Missão
página acima: página acima
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

Os Espíritos, que têm missões a cumprir, as cumprem na erraticidade ou encarnados. Para certos Espíritos_errantes, é uma grande ocupação.

[9a - página 284 questão 568]

____Nem sempre os Espíritos percebem os desígnios que lhes compete executar.

  • Muitos há que são instrumentos cegos.
  • Outros, porém, sabem muito bem com que fim atuam.

[9a - página 285 questão 570]

A importância das missões corresponde às capacidades e à elevação do Espírito. O estafeta que leva um telegrama ao seu destinatário também desempenha uma perfeita missão, se bem que diversa da de um general.

[9a - página 285 questão 571]

O Espírito pede a missão e ditoso se considera se a obtém. Uma igual missão pode ser pedida por muitos Espíritos. É freqüente apresentarem-se muitos candidatos, mas nem todos são aceitos.

[9a - página 285 questão 572]

O Espírito, se não for um Espírito superior, por própria culpa, pode falir na sua missão. Neste caso, terá que retomar a tarefa; essa a sua punição. Também sofrerá as conseqüências do mal que haja causado.

[9a - página 287 questão 578]

As legiões vitoriosas não se esquecem dos que permaneceram no desequilíbrio e daí vemos as missões de amor e renúncia, funcionando diligentes onde estacionam a desarmonia e a dor.

[28a - página 234] - André Luiz - 1954

____

  • Tendes entre vós homens ardentes e generosos, cuja missão na vida terrestre é permanecer nos antros de infâmia e de vício, para salvar, ajudar alguns infelizes; e cujo amor e abnegação os coroam de glórias.
  • Assim, entre nós há Espíritos dedicados ao trabalho de ajudar os aviltados, os abandonados. Por seus esforços, inúmeros seres se elevam e, salvos da degradação, prosseguem laboriosamente em longa purificação através das esferas de provação.

[108 - página 50] - Médium: William Stainton Moses - (1839 - 1892)

NO MUNDO PESSOAL

  • Quando te observares na verdadeira posição de criatura imortal, nascida de Deus, com estrutura original, decerto te habilitarás a compreender que o Criador te conferiu tarefas individuais que deves aceitar por intransferíveis.
  • Reflete nisso:
    • Ninguém possui o trabalho que te foi concedido executar, conquanto algumas vezes a obra em tuas mãos possa assemelhar-se, de algum modo, a certas atividades alheias, no levantamento do progresso geral.
    • Ninguém dispõe da fonte de teus pensamentos plasmados por tua maneira especialíssima de ser.
    • Qual sucede com as impressões digitais, a voz que te serve se te erige em propriedade inalienável.
    • Em qualquer plano e em qualquer tempo, mobilizas todo um mundo interior de cujas manifestações mais íntimas e mais profundas os outros não participam.
    • À face disso, estarás em comunidade, mas viverás essencialmente contigo mesmo, com os teus sentimentos e diretrizes, ideais e realizações.
    • Isso porque o Governo da Vida te fez concessões que não estendeu a mais ninguém.
  • Observa os compromissos que te assinalam, seja em família ou seja no grupo social, e descobrirás para logo as obrigações que se te reservam de imediatismo das circunstâncias.
    Se falhas no serviço a fazer, alguém te substitui no momento seguinte, porque a Obra do Universo não depende exclusivamente de nós; entretanto seja como seja onde te colocares, podes facilmente identificar as tarefas pessoais que a vida te solicita.
  • Quis a Divina Providência viesses a nascer no Universo por inteligência única, de modo a cumprir deveres inconfundíveis, sob a justa obrigação de te conheceres, mas não nos referimos a isso para que te percas no orgulho e sim para que te esmeres no burilamento próprio, valorizando-te na condição de criatura eterna em ascensão para a Espiritualidade Superior, a fim de brilhar e cooperar com Deus na suprema destinação da Sabedoria e do Amor, para a qual, por força da própria Lei de Deus, cada um de nós se dirige.

[117 - página 17] - EMMANUEL

Ver também:
*