-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

DAR - v. BENEFICÊNCIA e 655

DE ROCHAS - 735 - Eugène-Auguste Albert de Rochas d’Aiglun (1837-1914), foi homem de insaciável curiosidade intelectual e de vigorosa capacidade de trabalho. Ao que se depreende de suas obras, tinha um conhecimento mais ou menos superficial dos aspectos teóricos do Espiritismo, mas deixa entrever sua escassa experiência com o fenômeno mediúnico. HERMINIO C. MIRANDA em MRTPG 117 e 169 - MRTPG 117 a 189 - AQMPG 9, 12 e 22 - PBSPG 194 a 217 - PND 17

DECEPÇÃO v. FRUSTRAÇÃO

DECISÃO - 735m -“O reino dos céus deve ser tomado de assalto”, porquanto, em modorrenta decisão, desperdiçam-se os ensejos próprios e o veículo da oportunidade se destroça antes de colimar a meta. MANOEL P. DE MIRANDA em TDN 27 - MAT 11:22 - LUC 16:16 - vtb 308

DECISÃO - 736 - O trabalho de auto-iluminação em forma de esforço pessoal contínuo, trabalhando as arestas morais negativas, foi tudo quanto se propôs a Saulo no encontro de Damasco, como desafio ao próprio valor. Cada criatura tem o seu momento de decisão grandiloqüente, que nem sempre sabe aproveitar. Aceitar ou não o chamado e segui-lo é opção individual, problema de cada pessoa. JOANNA DE ÂNGELIS em OTM 20 - BPZ 2 - CDT 31 - CVD 10, 11 e 48 - DCS Prefácio - JAT 11 - LPE 6 - MMD Prefácio - NDB 2 - OES 27 - NRF 5 - PNS 79 - RML 52 - RUM 26 - VDS 10 - VLZ 67 - vtb 1757, 2502, 2768, 2995 e 3409

DÉJÀ VU - 737 - Entendo o “déjà vu” (o já visto) como simples espiada no futuro, quando nos é exibida, não se sabe por que mecanismos ocultos e ainda incompreensíveis, a dramatização de decisões que ainda iremos tomar, mas que, na escala divina, já estão tomadas. HERMINIO C. MIRANDA em DDCPG 301 - DDCPG 297 a 308 - DKA 10 - HIT 9 - LAV 17 - MRTPG 200 - NRF 21 - PBSPG 85 - RIM 14 - vtb 1216, 1357, 1562, 1938, 1996, 2673, 2695 e 3084

DELINQÜÊNCIA - 738 - Muitos delinqüentes são formados na dura escola da miséria, da necessidade mais premente, como opção de sobrevivência, por falta de orientação adequada, de um amparo efetivo. Se cada criança desamparada tivesse uma família que se interessasse por ela, que a ajudasse, prodígios seriam realizados. Os recursos de força, como a repressão, a prisão, com os quais se pretenda conter os impulsos criminosos do indivíduo, o atingirão sempre de fora para dentro, como um ato de violência, provocando reações semelhantes e exacerbando sua agressividade. A Lei do Amor é mais eficiente, pois, operando de dentro para fora, o atinge em sua intimidade, sensibilizando seu coração, contendo seus impulsos inferiores, despertando sua consciência, disparando dentro dele o processo de sua própria renovação. RICHARD SIMONETTI em USF 2 - EVG 11/14 - ABR 10 - ACO 42 e 44 - ANT 10 e 45 - ATE 7 - BPZ 19 - CDA 5 - CHG 3 - DED 82 - DMV 40 - DPE 3 - DSF 25 - DSM 8 - EDA 16 - EED 17 e 20 - ELZ 45 - EPH 4 - ETS 19 e 47 - FDI 23 - FML 21 - FVV 157 - IES 62 - ITP 12 - LES 33 - LNL 16 - LVV 18 e 20 - MDC 11, 13, 16 e 25 - MDL 18 - NOS 6 - NPM 52 e 116 - PCC 8 - PND 12 - QTE 8 - RES 62 - RLZ 61 - SDE 37 - SDR 2 - SNL 24 - SPT 23 - TCB 22 - TMG 4, 7, 12, 14 e 54 - TOB 1 - VDS 1 - VMO 21 - vtb 599, 627, 816, 966, 1330, 1688, 2159, 2327, 2547, 2789, 2835 e 3213

DELINQÜENCIA - vtb 144, 473, 604, 919, 1496, 2772, 3057 e 3367

DEMÔNIO 739 - A palavra "daimon", da qual fizeram o termo demônio, não designava exclusivamente seres malfazejos, mas todos os Espíritos, dentre os quais se destacavam os Espíritos superiores, chamados deuses, e os menos elevados, ou demônios propriamente ditos, que comunicavam diretamente com os homens. ALLAN KARDEC em EVG Introdução IV/VI - LEP 131 - CTNPG 276 - SCE 18

DEMÔNIO740 - Podemos simbolizar como Anticristo o conjunto das forças que operam contra o Evangelho, na Terra e nas esferas vizinhas do homem, mas não devemos figurar nesse Anticristo um poder absoluto e definitivo que pudesse neutralizar a ação de Jesus, porquanto com tal suposição negaríamos a previdência e a bondade infinita de Deus. EMMANUEL em CSL 291 - ETS 20 - LBT 8 - LRD 10 - NPM 101

DEMÔNIO - 741 - Se houvesse demônios, seriam obra de Deus. Mas, porventura, Deus seria justo e bom se houvera criado seres destinados eternamente ao mal e a permanecerem eternamente desgraçados? Se há demônios, eles se encontram no mundo inferior em que habitais e em outros semelhantes. São esses homens hipócritas que fazem de um Deus justo um Deus mau e vingativo e que julgam agradá-lo por meio das abominações que praticam em seu nome. LEP 131 - LEP 102, 122a e 361a - EVG 12/6 - CFN1P 9 todo e 10/2 - - GNS 3/2 e 13/16 - CMQPG 282 - CTNPG 86 a 88 - CVO 6 - DPMPG 234 e 235 - EDP 31 - ETS 121 - JVN 33 - NINPG 366 - NLA 22 - PNS 164 - PNT 11 - QTO 2 e 19 - RVCPG 7 - vtb 1134 e 1820

DEMÔNIO - 742 - Segundo o Espiritismo, nem anjos nem demônios são entidades distintas, por isso que a criação de seres inteligentes é uma só. Unidos a corpos materiais, esses seres constituem a Humanidade que povoa a Terra e as outras esferas habitadas; uma vez libertos do corpo material, constituem o mundo espiritual ou dos Espíritos, que povoam os Espaços. Deus criou-os "perfectíveis" e deu-lhes por escopo a perfeição, com a felicidade que dela decorre. Não lhes deu, contudo, a perfeição, pois quis que a obtivessem por seu próprio esforço, a fim de que também e realmente lhes pertencesse o mérito. Desde o momento da sua criação que os seres progridem, quer encarnados, quer no estado espiritual. Atingido o apogeu, tornam-se "puros espíritos" ou "anjos" segundo a expressão vulgar, de sorte que, a partir do embrião do ser inteligente até ao anjo, há uma cadeia na qual cada um dos elos assinala um grau de progresso. ALLAN KARDEC em CFN1P 9/20 - CFN1P 9 todo - vtb EVOLUÇÃO, 1260, 1264, 1480, 1696, 1824, 2598 e 2752

DEMÔNIO - vtb 420, 922, 930, 1647 e 1921

DENSIDADE - Dos Espíritos. v. 039, 350, 685, 2115, 2610 e 3042

DEPENDÊNCIA - 743 - Nas experiências religiosas não é aconselhável repousar alguém sobre a firmeza espiritual dos outros; enquanto o imprevidente descansa em bases estranhas, provavelmente estará tranqüilo, mas, se não possui raízes de segurança em si mesmo, desviar-se-á nas épocas difíceis, com a finalidade de procurar alicerces alheios. EMMANUEL em CVV 124 - CVV 85 - LEP 655 - EVG 26/4 - CSL 226 e 400 - LZA 11 - MLZ 20 - NPL 4 - OBV 19 - OES 24 - PTC 31 - PVD 15 - PVE 15 - RAL 32 - RAT 35 - RES 30 - VLZ 13

DEPENDÊNCIA - 744 - Nossos Espíritos protetores podem indicar-nos o melhor caminho, sem, entretanto, nos conduzirem pela mão. Como faz o educador hábil com seus alunos, eles nos aconselham pela inspiração, deixando-nos todo o mérito do bem que façamos, como toda a responsabilidade do mal que pratiquemos. ALLAN KARDEC em LMD 291/19 (Obs) - LMD 294/28 e 303 - GNS 1/60 e 3/9 - CVV 100 - SPT 11 - vtb 190, 1001, 1509, 1533, 1574, 1756, 2014, 2334 e 3120

DEPENDÊNCIA - 745 - Solicitar auxílio ou recorrer à lei da cooperação representam atos louváveis do Espírito que identifica a própria fraqueza, contudo, insistir para que outrem nos substitua no esforço que somente a nós outros cabe despender, demonstra falsa posição, suscetível de acentuar-nos as necessidades. EMMANUEL em PNS 27 - CME 66 - CSL 194 e 392 - EDP 22 - LRE 3 - NPM 71 - OFR 29 - SOL 69 - VDS 8 - vtb 549, 1001m, 1394, 1756, 2014, 2334, 2565 e 3000

DEPENDÊNCIA - vtb ESCRAVIZAÇÃO - HÁBITO - IDOLATRIA - INDIVIDUALIDADE - solidariedade, 258, 530 e 1346

DEPRESSÃO - v. DESÂNIMO e 474

DESAFIO - v. CORAGEM - OBSTÁCULO

DESAJUSTE - Aparente dos espíritas. v. 1768, 1769, 3064 e 3067

DESÂNIMO - 746 - A depressão, essa angústia invencível, profunda sensação de infelicidade, como se a vida não tivesse mais graça, podendo levar até ao suicídio, é uma herança, não de nossos pais, mas da carga dos desvios cometidos, das tendências inferiores desenvolvidas, dos vícios cultivados, do mal praticado. RICHARD SIMONETTI em URV 7 - LEP 943 - AIM 4 - ATA 10 - ATT 33 - CRG 39 - DSF 7 - ITP 4 - MRTPG 241 - NDB 9 - NFL Prefácio I e 2 - NMM 13 - NRF 11 e 20 - OFR 25 - TDL 12 e 23 - TOB 5 e 19 - TPS 2 e 6 - VDS 2 - vtb 047, 061, 339, 474, 1364, 2223, 2777, 3097 e 3257

DESÂNIMO - 747 - Desânimo, em muitos casos, é ausência de aceitação do que ainda somos, ante a pressa de ser o que outros, pelo esforço próprio nas estradas do tempo, já conseguem ser. EMMANUEL em ATE 5 - CEDPG 22 - DTE 19 - EMC 20 - ESV 19 - FEV 41 - IDL 29 - LES 60 - LZE 16 e 29 - MPT 10 - PRN 49 - PSC 35 - RAT 9 - RML 41 - RUM 1 - vtb 231, 232, 1557 e 1590

DESÂNIMO - 748 - Deus permitiu a existência das quedas d'água para aprendermos quanta força de trabalho e renovação podemos extrair de nossas próprias quedas. EMMANUEL em CPN 12 - AEC 19 - AMG 5, 8 e 10 - ATR 38 - AVL 8 - BAC 18 - NDM 15 - OES 50 - PLC 5 - PRN 42 - RCV 19 - RDL 7 - TPL 12 - vtb 2746

DESÂNIMO - 749 - Não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. GAL 6:9 - MAT 24:13 -JOO 9:4 - STS 3:13 - HEB 3:6 e 14 - ABS 9 - ACT 25 e 44 - ALC 22 - ALM 16 - ALV 6, 9 e 20 - ALZ 10 - AMG 14 - APV 5 - ATA 3 - AVEPG 95 - BAC 2, 43 e 45 - BPZ 8 e 43 - CDE 10 - CFZ 22 - CME 23, 34, 42 e 58 - COI 22 e 28 - CPL 12 - CRG 8 e 29 - CVO 30 - CVV 90 - DCS 54 e 62 - DMV 9, 24 e 50 - EDP 16 - ELZ 12 - EMC 21 e 58 - EPV 28 e 51 - ETV 38 - EVV 28 - FEV 51 - FVV 31, 94 e 124 - IES 71 - IND 19 - INS 9 - IPS 5 e 13 - JVN 26 e 31 - LEK 3 - LES 11 - LMV 35, 42 e 47 - LPE 20 e 32 - LRE 18 e 22 - LZE 21 - MDL 2 e 39 - MDS 118 - MMC 2 - MMD 43 - MPT 17 - MSA 14, 30, 37, 39 e 46 - MUN 22, 43 e 47 - NRF 28 - OTM 26, 31 e 45 - PDA 33 - PMG 7 - PNS 11 - PRN 30 e 38 - PSC 28 - PVE 78 - RAL 2 e 50 - RCF 1 - RES 85 - RFG 17 - RTL 7 - RTR 40 - RUM 11, 50, 57 e 58 - SGU 83 - SJT 9 - SNL 17 - TMG 33 - TRI 4 - VIC 21 e 25 - VLZ 82 - vtb 161, 1300, 2615 e 2909

DESÂNIMO - 750 - Orar sempre e nunca desfalecer. LUC 18:1 - ROM 12:12 - EFE 6:18 - CLS 4:2 - PTS 5:17 - EVG 5/18 - ADR 7 - AGT 27 - FVV 61 - IES 93 - RML 8 - VIC 22

DESÂNIMO - 751 - Os que se debatem nas águas temendo a morte rogam o socorro de quem lhes estenda as mãos; da mesma forma, os que se encarceram no desânimo, receando o desequilíbrio, para se livrarem dele precisam estender as mãos aos outros. Se te encontras de espírito ilhado na solidão, recorda que as portas da alma unicamente se abrem de dentro para fora. EMMANUEL em DAP 4 - AVE PG 107 - CDA 6 e 16 - CRG 20 e 48 - EED 3 - EVD 97 - HOJ 14 - MDL 29 - MPT 9 - OFR 18 - PLC 6 - PSC 29 - RTL 5 - URG 9 - vtb 258, 2657, 2733 e 3268

DESÂNIMO - 751m - Para escalar a montanha salvadora, fitemos quem brilha à frente. Para não cairmos, aniquilados pelo desânimo, na marcha de cada dia, reparemos quem chora na retaguarda. ANDRÉ LUIZ em VZG 18 - vtb 1273 e 1440

DESÂNIMO - 752 - Quando o organismo se debilita, seja qual for a causa - enfermidade, estresse, frustração - as resistências psicológicas diminuem, dando curso à manifestação do desânimo, que se expressa em forma de cansaço e desinteresse por tudo quanto cerca o indivíduo, mesmo aquilo que antes era uma fonte de entusiasmo e fortalecimento. JOANNA DE ÂNGELIS em DPE 1 - DSG 6 - vtb 847, 1097, 1344 e 3377

DESÂNIMO - 753 - Receando o labor bendito ou dele fugindo, mediante mecanismos de evasão inconsciente, a criatura se deixa envenenar pela psicosfera mórbida da autopiedade, procurando inspirar compaixão antes que despertar e motivar o amor. JOANNA DE ÂNGELIS em ATA 35 - ATA 57 - CLB 14 - CMS 21 - CTA 6 - EMC 50 - FPZ 18 - HDV 55 - LBT 16 - LPE 59 - NLR 6 - PLT 5 - PMG 25 e 26 - RES 13 - SCS 4 - SDE 31 - SOL 59 - TDL 1 - THP 14 e 15 - vtb 436, 754, 850, 1351, 2731 e 2734m

DESÂNIMO - vtb OBSTÁCULO - PESSIMISMO - PREGUIÇA - QUEIXA - TRISTEZA, 292, 717, 1214, 1552, 2532, 3191, 3237 e 3308

DESAPEGO - v. CUPIDEZ e 1493

DESARMAR-SE - v. 004 e 2678

DESASTRE v. CATACLISMOS

DESCOBERTAS v. 041 e 1133

DESCONFIANÇA - v. DÚVIDA - PESSIMISMO - PREVENÇÃO

DESCULPISMO - 754 - E todos a uma começaram a excusar-se. Disse-lhe o primeiro: comprei um campo, e importa ir vê- lo; rogo-te que me hajas excusado. LUC 14:18 - ABS 5 - APV 20 - BPZ 16 e 34 - BVS 18 - CAP 9 e 20 - CDV 14 - CRF 12 - CRG 15 - EED 21 - EGTPG 210 - ETV 27 - HDV 8 - LMV 10 e 52 - LZA 30 - MSG 28 - MUN 42 - PAZ 8 - PTC 19 - PVE 128 - SMD 88 - USF 16 - vtb 030, 647, 753, 760, 1351, 2457 e 3132

DESDOBRAMENTO - 755 - O espírito desdobrado pode ter acesso a uma parte considerável de sua memória integral e, ao mesmo tempo, ter condições de transmitir seu pensamento, como espírito, por intermédio de seu próprio corpo, no que é conhecido como fenômeno anímico. HERMÍNIO C. MIRANDA em MRTPG 80 - MRTPG 83, 155 e 156 - CRT 15 - vtb 1899 e 1964

DESDOBRAMENTO - 756 - O espírito encarnado aspira constantemente à sua libertação, e tanto mais deseja ver-se livre do seu invólucro, quanto mais grosseiro é este. Basta que os sentidos entrem em torpor para que o espírito recobre sua liberdade. Para se emancipar, ele se aproveita de todos os instantes de trégua que o corpo lhe concede. Desde que haja prostração das forças vitais, o espírito se desprende, tornando-se tanto mais livre quanto mais fraco for o corpo. LEP 400 e 407 - AQMPG 146 e 191 - DDCPG 169 a 201 - DMD 35 a 38 e 93 - MDS 67 - MRTPG 70, 92 e 284 - NDM 11 - RIM 3 - SCE 3, 12 e 13 - vtb 198, 337, 451, 886, 1184, 2022, 2568, 2765, 3108 e 3288

DESEJO - 757 - Nossos desejos são forças mentais coagulantes, materializando-nos as ações que, no fundo, constituem o verdadeiro campo em que a nossa vida se movimenta. ANDRÉ LUIZ em ETC 4 - AGT 30 - API 17 - CPN 7 - FDL 8 - JAT 18 - MST 3 - NFL 23 - PVD 2 e 8 - VZG 4 - vtb 343m, 347, 558, 687, 1269, 1455, 1746, 2569 e 3413

DESEJO - vtb VONTADE, 685, 1133, 1527 e 1736

DESEMPREGO - 758 - Quando se generaliza, a suspensão do trabalho assume as proporções de um flagelo, qual a miséria. A ciência econômica procura remédio para isso, mas, não passará de simples teoria, se não levar em conta o elemento educação, no sentido amplo desta palavra. ALLAN KARDEC em LEP 685 (Obs) - AEC 8 - CAI 20 - MDC 30 - PNS 153 - vtb 940

DESERÇÃO - 759 - Compactas multidões de candidatos à fé se afastam do serviço divino por não atingirem, depois de certa expectação, as vantagens que aguardavam no imediatismo da luta humana. EMMANUEL em PNS 129 - CRI 2 - DSM 3 - EDA 8 - LVV 26 - MFR 10 - MPT 2 - OTM 28 - PRN 21 - PSC 14 - RML 41 - RUM 40 - TDL 4 - TPL 15 - vtb 2886

DESERÇÃO - 760 - De nada vale desertar do campo de nossas lutas, de vez que ainda mesmo nos liberte a apreciação alheia desse ou daquele imposto de devotamento e renúncia, precipitamo-nos no sentimento de culpa, do qual se origina o remorso, impondo-nos brechas de sombra aos tecidos sutis da alma. EMMANUEL em PVD 21 e 22 - APV 17 - ATR 28 - CHG 26 - CMA 30 - CRG 22 - FML 32 - LES 75 - LVS 8 - MMC 21 - MTA 7 - NRF 27 - RES 15 e 81 - RFG 11 - SMD 60 - TCL 32 - TMG 33 - VIC 28 - vtb 009, 393, 397, 400, 645, 1208, 1351, 1488 e 3132

DESERÇÃO - 761 - Desde então muitos dos seus discípulos (não dos doze) tornaram para trás, e já não andavam com ele. JOO 6:66 - JOO 6:60 - ETV 17 - MUN 39 - PNS 151 - PRN 31 - RUM 17 - SMD 34 e 77 - vtb 354 e 820

DESERÇÃO - vtb AUSÊNCIA - FUGA e 2363

DESESPERO - Na hora da morte. v. 2095

DESGASTE No exercício mediúnico. v. 1942

DESLIGAR-SE v. 254

DESLOCAMENTO - v. FUGA

DESLUMBRAMENTO - v. ENTUSIASMO

DESOBSESSÃO - v. OBSESSÃO e 2884m

DESPACHO - 762 - Se há aqueles que se dispõem a ser instrumentos do mal na Terra, o mesmo ocorre na Espiritualidade. Entretanto, tais influências nocivas nos atingem apenas na medida em que não tenhamos defesas espirituais formadas por um comportamento equilibrado e virtuoso, já que os Espíritos inferiores não produzem o mal em nós: apenas fermentam o mal que já existe. RICHARD SIMONETTI em URV 5 - LEP 549 - CSL 396 - DSM 7 - LOB 3, 9 e 10 - NLA 38 - PAMPG 56 - PRR 19 - QTO 4 - VEP 14 - vtb 241, 304, 1296, 1527, 1805, 2227, 2318, 2548, 2722, 3035 e 3142

DESPERDÍCIO - 763 - Em toda parte vemos os dissipadores de bens, de saber, de tempo, de saúde, de oportunidades. Distantes da paz íntima, experimentam a enorme angústia da inutilidade. EMMANUEL em PNS 24 - DCS 17 - ETD 48 e 49 - EVV 7 - LMV 20 - LOB 18 - MFR 16 - MPT 3 - NFL 22 - NLI 4 - NLR 1 e 4 - NMM 14 - NPB 26 - PDA 31 - PVE 144 - SOL 3 - TCL 38 - TRL 4 - TVM 7 - vtb 062, 308, 369, 518, 825, 884, 964, 1345, 1351, 1556, 1721, 1754, 1757, 2059, 2252, 2335, 2662, 2670, 2827, 3005, 3187 e 3238

DESPERDÍCIO - 764 - Recolhei os pedaços (de pão) que sobejaram, para que nada se perca. JOO 6:12 - LEP 705 - ALC 14 - NLR 12 - OES 5 - PNS 171 - vtb 2441

DESPERDÍCIO - vtb APROVEITAMENTO - SOBRIEDADE, 359, 2702 e 3087

DESPERTAR - v. VIGILÂNCIA e 256

DESPRENDIMENTO - v. 1493

DESTAQUE - 765 - Não procures os cimos do mundo ao preço de mentira e de astúcia, porque ninguém trai os imperativos da vida. Satisfaze ao serviço imediato que a hora te apresenta, na certeza de que as obrigações retamente cumpridas são os únicos degraus para a verdadeira ascensão. EMMANUEL em IRM 15 - CPN 15 - FDL 18 - LES 69 - NDB 22 - SED 10 - TOB 16 - vtb 224, 491, 808, 1494, 1675, 1780, 1812, 2261, 2652, 3064 e 3193

DESTINO - 766 - A ideia que o homem faz do Universo, das suas leis, o papel que lhe cabe neste vasto teatro, reflete-se sobre toda a sua vida e influi em suas determinações. É segundo essa ideia que traça para si um plano de conduta, fixa um alvo e para ele caminha. LÉON DENIS em DPMPG 101 - CVV 163 - GRNPG 72 - LMV 38 - MMD 33 - PBSPG 309 - PQVPG 17 - TRI 1 - TVM 8 - vtb 1332, 1704 e 3414

DESTINO - 767 - Diariamente criamos destino, porquanto, em cada hora de luta é possível renovar as causas a que se nos subordinam as circunstâncias da marcha. EMMANUEL em FML 32 - LEP 851 - ADR 2 - ALM 1 - AMG 15 - ANT 46 - APV 8 - ATR 2 - BAC 3 - CVRPG 242 - DSM 4 - EMC 6 - EVM1P 19 e 2P 14 - JVN 15 - LDA 3/5 e 6 - LES 60 - MMS 5 - NDB 19 - NPB 25 - NPM 33 - OFR 22 - PSC 32 - TDN 28 e 30 - vtb 232, 1216, 1455, 1757, 2052, 2097, 2127m, 2435, 2563, 2569, 2837 e 3407

DESTINO 768 - Emergir grau a grau do abismo da vida para tornar-se Espírito, gênio superior, e isto por seus próprios méritos e esforços, conquistar o futuro hora a hora, ir-se libertando dia a dia um pouco mais da ganga das paixões, libertar-se das sugestões do egoísmo, da preguiça, do desânimo, resgatar-se pouco a pouco das suas fraquezas, da sua ignorância, ajudando os seus semelhantes a se resgatarem por sua vez, arrastando todo o meio humano para um estado superior, tal é o papel distribuído a cada alma. Para desempenhá-lo, tem ela a sua disposição toda a série de existências inumeráveis na escala magnífica dos mundos. LEON DENIS em PBSPG 125 - PBSPG 289 - ETC 26 - NLR Prefácio 2 - PPHPG 98 - vtb 986, 1137, 1479, 2768, 2776 e 3342

DESTINO - 769 - Para vivermos bem, precisamos ter uma certa compreensão da finalidade da vida. O "porquê" da vida é o amor; e o "porquê" do amor é Deus. A vida leva ao amor e o amor conduz a Deus. Essa trajetória chama-se evolução. Evolução é renovação. A parte individual que nela tomamos denomina-se educação, ou melhor, auto-educação. VINÍCIUS em NSS 33 - ADV 3 - MDC 3 e 5 - RML 29 - VDS 2 - vtb 132, 135m, 167, 347 e 3234

DESTINO - vtb AÇÃO E REAÇÃO - FATALIDADE

DESTRUIR - 770 - Não vim destruir, mas salvar as almas e o mundo. LUC 9:56 - JOO 3:17 e 12:47

DESTRUIR - vtb 416, 537, 625, 1678, 1711, 2381 e 2832

DESVINCULAÇÕES v. 228, 400 e 1190

DETALHE - 771 - O Universo é constituído de partículas invisíveis e de aparência insignificante. Quem não é capaz de valorizar o detalhe perde a sensibilidade para o conjunto. JOANNA DE ÂNGELIS em SNL 13

DETALHE - 772 Só os Espíritos vulgares ligam importância a particularidades mesquinhas, incompatíveis com ideias verdadeiramente elevadas. LMD 267/12 - vtb 1413, 1676 e 2631

DETERMINISMO - v. DESTINO - FATALIDADE

DEUS - 773 - A contribuição espírita à elucidação dos problemas do espírito levou muita gente a pensar na existência de Deus, não mais pelos cânones da tradição religiosa, mas pelo crivo da razão. Em conseqüência, Deus deixou de ser obedecido por medo, mas amado pela confiança. DEOLINDO AMORIM em PND 19 - vtb 167, 1616, 2739 e 3327

DEUS - 774 - A divindade de Deus se vê pelas coisas criadas. ROM 1:20 - SLM 19:1 a 4 - LEP 4 - GNS 2/3 a 7 e 13/19 - ALC 2 - DCS 29 - ELZ 43 - EPZ 13 - FVV 23 - GRNPG 26, 82, 114 e 164 - IDL 37 - ILS 4 - NSS 38 - PNS 55 - PRD 2 - SDE 2 - SJT 2 - TCB 13 - URV 3 - vtb 427, 802 e 1234

DEUS775 - A mais elevada concepção de Deus que podemos abrigar no santuário do Espírito é aquela que Jesus nos apresentou, em no-Lo revelando Pai amoroso e justo, a espera dos nossos testemunhos de compreensão e de amor. EMMANUEL em PNS 48 - LEP 3 e 126 - EVG 28/3-I - GNS 1/23 - ASV 29 - CAV 20 - CRA 1 - CTNPG 72 e 110 - EGTPG 166 - ELZ 48 - EPH 11 - ETS 89 - FVV 164 - JVN 18, 21 e 45 - MDC 2 - NSC 32 - OES 56 - PNS 150 - PVE 97 - RVM 7 - VMO 22 - vtb 788, 833, 1340, 1616, 2369 e 3327

DEUS776 - A razão e a consciência não só guiam nossa apreciação e nossos atos, mas também são os mais seguros meios para adquirir-se e possuir-se a verdade. Podemos encontrar Deus no mais profundo do nosso ser, interrogando a nós mesmos na solidão, estudando e desenvolvendo as nossas faculdades latentes, a nossa razão e consciência. LÉON DENIS em DPMPG 21 e 23 - EMN 15 - GRNPG 30 e 82 - PQVPG 77 - vtb 124 e 2737

DEUS - 777 - A tudo vivifica. PTM 6:13 - JOO 5:21 - PCR 12:6 -DTR 32:39 - PSM 2:6 - LEP 963 - ASV 39 - CVD 1 - vtb 786, 805, 1070, 1482 e 2214

DEUS - 778 - Agora somos filhos de Deus e ainda não manifestado o que havemos de ser, mas sabemos que seremos semelhante a ele. PJO 3:2 - SLM 82:6 - EGTPG 228 - JEV 14 - vtb 836, 1461 e 2597

DEUS - 779 - Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. TGO 4:8 - SCN 15:2 - ALM 12 - BAC 11 - BNV 19 - CVD 27 - MUN 46 - NTE 1 - PRR 2 - RCV 30 - RUM 1 - vtb 2304

DEUS - 780 - Definir é limitar. Querer definir Deus seria circunscrevê-lo e quase negá-lo. Para resumir, tanto quanto podemos, tudo o que pensamos referente a Deus, diremos que Ele é a Vida, a Razão, a Consciência em sua plenitude. É a causa eternamente operante de tudo o que existe. É a comunhão universal onde cada ser vai sorver a existência, a fim de, em seguida, concorrer, na medida de suas faculdades crescentes e de sua elevação, para a harmonia do conjunto. LÉON DENIS em DPMPG 122 - DPMPG 33 e 109 a 127 - CMQPG 130 - GRNPG 97 e 115 a 119 - MFR 19 - RIM 23 - vtb 782 e 788

DEUS781 - Deus não tem necessidade de se ocupar de cada um dos vossos atos, para recompensar ou punir. Ele tem as suas leis, que regulam todas as vossas ações. Se as violardes, vossa é a culpa. Sem dúvida, quando um homem comete um excesso, Deus não expende um julgamento contra ele, dizendo-lhe, por exemplo: tu és um glutão e eu te vou punir. Mas ele traçou um limite: as doenças e por vezes a morte, são conseqüências dos excessos. Eis a punição; ela resulta da infração da lei. Assim se passa em tudo. LEP 964 - LEP 244b, 633 e 713 - GNS 2/20 e 3/8 - ALZ 19 - BNV 13 - CMQPG 145 - CRG 24 - CTNPG 85 - CVRPG 54 - DPMPG 239 - DSF 20 - EPH 9 - EVD 82 - FDI 18 e 24 - FVV 38 - GRNPG 80 - MRTPG 318 - NSC 5 - NSS 32 - RAL 33 - RDV 23 - SMD 60 - TCB 17 - TCL 11 - TDN 27 - USF 11 - vtb 022, 414, 1654, 1674, 2060, 2583, 2809, 3181 e 3257

DEUS - 782 - É a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas. LEP 1 - LEP 7 e 28 - GNS 2/9 - CTD 4 - CTNPG 228 a 235 - DTE 1 - EES 1 e 2 - GRNPG 17 a 31 e 77 - LMV 55 - LPE 2 - PQVPG 23 a 27 - PRD 1 - RVM 7 - VMO 7 - vtb 026, 282, 780 e 1576

DEUS - É amor. v. 132, 167, 769 e 1616

DEUS - 783 - É da mais recuada antigüidade, e mesmo modernamente em diversas culturas do Oriente, a conceituação da humanização divina, assim como da divinização humana em frontal agressão ao bom sentido da lógica e da Criação. Conceber-se o Absoluto sintetizado no relativo é torná-Lo finito, palpável, retido em pequenez, sem os atributos que O caracterizam, diminuindo-Lhe a grandeza da Infinitude e Causalidade, que somente se explicam a si mesmas. JOANNA DE ÂNGELIS em JEV 10 - vtb 826, 1461 e 1614

DEUS784 - É espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. JOO 4:24 - SCR 3:17 - LEP 654 - EED 30 - EVV 24 - FVV 93 - NPM 133 - THP 31 - vtb 033 e 1740

DEUS - 785 - É eterno, imutável, imaterial, único, onipotente, soberanamente justo e bom. A razão nos diz que Deus deve possuir em grau supremo essas perfeições, porquanto, se uma lhe faltasse, ou não fosse infinita, já ele não seria superior a tudo, não seria, por conseguinte, Deus. Para estar acima de todas as coisas, Deus tem que se achar isento de qualquer vicissitude e de qualquer das imperfeições que a imaginação possa conceber. Não sabemos tudo o que ele é, mas sabemos o que ele não pode deixar de ser. LEP 13 e 16 - LEP Introdução VI - EVG 5/3 - GNS 2/8 a 17 e 6/14 - CFN1P 1/8, 6/10 a 15 e 9/6 - CVCPG 60 - EPM 14 - NPM 26 - NSC 22 - PMG 3 - PRD 4 - RVCPG 5 - vtb 506, 1685 e 2597

DEUS - 786 - É quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas (Paulo no Aerópago de Atenas). ATS 17:25 - LRE 43 - RML 1 - TCB 6 - VEV 22 - vtb 777, 806, 870, 1070, 1482 e 2214

DEUS - Energia divina. v. 777, 786, 870, 926 e 2278

DEUS - 787 - Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento. PCR 3:6 - SCR 3:5 - CFZ 39 - CVV 138 e 174 - ETR 18 - MDS 5 -MRCPG 183 - SGU 17 - vtb 792

DEUS788 - Jesus padronizou para nós a atitude que nos cabe perante Deus. Nem pesquisa indébita. Nem inquisição precipitada. Nem exigência descabida. Nem definição desrespeitosa. Não perguntes se Deus é um foco gerador de mundos ou se é uma força irradiando vidas. Não possuímos ainda a inteligência suscetível de refletir-Lhe a grandeza, mas trazemos o coração capaz de sentir-Lhe o amor. EMMANUEL em FVV 164 - CAV 20 - DCS 28 - EMN 17 - LVS 20 - PPHPG 34 - RTR 23 - vtb 132, 167, 775, 1092, 1569 e 2816

DEUS - 789 - Não sabeis vós que sois o templo de Deus, e que o espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá, porque o templo de Deus, que sois vós, é santo. PCR 3:16 e 17 e 6:19 - SCR 6:16 - EFE 2:22 - HEB 3:6 - PPD 2:5 - FPZ 13 - FVV 30 - URG 15 - vtb 581, 794 e 798

DEUS790 - Nele vivemos, nos movemos e existimos. ATS 17:28 (Paulo) - GNS 2/24 a 27 - AEC 14 - ALZ 5 - AQMPG 45, 101, 131 e 161 - CFZ 17 - CLB 58 - CPL 34 - CVV 101 - DDCPG 276 e 287 - EMC 5 - ESC 26 - EVM1P 1 - FVV 77 - GRNPG 106 - JVN 44 - PAMPG 79 e 97 - RAL 4 - RUM 5 e 46 - TCB 27 - VDS Prefácio - VZG 50 - vtb 2434, 2811 e 3295

DEUS - 791 - Nem a morte, nem a vida, nem o presente, nem o porvir, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor. ROM 8:38 e 39 - DPMPG 127 - LZV 2 - RML 3 - RNB 18

DEUS - 792 - Nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento; mas cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho, porque somos cooperadores de Deus. PCR 3:7 a 9 - JOO 14:10 - SCR 6:1 - GAL 6:3 - EFE 2:19 - BDA 5 - BVS 9 - CDE 18 - CES 32 - DCS 40 - EMC 1 e 16 - EPZ 3 - FVV 68 - IES 60 - LES 83 - MDC 15 - MMD 1 e 24 - NSC 25 - OFR 19 - PNS 173 - SGU 74 - SJT 10 - TCL 39 - VLZ 48 - vtb 262, 503, 787, 1223, 2282, 2293, 2740 e 2999

DEUS - 793 - Nenhuma teoria científica, nenhum sistema político, nenhum programa de reeducação pode roubar do mundo a ideia de Deus e da imortalidade do ser, inatas no coração dos homens. EMMANUEL em EMN 4 - MDS 16 - vtb 1502 e 1884

DEUS - 794 - Nos deu do seu espírito e nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós. PJO 4:13 e 3:24 - JOO 14:20 - LEP 5 e 6 - MTS 6 - vtb 581, 789, 798 e 1485

DEUS795 - Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro. PJO 4:6 - JOO 8:47 - PCR 14:37 - SCR 10:7 - VLZ 84 e 109

DEUS796 - Nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o fez conhecer. JOO 1:18 e 6:46 - LUC 10:22 - PTM 6:16 - PJO 4:12 e 20 - EXD 33:20 - DTR 4:12 - LEP 244 e 610 - GNS 2/31 a 37 - CTNPG 233 - DPMPG 227 - JEV 10 - vtb 291, 553 e 2529

DEUS - 797 - O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. MAR 12:29 e 32 - JOO 17:3 - PCR 8:4 a 6 - PTM 2:5 - DTR 6:4

DEUS - 798 - O que acima de tudo caracteriza a alma humana é o sentimento. É por ele que o homem se prende ao que é bom, belo e grande; ao que será o seu amparo na dúvida, a sua força na luta, a sua consolação na prova. E tudo isso revela Deus. Deus é a grande alma universal, de que toda alma humana é uma centelha, uma irradiação. Cada um de nós possui, em estado latente, forças emanadas do divino Foco e pode desenvolvê-las, unindo-se estreitamente à Causa de que é efeito. Mas a alma humana ignora-se a si mesma; por falta de conhecimento e de vontade, deixa as suas capacidades interiores em letargo. Em lugar de dominar a matéria, deixa-se por ela freqüentemente dominar; eis a fonte dos seus males, das suas fraquezas, das suas provações. LÉON DENIS em CTNPG 234 - LEP Introdução II - FGP 3 - GRNPG 41, 81 a 85 e 116 - PDA 1 - SDE 2 - TMG 17 - TPS 2 - vtb 581, 789, 794, 807, 1675, 2737 e 3340

DEUS799 - Para Deus tudo é possível. MAT 19:26 - MAR 10:27 -LUC 1:37 e 18:27 - GEN 18:14 - BPZ 44 - CFZ 56 - CVV 14 - ESV 12 - IES 8 e 93 - LRE 1 - PVE 33 - RAL 26 - TRI 16

DEUS - 800 - Para facilitarmos a compreensão, figuremos Deus sob a forma concreta de um fluido inteligente que enche o universo infinito e penetra todas as partes da criação: a Natureza inteira mergulhada no fluido divino. Nenhum ser haverá, por mais ínfimo que o suponhamos, que não esteja saturado dele. GNS 2/24 - GNS 2/22 a 25 e 3/15 - ACO 18 e 41 - AVV 6 - CME 17 - GRNPG 76 - HRM 13 - IPS 36 - NBO Prefácio II - NDM 1 - NLA 8 e 12 - PBSPG 370 - PRD Prefácio - TMG 30 e 32 - VJR 18 - vtb 002, 135m, 141, 154, 343, 468, 1696, 3260 e 3295

DEUS - 801 - Qualquer pessoa seriamente envolvida nas especulações da ciência torna-se convicta de que há um espírito manifesto nas leis do universo - um espírito vastamente superior ao do homem, e diante do qual temos que nos sentir humildes com os nossos modestos poderes. ALBERT EINSTEIN, citado por HERMÍNIO C. MIRANDA em MRTPG 338 - vtb 445 e 1437

DEUS - 802 - Se você quer dar aos ignorantes, aos pobres de espírito, uma ideia do poder de Deus, mostre-o na sabedoria infinita que preside a tudo, na frutificação das plantas, na flor que desabrocha, no Sol que tudo vivifica. Não procure apavorá-los com o quadro das penas eternas, antes, dê-lhes coragem, mediante a certeza de poderem um dia se redimir e reparar o mal que hajam praticado. Aponte-lhes as descobertas da Ciência como revelações das leis divinas e não como obras de Satanás. Eles, então, compreenderão que um Ser tão grande, que com tudo se ocupa, que por tudo vela, que tudo prevê, forçosamente dispõe do poder supremo. Então, os homens serão verdadeiramente religiosos, racionalmente religiosos, sobretudo muito mais acreditando em pedras que suam sangue, ou em estátuas que piscam os olhos e derramam lágrimas. GNS 13/19 - ELF 2 - vtb 774, 961, 1179, 1284, 2176, 2803 e 2812

DEUS – 803 - Sem polarizar as energias da alma na direção divina, ajustando-lhes o magnetismo ao centro do Universo, todo programa de redenção é um conjunto de palavras, pecando pela improbabilidade flagrante. ANDRÉ LUIZ em LBT 1 - BAC 27 - CME 27 - CPN 3 - EVD 19 - JOI 7 - MUN 4 - OTM 30 - PRR 2 - PSC 35 - vtb 1172

DEUS - 804 - Sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens (Paulo no Aerópago de Atenas). ATS 17:24 e 7:48 - PRE 8:27 - SCN 2:6 - ETS 127 - NSS 38 - PPHPG 35 e 36

DEUS - 805 - Seu espírito penetra todas as coisas. PCR 2:10 - PCN 28:9 - LEP 963 - GNS 2/20 a 30 - AES 13 - CPL 25 - CRA 4 - CVV 54 - DPMPG 118 - EGTPG 220 - EVV 3 - vtb 777, 926 e 2278

DEUS - 806 - Toda casa é edificada por alguém, mas o que edificou todas as coisas é Deus. HEB 3:4 - EFE 2:10 - VLZ 71

DEUS - 807 - Vós sois deuses. JOO 10:34 - PJO 3:2 - SLM 82:6 - LEP 243a - AQMPG 28 - AVE 103 - CMQPG 69 e 70 - CRG 20 - CSL 302 - CTD 26 - DDCPG 308 - EDV 15 - FVV 30 - GRNPG 44 - MDC 8 - MMD 1 - NDM 1 - PLC 13 - PRD 4 - RTR 24 - RUM 2 - RVCPG 91 - TMG 10 - VDS 5 - vtb 794, 798, 1065, 1404, 1495, 2434, 2593, 2737, 2752 e 3340

DEUS - vtb ESPÍRITO - POLITEÍSMO - TEOLOGIA, 072, 122, 314, 486, 588, 867, 876, 1256, 1512, 1579, 1787, 1839, 1870, 2126, 2595, 2647 e 3033

DEUSES - v. POLITEÍSMO e 739
____

*