Sessões mediúnicas
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

____
____Amigos, cooperando, de algum modo, em nossas tarefas, registraremos hoje algumas notas, que supomos de real interesse para as nossas sessões mediúnicas habituais:

  • 1º — Acenda a luz do amor e da oração no próprio espírito se você deseja ser útil aos sofredores desencarnados.
  • 2º — Receba a visita do companheiro extraviado nas sombras, nele abraçando com sinceridade um irmão do caminho.
  • 3º — Não exponha as chagas do comunicante infeliz à curiosidade pública, auxiliando-o em ambiente privado como se você estivesse socorrendo um parente enfermo na intimidade do próprio lar.
  • 4º — Não condene, nem se encolerize.
  • 5º — Não critique, nem fira.
  • 6º — Não fale da morte ao Espírito que a desconhece, clareando-lhe a estrada com paciência, para que ele descubra a realidade por si próprio.
  • 7º — Converse com precisão e carinho, substituindo as preciosas divagações e os longosdiscursos pelo sentimento de pura fraternidade.
  • 8º — Coopere com o doutrinador e com o médium, endereçando-lhes pensamentos e vibrações de auxílio, compreensão e simpatia, sem reclamar deles soluções milagrosas.
  • 9º — Não olvide, a distância, o equilíbrio, a paz e a alegria, a fim de que o irmão sofredor encontre o equilíbrio, a paz e a alegria em você.
  • 10º — Não se esqueça de que toda visita espiritual é muito importante, recordando que, no socorro prestado por nós a quem sofre, estamos recebendo da vida o socorro que nos é necessário, a erguer-se em nós por ensinamento valioso, que devemos assimilar, na regeneração ou na elevação de nosso próprio destino.

    ____

Instrução Psicofônica passada pelo EspíritoAndré Luiz, através do médium Francisco Cândido Xavier, na noite de 27 de janeiro de 1955.

[79 - página 209]

TRIO ESSENCIAL

____Meus amigos.

____O êxito da reunião mediúnica, como corpo de serviço no plano terrestre, exige três elementos essenciais:

    • O orientador.
    • O médium.
    • O assistente.

____Nesse conjunto de recursos tríplices, dispomos de comando, obediência e cooperação.

    • O primeiro é o cérebro que dirige.
    • O segundo é o coração que sente.
    • O terceiro é o braço que ajuda.

      • Sem a segurança e a ponderação do cérebro, seremos arremessados, irremediavelmente, ao desequilíbrio.
      • Sem o carinho e a receptividade do coração, sofreremos o império do desespero.
      • Sem o devotamento e a decisão do braço, padeceremos a inércia.

____Contudo, para que o trio funcione com eficiência, são necessários três requisitos na máquina de ação em que se expressam:

    • Confiança.
    • Boa-vontade.
    • Harmonia.

      • Confiança que signifique , otimismo e sinceridade.
      • Boa-vontade que exprima estudo, compreensão e serviço espontâneo ao próximo.
      • Harmonia que traduza disciplina, ordem e respeito.

____Não podemos esquecer, ainda, que essa máquina deve assentar-se em três alicerces distintos:

____Obtida a sintonia nesse triângulo de forças, poderá, então, a Espiritualidade_Superior, através de fatores humanos, empreender entre os homens encarnados a realização dos seus três grandes objetivos:

    • A elevação moral da ciência.
    • O esclarecimento da filosofia.
    • A liberdade da religião.

      • Confiança que signifique , otimismo e sinceridade.
      • Boa-vontade que exprima estudo, compreensão e serviço espontâneo ao próximo.
      • Harmonia que traduza disciplina, ordem e respeito.

____Reunamo-nos nas bases a que nos referimos, sob a inspiração do Cristo, Nosso Mestre e Senhor, e as nossas reuniões mediúnicas serão sempre um santuário de caridade e um celeiro de luz.

Instrução Psicofônica passada pelo Espírito EMMANUEL, através do médium Francisco Cândido Xavier, na noite de 28 de abril de 1955.

[79 - página 255]

CÂMARA CRISTALINA

(numa determinada reunião assistida por André Luiz)

____Ajuizando quanto às faltas involuntárias em que poderíamos incorrer, pediu para que nós outros, os que partilhávamos a prece, ali, pela primeira vez, guardássemos plena abstenção de pensamentos menos dignos, abolindo quaisquer recordações desagradáveis, para que não se verificassem interferências na câmara cristalina, nome pelo qual designou o grande espelho à nossa frente, durante a manifestação do venerável mensageiro, cuja visita aguardava.

____Explicou que as forças associadas dos médiuns presentes se caracterizariam por extremo poder plástico e que uma simples ideia nossa, incompatível com a dignidade do recinto, poderia materializar-se, criando imagens vista. (Ver: Ideoplastia )

____Convidados finalmente pelo generoso diretor a externar qualquer dúvida ou preocupação que nos assomassem à mente, perguntei se poderíamos apresentar uma ou outra indagação ao emissário prestes a chegar, ao que ele assentiu plenamente, recomendando-nos, porém, conservar em qualquer assunto a nobreza espiritual de quem se consagra ao bem de todos, sem se deter em perquirições ociosas, alusivas às estreitas inquietações da esfera particular.

____Logo após, avisou que, através de dispositivos especiais, todos os recursos dos medianeiros presentes seriam concentrados na câmara que, daquele minuto em diante, estaria sensibilizada para os misteres da hora em curso.

[83 - página 76] - André Luiz

____Sidônio, o diretor espiritual dos trabalhos que se realizariam esclareceu, muito seguro:
____Nosso agrupamento produz satisfatoriamente; entretanto, poderia levar a efeito mais ampla colheita de bênçãos se a confiança no bem e o ideal de servir fôssem mais dilatados em nossos colaboradores no plano físico. Sabemos que a instrumentalidade é essencial em qualquer serviço.

  • O braço é intérprete do pensamento,
  • O operário é complemento do administrador,
  • O aprendiz é veículo do mestre.

____Sem companheiros encarnados que nos correspondam aos objetivos na ação santificante, como estabelecer a espiritualidade superior na Crosta da Terra? Efetivamente, encontramos irmãos dispostos ao concurso fraternal, embora, forçoso é dizer, a maioria espere a mediunidade espetacular, a fim de cooperar conosco. Não procuram saber que todos somos médiuns de alguma força boa ou má, em nossas faculdades receptivas. Não aceitam as necessidades do serviço que nos aconselham a buscar desenvolvimento substancial na auto-iluminação, através do serviço_aos_nossos_semelhantes, e tocam a exigir dons_medianímicos, quais se fôssem dádivas milagrosas a serem transmitidas graciosamente àqueles que se lhes candidatam aos benefícios, por intermédio da antiga “varinha de condão”. Esquecem-se de que a mediunidade é uma energia peculiar a todos, em maior ou menor grau de exteriorização, energia essa que se encontra subordinada aos princípios de direção e à lei do uso, tanto quanto a enxada que pode ser mobilizada para servir ou ferir, conforme o impulso que a orienta, melhorando sempre, quando em serviço metódico, ou revestindo-se de ferrugem asfixiante e destrutiva, quando em constante repouso. Nossos amigos não percebem o valor de uma atitude desassombrada e permanente de fé positiva, dentro do caminho louvável, haja o que hoüver, e, não obstante cuidarmos devotadamente da crença deles, com a mesma ternura consagrada pelo lavrador vigilante à plantinha tenra que encerra a esperança do porvir, basta que espíritos_perturbadores_ou_maliciosos os visitem, sutis, à maneira de melros num arrozal, e lá se vão os germens superiores que lhes confiamos, incessantemente, ao solo do coração. De um instante para outro, duvidam de nosso esforço, desconfiam de si mesmos, cerram os olhos ante a grandeza das leis que os cercam nos ângulos da natureza terrestre, e as energias_mentais que deveriam centralizar em construção ativa e santificante, com vistas ao aprimoramento_próprio, são desbaratadas quase que diàriamente pela argumentação mentirosa de espíritos ingratos e menos permeáveis ao bem.

[96 - página 197] - André Luiz

CONDIÇÕES FíSICAS PARA AS REUNIÕES

____

  • O corpo deve estar fortificado pela nutrição, mas só deveis começar o trabalho depois que ela tiver sido assimilada.
  • Necessitais de um estimulante moderado para satisfazer a vossa tarefa cotidiana, mas deve ser tomado com precaução.
  • Deveis certificar-vos de que só entrais em comunicação conosco sob as condições indicadas.
  • Quando o corpo e o espírito estão predispostos ao sono, incapazes de manter a atenção, ou doente ou sofrendo, melhor será não começar o trabalho, salvo se fordes dirigido.
  • Um corpo debilitado pelo jejum não é mais aproveitável que um corpo embrutecido e repleto de alimentos ingeridos.
  • A temperança e a moderação nos ajudam.

____Se desejais, amigo, facilitar-nos o trabalho e atingir melhores resultados, deveis levar às sessões o corpo sólido e são, sentidos nítidos e avivados, e o espírito passivo e apto a receber. Então faremos por vós mais do que pensais. Em uma reunião harmônica convenientemente constituída, as manifestações serão de ordem menos inferior e o ensino a dar será mais elevado, mais digno de fé. A luz de que falais é pálida, clara, sem fumaça, quando as condições são boas; torna-se embaciada, fosca e enfumaçada, se são más. (Ver: Mente e Corpo físico)

[108 - página 73] - Médium: William Stainton Moses - (1839 - 1892)

____Realizar uma sessão de trabalhos espirituais eficientes não é coisa tão simples...

  • Quando encontramos companheiros encarnados, entregues ao serviço com devotamento e bom ânimo, isentos de preocupação, de experiências mal sucedidas e inquietações injustificáveis, mobilizamos grandes recursos a favor do êxito necessário. Claro que não podemos auxiliar atividades infantis, nesse terreno.
  • Quem não deseje cuidar de semelhantes obrigações, com a seriedade devida, poderá esperar fatalmente pelos espíritos menos sérios, porquanto a morte_física não significa renovação para quem não procurou renovar-se. Onde se reúnam almas levianas, aí estará igualmente a leviandade.

____Em todos os setores evolutivos, é natural que o trabalhador sincero e eficiente receba recursos sempre mais vastos. Onde se encontre as atividades do bem, permanecerá a colaboração espiritual de ordem superior.

[103 - página 224] - André Luiz

Excesso de Perfume

____Ao ir à Casa Espírita, no exercício mediúnico de qualquer espécie, deve-se evitar o uso excessivo ou certos tipos muito ativos de perfume, às vezes impregnando toda a sala, que ostensivamente se tornam demasiadamente sensíveis ao olfato de terceiros, tornando-se incômodo, tanto para os demais médiuns passistas como para os pacientes.

____(...) O ambiente também é criado pelas condições físicas do passista: sua higiene, forma discreta e agradável de se vestir e de se portar na hora da doação, sem atavios ou perfumes fortes - estes por interferirem prejudicialmente no sistema nervoso dos pacientes. A boa apresentação passa uma mensagem de harmonia e serenidade. (1)

(1)UM ROTEIRO DE TRABALHOS MEDIÚNICOS. Trabalho coordenado por Miguel Tavares de Gouveia (desencarnado em 28/04/2009) - 6.ed. 1999

Ver também:
*