Críticas aos espíritas
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

____Não há pesquisa; a experimentação parou no tempo. Carência de recursos para estudos especializados. Crookes examinou os fenômenos, não formulou as leis. Ernesto_Bozzano e seus esforços nesse sentido. Zollner e suas teorias. O apelo de EMMANUEL.

____Na verdade, os conceitos emitidos e episódios narrados pelos espíritas, quando defendem o caráter científico do Espiritismo, não atendem, sob o ponto de vista da Ciência, às exigências mínimas da observação e experimentação, que caracterizam a pesquisa, o método indutivo, a construção cartesiana.

____Critica-se a Ciência materialista por se ater ao exame dos fenômenos_físicos; no entanto, isso é natural, porque os problemas do Espírito sempre cederam lugar aos episódios, mais prosaicos, da vida terrena, concretos e contundentes.

____Não é sem razão que James B. Corrant, em sua obra COMO COMPREENDER A CIÊNCIA, define-a como “a porção de conhecimento acumulativo em termos de desenvolvimento histórico”, assinalando que os velhos conceitos arraigados podem ser mantidos, a despeito de alegação de fatos em contrário, que são prejudicados em sua evidência, pois o descobrimento científico tem de corresponder à época. Assim, o conceito do flogístico, falsa ideia da combustão, que tanto entusiasmou os cientistas, dificultou a aceitação da verdade, revelada por Lavoisier.

____Na pesquisa dos fenômenos psíquicos há, apenas, em verdade, alguns pioneiros, assim mesmo quanto aos fenômenos_parapsicológicos_ou_anímicos; relativamente aos espíritas, nem mesmo os seus adeptos mais conscientes se tem dedicado a sua pesquisa uniforme e correta.

____Parece que parou no tempo a experimentação espirítica, quando na própria obra do Codificador muitas proposições verdadeiras foram lançadas, desafiando o estudo dirigido de homens inteligentes, como, por exemplo, a revelação da matéria_cósmica_primitiva, hoje aceita pela própria Ciência, que a considera formada por partículas elementares e que lhe descobre, a cada dia, novos aspectos.

____Hernani_Guimarães_Andrade, esforçado pesquisador psíquico, não aceita o unilateralismo materialista, que não leva em consideração a outra metade da realidade (ou a única, talvez), o Espírito, mas destaca o progresso por ele proporcionado, pois.

____“Em rigor científico eliminou muita crendice, (1), muita superstição e muita imprecisão reinante na interpretação dos fenômenos da Natureza. Em sua benéfica influência saneadora reduziu consideravelmente as indevidas intromissões religiosas, nas questões de alçada exclusiva da Ciência”.

(1) Autor de A TEORIA CORPUSCULAR DO ESPÍRITO E NOVOS RUMOS À EXPERIMENTAÇÃO ESPIRÍTICA.

____O que desejamos, porém, destacar nesta sumária exposição, é o esforço do Professor Ernesto_Bozzano no sentido de estabelecer princípios e leis capazes de explicar os fenômenos que observava e estudava, esforço tanto mais louvável quão mais difíceis eram as condições de pesquisa na sua época, comparada com a atual, ainda assim praticamente fechada aos cientistas espiritualistas.

____Sempre defendendo a hipótese espírita para explicação dos fenômenos, ele procurava também ilações, conclusões, que a observação e a experimentação possam trazer para dar o necessário cunho de veracidade às manifestações. Contesta, em termos de ciência, a teoria da quarta dimensão, do Prof. Zollner, contrapondo-a à da passagem da matéria pela matéria, que julga ser a verdadeira. (1).

____As pesquisas devem continuar, a todo custo e a contribuição dos espíritas, com a necessária capacitação, é da maior valia.

____Terminemos este capítulo, com as palavras, como sempre sensatas e superiores, de EMMANUEL: “A Ciência investiga, a Religião crê. Se não é justo que a Ciência imponha diretrizes à Religião, incompatíveis com as suas necessidades de sentimento, não é razoável que a Religião obrigue a Ciência à adoção de normas inconciliáveis com as suas exigências do raciocínio” – SEGUE-ME, obra psicografada por F. Cândido Xavier (Editora O CLARIM). Assim, ainda nas palavras de EMMANUEL. (2). “... necessitamos de operar ativamente para que a Ciência descubra, nos próprios planos físicos, as afirmações da espiritualidade”. Do contrário, não nos tomarão a sério.

(1) Sugestivo é o episódio da pirite, que o Espírito desmaterializou, transportou para a sala de reunião, mas não pôde tornar material, de novo, ou melhor, reintegrar as partículas caindo a pirite, em forma de pó finíssimo, sobre os presentes. V. FENÔMENOS DE TRANSPORTE, Edição Calvário

(2) “EMMANUEL”, psicografia de F. C. Xavier, 7ª edição FEB, página 180.http://www.espirito.org.br/portal/artigos/diversos/ciencia/a-ciencia-espirita.html

Pedro Franco Barbosa

____Os espiritistas devem receber a crítica dos campos de opinião contrária, com o máximo de serenidade moral, reconhecendo-lhe a utilidade essencial.

____Essas críticas se apresentam, quase sempre, com finalidade preciosa, qual a de selecionar, naturalmente, as contribuições da propaganda doutrinária, afastando os elementos perturbadores e confusos, e valorizando a cooperação legítima e sincera, porque todo ataque à verdade pura serve apenas para destacar e exaltar essa mesma verdade.

[41a - página 205] - EMMANUEL - 1940

Entrevista com a transcomunicadora Sonia Rinaldi:http://www.anttci.hpg.ig.com.br/entrevista.htm

Ver também:
*