página acima: Materialização
Processo de materialização
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

____ exemplo de mediunidade num processo de materialização

(Analisando o comportamento, em suas relações com o ambiente e as pessoas )

____Ao redor do médium, laboriosa atividade seguia adiante. Dezenas de entidades bem comandadas e evidenciando as melhores noções de disciplina, articulavam-se no esforço preparatório.

____O instrumento medianímico já havia recebido eficiente amparo no campo orgânico.

____A digestão e a circulação, tanto quanto o socorro às vísceras já eram problemas solucionados.

____Apagada a luz elétrica e pronunciada a oração de início, o agrupamento, como de praxe, passou a entoar hinos evangélicos, para equilibrar as vibrações do recinto.

____Colaboradores desencarnados...

  • extraiam forças de pessoas e coisas da sala,
  • inclusive da Natureza em derredor,

  • que casadas aos elementos da esfera espiritual faziam da câmara mediúnica precioso e complicado laboratório.

____Correspondendo à atuação magnética dos mentores responsáveis, desdobrou-se_o_médium, afastando-se do veículo_físico, de modo tão perfeito que o ato em si mais se me afigurava a própria desencarnação, porque o corpo jazia no leito, como se fora um casulo de carne, largado e inerte.

____O veículo físico, assim prostrado, sob o domínio dos técnicos do plano espiritual, começou a expelir o ectoplasma, qual pasta flexível, à maneira de uma geléia viscosa e semiliquida, através de todos os poros e, com mais abundância, pelos orifícios naturais, particularmente da boca, das narinas e dos ouvidos, com elevada percentagem a exteriorizar-se igualmente do tórax e das extremidades dos dedos. A substância, caracterizada por um cheiro especialíssimo, que não conseguimos descrever, escorria em movimentos reptilianos, acumulando-se na parte inferior do organismo medianímico, onde apresentava o aspecto de grande massa protoplásmica, viva e tremulante.

____Entidades prestavam carinhosa assistência ao médium separado da vestimenta física - desdobrado -, como se ele fora um doente ou uma criança.

____O ectoplasma está em si tão associado ao pensamento do médium, quanto as forças do filho em formação se encontram ligadas à mente maternal. Em razão disso, toda a cautela é indispensável na assistência ao medianeiro.

____Tal cuidado decorre da possibilidade de inconveniente intervenção do médium nos trabalhos.

____Se pudéssemos contar com mais ampla educação do instrumento medianímico, decerto menos teríamos a temer, de vez que a própria individualidade do médium colaboraria junto dos amigos do plano espiritual, evitando preocupações e contratempos prováveis. A materialização de criaturas e objetos do plano espiritual, para ser mais perfeita, exige mais segura desmaterialização do médium e dos companheiros encarnados que o assistem, porque, por mais que os colaboradores do plano espiritual se consagrem aos trabalhos dessa ordem, estão subordinados à cooperação dos amigos terrestres.

____Isso nos deixa entrever que o pensamento mediúnico pode influir nas formas materializadas, mesmo quando essas formas se encontrem sob rigoroso controle de amigos do plano espiritual ...

____Ainda quando o médium não consiga senhoreá-las de todo, pode perturbar-lhes a formação e a projeção, prejudicando conseqüentemente o serviço. Daí, o impositivo da completa isenção de ânimo, por parte de quantos se devotam a semelhantes realizações.

____As faculdades de materialização, desse modo, não traduzem privilégio para os seus portadores ...

____O próprio verbo referente ao assunto, em sentido literal, não encoraja qualquer interpretação em desacordo com a verdade. Materializar significa corporificar. Ora, considerando-se que mediunidade não traduz sublimação e sim meio de serviço, e reconhecendo, ainda, que a morte não purifica, de imediato, aquele que se encontra impuro, como atribuir santidade a médiuns da Terra ou a comunicantes do Além pelo simples fato de modelarem formas passageiras, entre dois planos?

____Essa força materializante é como as outras manipuladas nas tarefas de intercâmbio dos espíritos. Independe do caráter e das qualidades morais daqueles que a possuem, constituindo emanações do mundo psicofísico, das quais o citoplasma é uma das fontes de origem. Em alguns raros indivíduos, encontramos semelhante energia com mais alta percentagem de exteriorização, contudo, sabemos que ela será de futuro mais abundante e mais facilmente abordável, quando a coletividade humana atingir mais elevado grau de maturação.

____Até lá, utilizar-nos-emos dessas possibilidades como quem aproveita um fruto ainda verde, em circunstâncias especiais da vida, suportando, porém, o assédio de mil surpresas desagradáveis ao recolhê-lo, de vez que, em experiências como esta, submetemo-nos a certas interferências mediúnicas indesejáveis, tanto quanto a influências menos edificantes de companheiros encarnados, francamente inaptos para os serviços dessa espécie.

____Imaginemos que o médium esteja possuído de interesses inferiores, seja em matéria de afetividade mal conduzida, de ambição desregrada ou de pontos de vista pessoais, nos diversos departamentos das paixões comuns ...

____O médium poderá influir nos fenômenos em estudo, consciente ou inconscientemente.

____E os componentes do grupo, se imbuídos de propósitos malsãos conseguem perturbar aos amigos do plano espiritual ...

____... em derredor, grande massa de substância_ectoplásmica leitosa-prateada, da qual se destacavam alguns fios escuros e cinzentos, amontoava-se, abundante, para a materialização...

____O campo_fluídico_na_sala se fizera demasiado espesso. Os pequenos jactos de força ectoplásmica, arremessados até lá, em caráter experimental, tornavam ao gabinete, revelando forte teor de toxinas de variada classificação.

____As catorze pessoas assembleadas no recinto eram catorze caprichos diferentes.

____Não havia ali ninguém com bastante compreensão do esforço que se reclamava do mundo espiritual e cada companheiro, ao invés de ajudar o instrumento mediúnico, pesava sobre ele com inauditas exigências.

____Em razão disso, o médium não contava com suficiente tranqüilidade. Para os dirigentes do plano espiritual, figurava-se um animal raro, acicatado por múltiplos aguilhões, tais os pensamentos descabidos de que se via objeto.

____De modo algum atingiremos, então, a materialização de ordem superior. Teremos tão-só o médium desdobrado, incorporando aenfermeira para socorro às irmãs doentes. Nada mais. Não dispomos do concurso preciso.

____Uma entidade do plano espiritual atendeu à solicitação que lhe era dirigida e auxiliou magneticamente a transferência de certo coeficiente de energias do vaso_físico ao corpo_perispiritual que se mostrou vivamente reanimado.

____O veículo de matéria densa, no leito, desceu à mais funda prostração, mas o médium, em seu perispírito, evidenciava maior vitalidade e maior lucidez.


____Amigos espirituais envolveram o perispírito em extenso roupão ectoplásmico e a enfermeira uniu-se a ele, comandando-lhe os movimentos.

____O médium, não obstante ausente do corpo carnal, achava-se controlado pela benfeitora, à maneira de um médium psicofônico, diferenciado apenas pela roupagem singular, estruturada com apetrechos_ectoplásmicos imprescindíveis à permanência dele no recinto, onde explodiam pensamentos perturbados e inquietantes.

____Fora do corpo, o médium está consciente durante o fenômeno, mas, possivelmente, não guardará qualquer lembrança, logo regresse ao campo físico.

____Vemo-lo avançar com indumentos materializados e sob a orientação da enfermeira amiga. Entretanto, caso alimente, nessas condições, qualquer desejo menos digno, pode interferir no trabalho, prejudicando-o, ele está sob controle, mas controle não significa anulação. Qualquer impulso infeliz do nosso companheiro correrá por conta do serviço. Daí, a inconveniência_das_atividades_dessa_espécie, sem alto objetivo moral.

____O medianeiro das curas, enlaçado pela entidade generosa, alcançou o estreito aposento, exibindo a roupagem delicada, semelhante a uma túnica de luar, emitindo prateada luz. No entanto, à medida que varava a atmosfera reinante no recinto, a claridade esmaecia, chegando a apagar-se quase de todo.

____A posição neuropsíquica dos companheiros encarnados que compartilham com os amigos do plano espiritual a tarefa, no momento, não ajuda. Absorvem dos amigos desencarnados os recursos, sem retribuição que os indenize, de alguma sorte, a despesa de fluidos laboriosamente trabalhados.

____Efetivamente, escuras emissões mentais esguichavam continuas, entrechocando-se de maneira lastimável.

____Os amigos, ainda na carne, mais se figuravam crianças inconscientes.

____Pensavam em termos indesejáveis, expressando petições absurdas, no aparente silêncio a que se acomodavam, irrequietos.

____Exigiam a presença de afeições desencarnadas, sem cogitarem da oportunidade e do merecimento imprescindíveis, criticavam essa ou aquela particularidade do fenômeno ou prendiam a imaginação a problemas aviltantes da experiência vulgar.

____O concurso dos amigos espirituais era ali recebido, não como gentileza de benfeitores, mas como espetáculo fútil a ser obrigatoriamente elaborado por servos ínfimos.

____Ainda assim, os obreiros do plano espiritual ofereciam o melhor pelo êxito da tarefa.

____A enfermeira devotada socorreu as doentes, aplicando-lhes raios curativos. Várias vezes, deixou o recinto e tornou a ele, porquanto, à simples aproximação dos pensamentos inadequados que lhe senhoreavam as vibrações, toda a matéria ectoplásmica se ressentia, obscurecendo-se ao bombardeio das formações mentais nascidas da assistência.

____Terminado que foi o trabalho medicamentoso, um risonho companheiro do plano espiritual tomou pequena porção das forças materializantes do médium sobre as mãos e afastou-se para trazer,_daí_a_instantes,_algumas_flores que foram distribuídas com os irmãos encarnados, no intuito de sossegar-lhes a mente excitadiça.

[28a - página 261 ] - André Luiz

Ver também:
*