página acima: Prece
Pai Nosso
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

Nosso Pai, que estás em toda parte;
Santificado seja o teu nome, no louvor de todas as criaturas;
Venha a nós o teu reino de amor e sabedoria;
Seja feita a tua vontade, acima dos nossos desejos;
Tanto na terra, quanto nos círculos espirituais;
____O pão nosso do corpo da mente dá-nos hoje;
Perdoa as nossas dívidas, ensinando-nos a perdoar nossos devedores com esquecimento de todo mal;
Não permitas que venhamos a cair sob os golpes da tentação de nossa própria inferioridade;
Livrai-nos do mal que ainda reside em nós mesmos;
Porque só em ti brilha a luz eterna do reino e do poder, da glória e da paz, da justiça e do amor para sempre!
Assim seja!

____EMMANUEL

Médium: Francisco Cândido Xavierhttp://www.luizbertini.net/mensagem6.html

"Assim, pois, é que haveis de orar:
Pai-nosso que estais nos céus;
Santificado seja o Vosso nome.
Venha a nós o vosso reino.
Seja feita a Vossa vontade, assim na terra como nos céus.
____O pão-nosso de cada dia dai-nos hoje.
Perdoai as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores.
____E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.
Assim seja".
(Mateus, 6: 9-13)

____A oração dominical é sem dúvida, o mais perfeito modelo de prece que poderia ser concebido. Concisa, simples e clara, "ela resume - como diz Allan Kardec - todos os deveres do homem para com Deus, para consigo mesmo e para com o próximo. Encerra uma profissão de fé, um ato de adoração e de submissão, o pedido das coisas necessárias à vida e o princípio da caridade".

____Pena é que muita gente, ao recitá-la nos seus exercícios devocionais, não procure compreender a profunda significação do seu contexto, nem se aperceba das normas de bem viver que ela prescreve a todos.

____Detenhamo-nos, pois, na análise de tão sublime oração, meditando um pouco sobre cada uma das partes que a compõem.

____"Pai-nosso que estais nos céus, santificado seja o vosso nome".

____A noção que tenhamos da Divindade reflete-se, inevitavelmente, no nosso modo de agir.

____Nos primórdios da civilização, os homens faziam dos deuses um conceito mais ou menos uniforme, tornando-os por potências iradas, às quais era preciso agradar com a oferta de presentes, não só para desviar os dardos do seu furor, como também para granjear-lhes os favores e, com a sua ajuda, conseguirem saúde, bem-estar e prosperidade.

____Tais oferendas, a princípio, consistiam em frutos; depois começaram a ser oferecidos animais, que os próprios sacerdotes degolavam, sendo que entre muitos povos se introduziu, por fim, o costume horrível de sacrificar criaturas humanas, especialmente crianças e moças.

Abrimos o Velho Testamento e Deus que ali deparamos - Jeová, o Senhor dos Exércitos, também se nos apresenta como um ser faccioso, violento, iníquo e vingativo, eis que "escolhe para si um povo no meio das nações", cumulando-o de graças, enquanto aos demais só faz conhecer desgraças; que ordena as mais cruentas matanças, inclusive de crianças e de animais; que aconselha pilhagens dignas dos piores bandoleiros e ameaça com pragas repugnantes todos quantos lhe não atendam às determinações.

____Com tais ideias a respeito da Divindade, os homens de então não poderiam mesmo ser melhores, e daí o darem vazão aos seus instintos brutais, serem implacáveis nos seus ressentimentos e mostrarem-se impiedosos para com os inimigos.

____Um dia, porém o Cristo desce à Terra e nos fala de um Deus diferente. Um Deus infinito nas Suas perfeições, cuja onisciência e onipotência se manifestam através das leis imutáveis e sábias que regem a Criação; um Deus sem favoritismos de espécie alguma: um Deus bastante inteligente para saber corrigi-las e não para castigá-las; um Deus que não quer pereça uma só alma, mas que todas se salvem e participem da Sua Glória; um Deus, enfim, a quem podemos dirigir-nos confiadamente, chamando-o pelo doce nome de Pai.

____Notemos, entretanto que, ao ensinar-nos a chamar-lhe Pai Nosso, Jesus deixa claro ser Ele pai de toda a grande família humana, e não apenas de uns poucos escolhidos.

____Contrariamente, portanto, ao ensino de certas religiões, são filhos de Deus todos os homens espalhados por todas as longitudes e latitudes do globo; de todas as raças e civilizações; de todas as classes e de toda a fé; católicos e protestantes, espíritas e budistas, muçulmanos e judeus, rosacrucianos e fetichistas, e até os ateus, apesar de pecadores, apesar de transviados, porque todos, absolutamente todos, são amados por Ele com igual e paternal solicitude e hão de ser proclamados e salvos pelo divino pastor: Nosso Senhor Jesus-Cristo.

____Por isso, ó Deus, porque sois todo Amor e Bondade, Justiça e Misericórdia, seja o vosso santo nome bendito e louvado por toda a Terra, assim com por todo o universo, nos astros mais remotos, nos espaços incomensuráveis, onde quer que a vida que provém de vós se haja manifestado, pois não há quem não pressinta a vossa existência e o fim ditoso para que nos criastes!

____(De "O Sermão da Montanha", de Rodolfo Calligaris)http://www.espirito.org.br/portal/artigos/calligaris/pai-nosso.html

Rodolfo Calligaris

____Qadusha ou prece de santificação, muito comum na judaicidade antiga. Divide-se em (a) Invocação, (b) Preces em Tu, (c) Preces em Nós: — (a) Pai! (b) Venha o teu reino, santo é o teu nome! (c) Dá-nos o pão; perdoa-nos as dívidas; não nos leves a provações.
A FRASE nuclear da prece — Santificado seja o teu nome, ou, aram. Ytqadash shemak[hebr. Et qadash shemecha]. Como tudo em Jesus, baseia-se em Ezequiel, cf. Ez 36,23-4:

"E eu santificarei o meu grande nome, que foi profanado entre os gentios, o qual profanastes no meio deles; e os gentios saberão que eu sou Yhvh, diz Yhvh Elohim, quando eu for santificado aos seus olhos. E vos tomarei dentre os gentios, e vos congregarei de todas as terras, e vos trarei para a vossa terra".

Em aramaico

____LUCAS. Em aramaico, a seguir (texto de Lucas), o Pai-nosso. O aramaico, semelhante ao hebraico, era o idioma geral na Palestina da altura. O texto de Lucas bem pode ser o texto original desta prece, modificada em Mateus: — Pai [Aba]!* Venha o teu reino [Maltutak], santo [Qadash] é o teu nome [Shemak]! Dá-nos o pão [Lehema lanah]; perdoa-nos [Usebuq lanah] as dívidas [Hobayna]; não nos leves a provações [al ta elinana lenissyon].*

>ABBA> -
PAI
VITQADASH SHEMAK -
SANTO É O TEU NOME
TE>TEH MALKUTAK -
VENHA O TEU REINO
LAHMANA> DI MISTEYA> HAB LANAH YOMA DENAH -
DÁ-NOS SEMPRE O PÃO DESTE DIA
USEBUG LANAH HOBAYNA> -
PERDOA NOSSAS DÍVIDAS
KEDI SHEBAQNA> LEHAIYABAYNA> -
PERDOAMOS AOS DEVEDORES NOSSOS
VE>AL TA>ELINANNA> LENISSYON -
E NÃO NOS LEVES A PROVAÇÕES.* PROVAÇÕES.* e NÃO NOS LEVES A PROVAÇÕES.*
dir-esq.: ABUN D-BSMYA - alfabeto aramaico de há 2 mil anos

Abouna di beshemaya, "Pai Nosso que está nos céus" dir-esq.: NTQDS SMK - alfabeto aramaico de há 2 mil anos

____Nit qadash dishemak, "Santo o teu nome", o pai-nosso na Peshita [Novo Testamento] em aramaico, pelo texto de Mateus. www.cristohistorico.hpg.com.br

MATEUS [6]

  • 5 E, quando orardes, não sejais como os hipócritas; pois gostam de orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa.
  • 6 Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.
  • 7 E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que pelo seu muito falar serão ouvidos.
  • 8Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.
  • 9Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome
  • 10 venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu
  • 11 o pão nosso de cada dia nos dá hoje
  • 12 e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores
  • 13 e não nos deixes entrar em tentação; mas livra-nos do mal. [Porque teu é o reino e o poder, e a glória, para sempre, Amém.]
Ver também:
*