Finalidade das manifestações espirituais
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

  • O fim providencial das manifestações é de convencer os incrédulos de que tudo não termina para o homem com a vida terrestre, e de daraos crentes ideias mais justas sobre o futuro.

    • Os bons Espíritos vêm nosinstruir para nossa melhoria e nosso progresso,
    • e não para nos revelar oque não devemos ainda saber, ou aquilo que não devemos aprendersenão pelo nosso trabalho.

    Se bastasse interrogar os Espíritos paraobter a solução de todas as dificuldades científicas, ou para fazer descobertas ou invenções lucrativas, todo ignorante poderia tornar-sesábio gratuitamente, e todo preguiçoso poderia se enriquecer semtrabalhar; é o que Deus não quer. Os Espíritos ajudam o homem degênio pela inspiração oculta, mas não o isentam do trabalho e dapesquisa, a fim de deixar-lhe o mérito deles.

  • Seria ter uma ideia bem falsa dos Espíritos, ver neles apenasauxiliares de adivinhos;

    • Os Espíritos sérios recusam se ocupar de coisasfúteis.
    • Os Espíritos_levianos_e_zombeteiros se ocupam de tudo,respondem a tudo, predizem a tudo o que se quer, sem se importarem com a verdade, e sentem um prazer maligno em mistificarem para aspessoas muito crédulas; por isso, é essencial estar perfeitamente fixadosobre a natureza das questões que se podem dirigir aos Espíritos

    (O Livro dos Médiuns, nº 286: Questões que se podem dirigir aos Espíritos.)

  • Fora do que pode ajudar ao progresso moral, não há senãoincerteza nas revelações que se podem obter dos Espíritos.

    • A primeiraconseqüência deplorável para aquele que desvia sua faculdade do seu fim providencial, é de ser mistificado pelos Espíritos enganadores, que pululam ao redor dos homens.
    • A segunda é de cair sob o domínio dessesmesmos espíritos que podem, por meio de conselhos pérfidos, conduzira infelicidades reais e materiais sobre a Terra.
    • A terceira é de perder,depois da vida terrestre, o fruto do conhecimento do Espiritismo.
  • As manifestações não estão, pois, destinadas a servir aosinteresses materiais; sua utilidade está nas conseqüências morais quedelas decorrem. Todavia, não tivessem elas por resultados senão:

    • fazer conhecer uma nova lei da Natureza,
    • demonstrar materialmente a existência da alma e sua sobrevivência, isso já seria muito, porque seriaum largo e novo caminho aberto à filosofia.

Allan Kardec

[78 - Fim providencial das manifestações espíritas]

Ver também:
*