página acima: Homem e Espírito
Sexo
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

____ As considerações que expendemos, acerca de um tema assim tão vasto, externando-nos do ângulo mais elevado que a nossa mente é suscetível de abarcar, não nos dispensam do dever de exaltar a necessidade de sublimação da experiência emotiva entre as criaturas. Sabemos que o sexo, analisado na essência, é a soma das qualidades femininas ou masculinas que caracterizam a mente, razão por que é imprescindível observá-lo, do ponto de vista espiritual, enquadrando-o na esfera das concessões divinas que nos cabe movimentar com respeito e rendimento na produção do bem...
____...O sexo no corpo_humano é assim como um altar de amor puro que não podemos relegar à imundície, sob pena de praticar as mais espantosas crueldades mentais, cujos efeitos nos seguem, invariáveis, depois_do túmulo...

____...Nas falhas do campo genésico, temos a considerar, acima de tudo, a crueldade mental que praticamos em nome do amor...

____Contudo, fugindo à palavra empenhada ou faltando aos compromissos e votos que assumimos, não nos precatamos quanto à lei de correspondência, que nos devolve, inteiro, o mal que praticamos e em cuja intimidade as bênçãos do conhecimento superior nos agravam as agonias, de vez que, no esplendor da luz espiritual, não nos perdoamos pelas nódoas e chagas que trazemos na alma...

____...Muito antes da pompa terminológica das escolas psicanalíticas modernas, que se permitem arrojadas conjeturas em torno das flagelações mentais, há quase vinte séculos ensinou-nos Jesus que « todo aquele que comete o mal é escravo do mal» (*) e podemos acrescentar que, para sanar o mal, a que houvermos escravizado o coração, é imprescindível sofrer a purgação que o extirpa.

[83 - páginas 205/8] - André Luiz
(*) Evangelho de João, 8:34

____Compreendamos, pois, que o sexo reside na mente, a expressar-se no corpo_espiritual, e conseqüentemente no corpo_físico, por santuário criativo de nosso amor perante a vida, e, em razão disso, ninguém escarnecerá dele, desarmonizando-lhe as forças, sem escarnecer e desarmonizar a si mesmo.

[56 - página 141]- André Luiz - 30/3/1958

Em nossa existência, o Espírito que animou o corpo de um homem pode animar o de uma mulher e vice-versa. São os mesmos os Espíritos que animam os homens e as mulheres.

[9a - página 134 questão 201]

Em assuntos sensuais, Xenofonte escreve que " Sócrates havia treinado a si mesmo para evitar o mais agradável e o mais atraente mais facilmente do que outros conseguem evitar o mais feio e o mais repulsivo".

http://www.geocities.com/Athens/4539/socrat/o_senhor_de_si_mesmo.htm

Pouco importa ao Espírito; encarnar no corpo de um homem, ou no de uma mulher. O que o guia na escolha são as provas por que haja de passar. Aquele que só como homem encarnasse só saberia o que sabem os homens.

[9a - página 134 questão 202]

____Indiscutivelmente, para a maioria dos encarnados, a fase juvenil das forças fisiológicas representa delicado estádio de sensações, em virtude das leis criadoras e conservadoras que regem a família_humana; isto, porém, é acidente e não define a realidade substancial. A sede do sexo não se acha no corpo grosseiro, mas na alma, em sua sublime organização.

[25 - página 156] - André Luiz

____ Das expressões de sexualidade, o amor caminha para o supersexualismo, marchando sempre para as sublimadas emoções da espiritualidade pura, pela renúncia e pelo trabalho santificantes, até alcançar o amor divino, atributo dos seres_angélicos, que se edificaram para a união com Deus, na execução de seus sagrados desígnios no Universo.

[41a - página 184 questão 322]

(Ver: Sexo no Espírito)

____Na Crosta, em sentido geral, ainda existe muita ignorância acerca da missão divina do sexo. Para os desencarnados, porém, que desejam valorizar as experiências, a paternidade e a maternidade terrestres são sagradas. A faculdade_criadora é também divindade do homem. O útero maternal, para os espíritos desencarnados, significa a porta bendita para a redenção;

____Não alcançaremos, porém, a terra prometida do serviço redentor, sem o concurso das forças criadoras associadas, do homem e da mulher.

____Compreendi, com novo espírito, o caráter sublime das energias sexuais e recordei-me, compadecidamente, de todos os encarnados que ainda não conseguiram edificar o respeito e o entendimento, relativos aos sagrados órgãos procriadores.

____Relegue ao esquecimento qualquer expressão das reminiscências menos construtivas. Os que ultrajam o sexo, escrevendo, agindo ou falando, já são grandes infelizes por si mesmos.

[16a - página 154] - André Luiz

____Não há criação sem fecundação.

  • As formas físicas descendem das uniões físicas.
  • As construções espirituais procedem das uniões espirituais.
  • A obra do Universo é filha de Deus.

____O sexo, portanto, como qualidade positiva ou passiva dos princípios e dos seres, é manifestação cósmica em todos os círculos evolutivos, até que venhamos a atingir o campo da Harmonia Perfeita, onde essas qualidades se equilibram no seio da Divindade.

[16a - página 187 ] - André Luiz

____O sexo, no templo da vida, é um dos altares em que a divina luz do amor se manifesta.

____A ele devemos, no mundo,...

  • a bênção do lar,
  • a ternura das mães,
  • Os laços da consangüinidade,
  • a coroa dos filhos,
  • O prêmio da reencarnação,
  • O retorno à lide santificante ...

____Através dele, a esperança ressurge em nossa_alma e o trabalho se renova para nosso espírito, na esteira dos séculos, para que o tempo nos reajuste, em nome do Eterno Pai ...

  • Fonte de água pura — não lhe viciemos o manancial.
  • Campo de renovação — respeitemo-lo.
  • Escada para o serviço edificante, usada na consagração do equilíbrio, conduzir-nos-á ao monte resplendente da sublimação espiritual — não a convertamos, pois, em corredor descendente para o abismo.

____Dos abusos do sacrário em que o Senhor situou o ofício divino da gênese das formas, resultam para a Terra aflitivas paisagens de amargura e desencanto, desarmonia e pavor.

____Rendamos culto a Deus, na veneração do jardim em que a nossa existência se refaz.

____Se o amor nos pede sacrifício , saibamos renunciar construtivamente, transformando-nos em servidores fiéis do Supremo Bem. Se a obra do aperfeiçoamento_moral nos impõe o jejum da alma, esperemos no futuro a felicidade legítima que brilhará, por fim, em nossas mãos.

____A Lei segue-nos, passo a passo.

____Não nos esqueçamos.

____Em qualquer circunstância, recordemos que o sexo é um altar criado pelo Senhor no templo imenso da vida.

____Santificá-lo é santificar-se.

____Conspurcá-lo será perdermo-nos no espaço e no tempo, descendo a escuros precipícios da morte, dos quais somente nos reergueremos pelos braços_espinhosos da dor.

EMMANUEL
Francisco Cândido Xavier, em 5-8-53, Pedro Leopoldo.
Reformador, janeiro 1954, p. 22.

____Criação, vida e sexo são temas que se identificam essencialmente entre si, perdendo-se em suas origens no seio da Sabedoria Divina. Por isso, estamos longe de padroniza-los em definições técnicas, inamovíveis. Não podemos, dessa forma, limitar às loucuras humanas a função do sexo, pois, seríamos tão insensatos quanto alguém que pretendesse estudar o Sol apenas por uma réstia de luz filtrada pela fenda de um telhado. Examinando como força atuante da vida, à face da criação incessante, o sexo, a rigor, palpitará em tudo, desde a comunhão dos princípios subatômicos à atração dos astros, porque, então, expressará força de amor, gerada pelo amor infinito de Deus. O ajuste entre o oxigênio e o hidrogênio decorrerá desse princípio, no plano químico, formando a água de que se alimenta a Natureza. O movimento harmonioso do Sol, equilibrando a família dos mundos, na imensidade sideral, além de nutrir-lhes a existência, resultará dessa mesma energia no plano cósmico. E a própria influência do Cristo, que se deixou crucificar em devotamento a nós outros, seus tutelados na Terra, para fecundar de luz a nossa mente, com vistas à divina ressurreição, não será, na essência, esse mesmo princípio, estampado no mais alto teor da sublimação? O sexo, pois, não poderia ausentar-se do reino espiritual que nos é conhecido, por ser de substância mental, determinando mentalmente as formas em que se expressa. Representa, desse modo, não uma energia fixa da Natureza, trabalhando a alma, e sim uma energia variável da alma, com que ela trabalha a Natureza em que evolve, aprimorando a si mesma. Apreciemo-la, assim, como sendo uma força do Criador na criatura, destinada a expandir-se em obras de amor e luz que enriqueçam a vida, igualmente condicionada à lei de responsabilidade, que nos rege os destinos.

[83 - página 203 ] - André Luiz

____É preciso não esquecer que mencionamos o sexo como força de amor nas bases da vida, totalizando a glória da Criação. Foi ainda Segismundo Freud quem definiu o objetivo do impulso sexual como procura de prazer... Sim, a assertiva é respeitável, em nos reportando às experiências primárias do Espírito, no mundo físico; entretanto, é indispensável dilatar a definição para arredá-la do campo erótico em que foi circunscrita. Pela energia_criadora_do_amor que assegura a estabilidade de todo o Universo, a alma, em se aperfeiçoando, busca sempre os prazeres mais nobres. Temos, assim,...

  • O prazer de ajudar,
  • de descobrir,
  • de purificar,
  • de redimir,
  • de iluminar,
  • de estudar,
  • de aprender,
  • de elevar,
  • de construir
  • e toda uma infinidade de prazeres, condizentes com os mais santificantes estágios do Espírito.

____Encontramos, desse modo, almas que se amam profundamente, produzindo inestimáveis valores para o engrandecimento do mundo, sem jamais se tocarem umas nas outras, do ponto de vista fisiológico, embora permutem constantemente os raios quintessenciados do amor para a edificação das obras a que se afeiçoam.

[83 - página 204 ] - André Luiz

Ver também:
*