página acima: Psiquismo
Histólise do inseto
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

HOLOMETABÓLICO adj. Diz-se dos insetos que sofrem metamorfose completa.

Significado de Histólise:

  • sf (histo+lise) 1 Biol Deterioração e dissolução dos tecidos orgânicos. Zool Processo pelo qual nos insetos holometabólicos, em estado de pupa, a maioria dos órgãos larvais internos se transformam em matéria cremosa, com exceção dos histoblasto

Definição de Histólise

  • Classe gramatical de histólise: Substantivo feminino
  • Separação das sílabas de histólise: his-tó-li-se
  • Plural de histólise: histólises
http://www.dicio.com.br/histolise/

____A presença de um psiquismo diretor torna-se evidente no fenômeno da histólise do inseto.

  • Aí não encontrais mais uma sabedoria funcional, de órgãos internos ou externos, nem a sabedoria que dirige as ações do animal.
  • Aí se revela uma sabedoria mais profunda: a que sabe criar um organismo novo a partir de um organismo desfeito.

____Nesse fenômeno ocorrem metamorfoses profundas, que revelam a presença de um psiquismo, de maneira ainda mais evidente que nas reparações orgânicas que já observamos. No estado de crisálida, acontece em vários insetos (lepidópteros) que se fecham no invólucro protetor, fenômeno misterioso, no qual órgãos e tecidos desagregam-se, perdendo seus caracteres distintivos assim como a estrutura celular anterior, numa pasta uniforme, amorfa, em que não se percebem sobrevivências da organização demolida. A essa espécie de desmaterialização orgânica segue-se nova reconstrução, verdadeira histogênese, em que novo organismo ressurge tão diferente na constituição orgânica, que não se pode considerar preso ao precedente mediante relações diretas de derivação. o psiquismo diretor do dinamismo fisiológico, mesmo na reparação orgânica imediatamente ativo no complexo químico da vida, emerge aqui em toda a sua independência, a partir da forma, e mostra seu completo domínio sobre esta, porque dela se destaca, desmaterializa-a e a reconstrói diferentemente, sem continuidade fisiológica, exorbitando todas as potencialidades construtivas do organismo.

____É necessário substituir o conceito absurdo de funções — efeito de uma natureza específica de células e tecidos e de uma localização funcional, em estreita dependência de uma especialização na estrutura de órgãos e funções — pelo conceito de um psiquismo superior independente e dirigente, de que as formas são apenas a manifestação. Ele as plasma, dirigindo-lhe o íntimo metabolismo incessante e, quando este tem de enfrentar de um salto as maiores distâncias, em metamorfoses profundas, que implicam solução de continuidade no desenvolvimento fisiológico, então o permanece como único fio condutor do fenômeno, que permanece único e contínuo, embora, de modo inexplicável, pareça quebrado. Não há aí, portanto, uma substância orgânica que, de acordo com a conformação diferente e com a estrutura_celular_alcançada_por_evolução, dê lugar a funções específicas, cuja causa seja perceptível apenas na especialização do material orgânico, mas existe um, para que este possa exprimir a função, de acordo com o impulso recebido. A solução dos mais profundos problemas biológicos reside somente nesta ultrafisiologia do

[63 - A GRANDE SÍNTESE - A sabedoria do psiquismo ]

____O CASULO E A BORBOLETA: Em 1958, o espírito André Luiz explicou o processo do morrer (19), comparando-o à metamorfose dos insetos .

____Imaginemos a larva dos insetos de transformação completa, como a da borboleta, por exemplo. Chega um determinado momento em que a lagarta começa a diminuir os seus movimentos, até paralisá-los completamente; esvazia, então, os intestinos e não mais suporta a alimentação. Nesse estágio, permanece imóvel, transformando-se em crisálida ou pupa. Fica, então, dentro do casulo, protegida das intempéries pelos fios que produz com a secreção das glândulas salivares, e pelos tecidos vegetais e pequenos gravetos do meio ambiente. Nesse estado, pode ficar alguns dias e até meses.

____Na posição de pupa, o organismo da lagarta sofre modificações consideráveis com o aniquilamento de determinados tecidos (histólise), ao mesmo tempo que elabora órgãos novos (histogênese). Principalmente, o aparelho digestivo e os músculos sofrem as alterações de cunho degenerativo, reconstruindo-se, depois, em novas bases. Nessa reconstrução (histogênese), forma-se um novo sistema bucal e os elementos dos músculos estriados são reutilizados, já agora para a configuração de outros órgãos...

http://www.allankardec.nl/portugues/palestras/marlene.htm

19) A Morte: Um Amanhecer - pp.11 e 12 - Elisabeth Kübler-Ross

Ver também:
*