, deixar de reconhecer que o erro em que laboram os experimentadores da atualidade, ai bem decorra de uma análise demasiado superficial, encontra alguma justificativa nos próprios fatos que examinam e que demonstram precisamente isso e mais nada. Baseando-se nos resultados limitados que conseguem, embora por culpa própria, não deixam de ter razão quando concluem que os fenômenos_de_materialização, por eles observados, decorrem de uma faculdade supranormal inerente à subconsciência humana, faculdade que em determinadas circunstâncias teria o poder de subtrair substância somática do próprio organismo (ectoplasma), para objetivá-la e plastificá-la segundo as diretrizes do pensamento subconsciente do médium (ideoplastia), e para às vezes organizá-lo à sua imagem (materialização). Essas conclusões contêm incontestavelmente uma porção razoável de verdade. Com efeito, como disse José Mazzini, ...

  • "a Verdade é um prisma constituído de diversas faces, e erram os que, observando apenas por um deles, pretendem tirar todas as conclusões, ou, ainda, os que, olhando por um, julgam estar olhando por outro".

____E é justamente nesta ilusão que reside o erro em que tropeçam todos os nossos contraditores. Ninguém, por exemplo, imaginou jamais de contestar a existência dos fenômenos_anímicos eles, porém, não representam mais do que uma das faces do Prisma-Verdade, cujo outro lado é constituído pelos fenômenos_espíritas, ambos provindo de uma causa única, o Espírito humano, que, ...

  • agindo encarnado, provoca os fenômenos anímicos
  • e, desencarnado, determina os fenômenos espíritas.

____Nestas condições é natural que se deva encontrar uma perfeita identidade substancial entre os dois fenômenos, oAnímico e o Espírita, salvo as limitações que o animismo experimenta em conseqüência da impossibilidade em que se acham o médium e o sensitivo de sair da sua própria individualidade. Esta é a diferença que permite aos pesquisadores distinguir as manifestações anímicas das espíritas.

[105 - páginas 200 / 202] - Ernesto Bozzano

____Resta-me apenas provar, fundado nos fatos, que tudo concorre para demonstrar que as formas completamente materializadas não são meras “criações plásticas”, mas “criações orgânicas” e que os processos de análise comparada forçam a conclusão de que muitas vezes a “ideia diretora”, ou a “Vontade em ação”, de que provêm, é completamente estranha ao médium e aos assistentes, o que por completo exclui as hipóteses combinadas...

____...Colocado assim o problema, começo por lembrar que, no Caso_da_materialização_de_Estela_Livermore, no correr da sessão de 10 de novembro de 1861, se apresentaram simultaneamente três fantasmas materializados e que, no correr da imediata, de 12, se viram simultaneamente passear pelo quarto quatro fantasmas materializados. Se quisermos, pois, manter a interpretação de Sudre - da prosopopese -, deveríamos então dizer que nos achamos diante de um fenômeno respectivamente de tripla e de quádruplo prosopopese exteriorizada e materializada ! ! ! Ou, mais exatamente, que estamos diante de um fenômeno de quíntuplo prosopopese simultânea, dado que o médium durante a manifestação não caía no sono medianímico e guardava toda a sua consciência. Por outras palavras, teríamos de concordar que, em tais circunstancias a personalidade psíquica do médium se teria simultaneamente desdobrado em cinco personalidades psíquicas bem definidas, das quais quatro bem exteriorizadas, materializadas, independentes, vivas, inteligentes e ativas. E o que teríamos de admitir para podermos aceitar a hipótese da prosopopese, aplicada aos casos de materialização. Ora, antes de subscrever semelhante milagre, peço que me dêem a conhecer ao menos um, um só exemplo de desintegração patológica de uma personalidade, com formação relativa de personalidades alternantes, que houvessem sido capazes de emergir e de agir simultaneamente sob quatro aspectos diferentes.
____Dir-me-ão que estou pedindo coisa psicologicamente impossível. Bem o sei; mas, como esse fenômeno se verifica nas experiências_de_materialização e nas de voz_direta, teremos de concluir que, se o desdobramento simultâneo de uma individualidade psíquica, em cinco personalidades independentes, constitui psicologicamente uma coisa impossível, as personalidades simultâneas, que se manifestam nos fenômenos de materialização e nos de voz direta, não podem deixar de ser estranhas ao médium e aos assistentes. Eis assim, por uma necessidade lógica, forçados a chegar à hipótese espírita.
____Quer parecer-me que esta primeira observação, baseada nos fatos, seja suficiente para levar irremediável ruína à hipótese da prosopopese exteriorizada e materializada.

[105 - páginas 146; 172/173] - Ernesto Bozzano

Ver também:
*