página acima: Obsessão e Possessão
Obsessão

Obsessão[do latim obsessione]http://www.espirito.org.br/portal/doutrina/vocabulario/letra-o.html

A obsessão é sinistro conúbio da mente com o desequilíbrio comum às trevas.

[28a - página 119] - André Luiz

____A obsessão é a ação persistente que um mau espírito exerce sobre um indivíduo. Ela apresenta características muito diferentes,

  • desde a simples influência moral, sem sinais exteriores sensíveis,
  • até uma perturbação completa do organismo e das faculdades mentais.
  • Ela faz desaparecer, pouco a pouco, todas as faculdades mediúnicas;
  • na mediunidade psicográfica ela se traduz pela obstinação de um espírito em se manifestar com a exclusão de todos os outros.

____Os maus espíritos existem em grande número em torno da Terra, em conseqüência da inferioridade moral dos seus habitantes. Sua ação maléfica faz parte dos flagelos aos

quais a humanidade terrestre está exposta.

____A obsessão, assim como as doenças e todas as tribulações da vida, devem ser consideradas como uma prova ou uma expiação, e aceitas como tal.

[65 - página 461 - capítulo XXVII item 81]

____Entre os escolhos que apresenta a prática do Espiritismo, cumpre se coloque na primeira linha a obsessão, isto é, o domínio que alguns Espíritos logram adquirir sobre certas pessoas. Nunca é praticada senão pelos Espíritos inferiores, que procuram dominar.

____A obsessão apresenta caracteres diversos, que é preciso distinguir e que resultam do grau do constrangimento e da natureza dos efeitos que produz. A palavra obsessão é, de certo modo, um termo genérico, pelo qual se designa esta espécie de fenômeno.

[17b - página 306 item 237]


____A obsessão, como dissemos, é um dos maiores escolhos da mediunidade e também um dos mais freqüentes. Por isso mesmo, não serão demais todos os esforços que se empreguem para combatê-la, porquanto, além dos inconvenientes pessoais que acarreta, é um obstáculo absoluto à bondade e à veracidade das comunicações.

____A obsessão, de qualquer grau, sendo sempre efeito de um constrangimento e este não podendo jamais ser exercido por um bom Espírito, segue-se que toda comunicação dada por um médium_obsidiado é de origem suspeita e nenhuma confiança merece. Se nelas alguma coisa de bom se encontrar, guarde-se isso e rejeite-se tudo o que for simplesmente duvidoso.

[17b - página 306 item 242]

  • Obsessão geralmente é distúrbio espiritual de longo curso, (...) com graves conseqüências, em forma de distonias mentais, emocionais e desequilíbrios fisiológicos. (*)
  • Em casos mais graves, (...) a obsessão é enfermidade espiritual de erradicação demorada e difícil, pois que muito mais depende do encarnado perseguido do que do desencarnado perseguidor. (**)

[61 - página 233]

____(*) Estudos Espíritas- Divaldo Pereira Franco - Pelo Espírito Joanna de Ângelis - 6ª ed. FEB 1995, p. 143

____(**) As Obsessões. Lampadário Espírita - Divaldo Pereira Franco - Pelo Espírito Joanna de Ângelis - 6ª ed. FEB 1996, p. 124

  • o fenômeno obsessivo apresenta sinais morais, psicológicos ou físicos característicos, que o trabalhador deve aprender a identificar.
  • Na obsessão, observa-se um constrangimento da vontade do paciente, um incômodo que parece não ceder a nenhuma providência.
  • Na simples influência de sofredores, isso não ocorre. Nela, só se observa a tristeza apática, a melancolia, às vezes crises de choro, sem maior gravidade.
  • Alguém pode estar alterado emocionalmente, influenciado por um Espírito sofredor, sem com isso estar obsidiado.
http://www.espirito.org.br/portal/artigos/gebm/tecnicas-de-desobsessao.html

José Queid Tufaile Huaixan

____Segundo Suely Caldas: “É a obsessão, cobrança que bate às portas da alma. É um processo bilateral. Faz-se presente porque existe de um lado o cobrador, sequioso de vingança, sentindo-se ferido e injustiçado, e de outro o devedor, trazendo impresso no seu perispírito as matizes de culpa, o remorso ou do ódio que não se extinguiu.” (Suely Caldas Schubert – Obsessão - Desobsessão).

____Considerando a complexidade do assunto, entendemos a obsessão como sendo a influência energética, nociva, causada por um ou mais espíritos, que de forma consciente ou não, manipula ou inocula
fluidos tóxicos, de maneira contínua e persistente.

http://www.espirito.org.br/portal/artigos/diversos/obsessao/refletindo-sobre.html

Indoval Moreli Heiderick - e-mail: clotildes@escelsa.com.br

____O estado obsessivo procede da intimidade do homem exteriorizando-se em forma de tormentos físicos, mentais e emocionais. Seus ingredientes de causa remontam de vidas passadas de escorregões e quedas morais. Paixões, ódios, fanatismo, avareza e muitos outros fatores são as fontes geradoras da obsessão, que atualmente se constitui num dos mais terríveis flagelos da humanidade.

____Visitado pelos obsidiados o Cristo penetrava psiquicamente nas causas da sua inquietude, e, usando de autoridade moral, libertava tanto os obsessores quanto os obsidiados, permitindo-lhes o despertar para a Vida, animados para a recuperação e à pacificação da própria consciência.

____Mas o Cristo não libertou os obsidiados sem lhes impor a intransferível necessidade de renovação íntima, nem expulsou, os perseguidores inconsciente, sem fornecer-lhes o endereço de Deus.

____Em qualquer processo de ordem obsessiva a parte mais importante do tratamento está reservado ao paciente. Sua fixação em permanecer no desequilíbrio constitui entraves de difícil remoção na terapia do refazimento. A terapia espírita é a do convite ao enfermo para a responsabilidade, convocando-o a uma auto-análise honesta, de modo a que ele possa destroçar em definitivo suas prevaricações.

http://www.espirito.org.br/portal/artigos/diversos/obsessao/as-muitas-faces.html

____As chamadas atuações do plano_invisível, de qualquer natureza, não se verificam à revelia de Jesus e de seus prepostos, mentores_do_homem na sua jornada de experiências para o conhecimento e para a luz.

____As perseguições de um inimigo invisível têm um limite e não afetam o seu objeto senão na pauta de sua necessidade própria, porquanto, sob os olhos amoráveis dos vossos guias do plano superior, todos esses movimentos têm uma finalidade sagrada, como a de ensinar-vos a fortaleza moral, a tolerância, a paciência, a conformação, nos mais sagrados imperativos da fraternidade e do bem.

[41a - página 99] - EMMANUEL - 1940

____...Muito maior do que se supõe, é o número dos que padecem de obsessões, na Terra.

____Lamentavelmente, esse grande flagelo espiritual que se abate sobre os homens, e não apenas sobre eles, já que existem problemas obsessivos de várias tipos, não tem merecido dos cientistas nem dos religiosos o cuidado, o estudo, o tratamento que exige.

____...Diante de qualquer expressão em que se apresentem as alienações por obsessão ou em que se manifestem suas seqüelas, mergulhemos a mente e o coração no organismo da Doutrina_Espírita, e, procurando auxiliar o paciente encarnado a desfazer-se do jugo constrangedor, não olvidemos o paciente desencarnado, igualmente infeliz, momentaneamente transformado em perseguidor ignorante, embora se dizendo consciente, mas sofrendo, de alguma forma, pungentes dores morais.

____Concitemos o encarnado à reformulação de ideias e hábitos, à oração e ao serviço, porquanto, através do exercício da caridade, conseguirá, sensibilizar o temporário algoz, que o libertará, ou granjeará títulos de enobrecimento, armando-se de amor e equilíbrio para prosseguir em paz, jornada a fora.

____... E em qualquer circunstância procuremos em Jesus, Mestre e Guia de todos nós, o amparo e a proteção, entregando-nos a Ele através da prece e da ação edificante, porque somente por meio do amor o homem será salvo, já que o amor é a alma da caridade.

____Obsessões e obsidiados são as grandes chagas morais dos tumultuados dias da atualidade. Todavia, a Doutrina Espírita, trazendo de volta a mensagem do Senhor, em espírito e verdade, é o portal de luz por onde todos transitaremos no rumo da felicidade real que nos aguarda, quando desejemos alcançá-la.

(página psicografada pelo médium Divaldo P. Franco, na sessão pública da noite do dia 13-11-1976, no Centro, Espírita “Caminho da Redenção”, em Salvador, Bahia).

Manoel Philomeno de Miranda (espírito)

http://www.espirito.org.br/portal/artigos/diversos/obsessao/considerando-a-obsessao.html

Reformador – maio de 1977

LINKs:

Ver também:
*