página acima: TVP
Intercorrências mediúnicas
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

Interferência mediúnica nas regressões de memória


____Na nossa experiência pessoal, com a técnica Peres, atualmente não ocorrem fenômenos_mediúnicos durante a sessão_regressiva. Isto porque, na primeira sessão, o terapeuta trata de verificar se há ou não indicação de que o paciente se submeta à regressão. Se houver indicação, ele explica-lhe como ocorre o processo regressivo, se não houver indicação o cliente é encaminhado para outra especialidade médica ou psicológica, que o terapeuta considere indicada. Após esta primeira sessão são feitas cerca de três sessões de anamnese, que constam de uma ficha clínica muito minuciosa, onde são levantados os dados do paciente, desde a sua vida intra-uterina até ao momento atual. A partir da quinta sessão é que as regressões são iniciadas.

____Na primeira sessão, onde é explicado ao paciente o trabalho regressivo a que ele se vai submeter, o terapeuta deixa-lhe bem claro que este processo é um tratamento psicoterapêutico no qual não se incluem manifestações mediúnicas. Se o cliente tiver faculdades_mediúnicas educadas, ele não se permite exercer ali as suas manifestações. Se o cliente não tem o domínio das suas atividades mediúnicas ele é autocontrolado pela orientação que recebeu do terapeuta e introjectou, bloqueando o exercício de sua mediunidade durante a sessão terapêutica. Em casos de processos obsessivos, dentro da técnica Peres, contra-indica-se fazer a regressão. Então, o paciente é encaminhado a um centro espírita de nossa confiança, que conheça o nosso trabalho e cujo trabalho nós conhecemos, para que ele se submeta ao tratamento desobsessivo, pois só o centro espírita (e não o consultório médico) tem a estrutura espiritual adequada para o tratamento de desobsessão.

____Há terapeutas que adotam outras técnicas, que admitem a manifestação mediúnica durante a terapia regressiva. São muito conhecidos os trabalhos dos doutores Brian Weiss, Edith Fiore, E. Baldwin e outros, que freqüentemente têm seus pacientes incorporados durante a sessão de regressão. Entretanto, a nosso ver, é no centro espírita que há a estrutura espiritual que requer o trabalho desobsessivo no Brasil, e a própria espiritualidade não está a qualquer momento à disponibilidade para que esses casos sejam tratados a nível de consultório. Nós já recebemos pacientes que passaram por terapeutas menos avisados ou por pseudoterapeutas, que mesclam a sessão regressiva com manifestações mediúnicas, e que tiveram seus problemas agravados.

____Nos anos 80, quando tínhamos menos prática e não adotávamos ainda esta norma, tivemos três casos de incorporação mediúnica durante a regressão. Como tínhamos prática, desde a infância, de trabalhar com processos mediúnicos, fizemos as respectivas doutrinações, afastando as entidades, e devolvemos ao paciente os honorários das consultas médicas, pois neste caso não utilizamos os nossos conhecimentos profissionais, e sim os nossos conhecimentos doutrinários, e, por doutrinação, a nosso ver, não se recebem honorários. Mesmo afastando as entidades perturbadoras, isto é absolutamente insuficiente, pois o cliente portador de mediunidade não adestrada fica com uma "porta aberta" para que volte a mesma ou outra interferência mediúnica, em local não adequado.

____Maria Júlia Prieto Peres

Revista de Espiritismo nr. 31 - Abril/JunhoOutubro 1996http://www.espirito.org.br/portal/artigos/fep/intercorrencias-mediunicas.html

*