página acima: Espiritismo
Espiritismo e as Religiões
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

DEOLINDO AMORIM

____O advento da Doutrina_Espírita iniciou, indiscutivelmente, um movimento renovador. Quem o pressentiu, logo nos primeiros passos, foi ainda Allan_Kardec quando disse que o Espiritismo não veio destruir a , mas consolidar a crença, e consolidar – acrescentemos – porque trouxe elementos concretos para demonstrar a sobrevivência_da_alma. O fenômeno espírita é o ponto de apoio da crença na vida espiritual. Qual foi, em grande parte, a causa da falada "decadência do sentimento religioso ou decadência da fé"? Qual a razão que levou muitas inteligências cultas, muitos homens de espírito científico a abandonarem a fé e se encaminharem para o naturalismo ou para o agnosticismo do século XIX? A falta de base, isto é, a falta de fatos interpretados racionalmente. A tradição religiosa ensinava a imortalidade da alma, pregava a vida futura como dogma, mas a verdade é que as exigências intelectuais da época faziam questão de fatos, de provas. E qual foi o movimento que se apresentou ao mundo ocidental no século XIX com uma base de fenômenos capazes de enfrentar o ceticismo e a descrença? O Espiritismo. As velhas crenças, ainda influenciadas pelo espiritualismo da Idade Média, afirmavam a imortalidade da alma após a morte; mas de que servia a afirmação, se não havia provas? O Espiritismo, com o seu conteúdo objetivo de fatos atinentes à sobrevivência da alma, reergueu a filosofia espiritualista, revigorou a crença em Deus. As religiões devem, portanto, grande serviço ao Espiritismo, justamente porque o Espiritismo lhes fornece elementos que provam a imortalidade da alma, que é a base de toda a concepção da vida futura ou vida espiritual.

Fonte: O Espiritismo à Luz da Crítica, Federação Espírita do Paraná, 1956, cap. VI, p. 187-188.

Revista REFORMADOR - Julho de 2001

____"O Espiritismo tem por objetivo combater a incredulidade e suas funestas conseqüências, dando provas patentes da existência da alma e da vida
_futura. Ele se dirige, pois, àqueles que não crêem em nada, ou que duvidam, e o número deles é grande, como o sabeis. Aqueles que têm um fé religiosa, e aos quais essa fé basta, dele não têm necessidade; àquele que diz: "eu creio na autoridade da Igreja, e me atenho ao que ela ensina, sem nada procurar além dela", o Espiritismo responde que ele não se impõe a ninguém e não vem forçar nenhuma convicção.

____A liberdade de consciência é uma conseqüência da liberdade de pensar, que é um dos atributos do homem; o Espiritismo estaria em contradição com seus princípios de caridade e de tolerância, se ele não a respeitasse. Aos seus olhos, toda_crença, quando sincera e não conduz o seu próximo ao erro, é respeitável, mesmo que ela fosse errônea. Se alguém tiver sua consciência empenhada em crer, por exemplo, que é o Sol que gira, nós lhe diremos: crede se isso vos satisfaz, porque não impedirá a Terra de girar; mas, da mesma forma que não procuramos violentar vossa consciência, não procurai violentar a dos outros. Se de uma crença, inocente em si mesma, fazeis um instrumento de perseguição, ela torna-se nociva e pode ser combatida.

____Tal é a linha de conduta que tive com os ministros de diversos cultos que a mim se dirigiram. Quando me questionaram sobre alguns pontos da doutrina, lhes dei as explicações necessárias, abstendo-me de discutir certos dogmas com os quais o Espiritismo não tem preocupações, cada um estando livre em sua apreciação; mas jamais fui procurá-los no desejo de abalar sua fé mediante uma pressão qualquer. Aquele que vem a nós como um irmão, como tal o acolhemos; aquele que nos recusa, nós o deixamos em paz. É o conselho que não cesso de dar aos espíritas, porque nunca aprovei aqueles que se atribuem a missão de converter o clero. Sempre lhes disse: semeai nocampo dos incrédulos , porque lá está uma ampla colheita a fazer.

____O Espiritismo não se impõe porque, como eu o disse, ele respeita a liberdade de consciência e sabe que toda crença imposta é superficial e não dá senão as aparências da fé, mas não a fé_sincera. Ele expõe seus princípios aos olhos de todos, de maneira a que cada um possa formar sua opinião com conhecimento de causa. Aqueles que o aceitam, padres ou laicos, o fazem livremente e porque os acham racionais; mas não nos zangamos de nenhum modo com aqueles que não são da nossa opinião. Se hoje há luta entre a Igreja e o Espiritismo, temos a consciência tranqüila de não tê-la provocado."

Allan Kardec

[78 - Terceiro diálogo - O Padre]

____KARDECISMO E OUTRAS SEITAS ESPIRITUALISTAS

  • Pergunta do jornal "Diário do Povo" ao médium Francisco_Cândido_Xavier: O senhor poderia tecer considerações sobre o chamado “baixo espiritismo”, comparando-o com aquele do qual é um dos seguidores?
  • Resposta: Nós estamos ligados à interpretações Kardequiana do Evangelho e da vida. Dento desta escola, nós nos sentimos na condição de alunos, matriculados numa faculdade de libertação espiritual, com a bênção de Jesus_Cristo. Não podemos julgar os nossos irmãos, de outros setores de atividades mediúnicas ou religiosas, porque compreendemos que a mediunidade é atributo de todos. Muitas vezes, um companheiro doente, é um médium que se encontra psiquicamente enfermo, sem possibilidade de entendimento da sua própria situação. Nós endentemos também, que na vida_espiritual_imediata, temos milhões de criaturas que, tanto quanto nós, não conseguem se alterar de um dia para outro. Por isso mesmo, continuam com a vida espiritual que possuem aqui no mundo físico, diante de horizontes infinitos que se abrem para nós todos, no sentido de trabalhar_pelo_nosso_próprio_aperfeiçoamento. Não compreendo, em lugar algum, em religião_alguma, que haja planos mais baixos ou mais altos. Entendo que todos nós somos irmãos em humanidade, porque todos somos filhos de Deus, devendo ser respeitados nas ideias que tenhamos a respeito de Deus. Se um irmão nosso, adora determinada pedra, como sendo um objeto divino devo, pelo menos de minha parte, em meu setor pessoal de comportamento, respeitar este companheiro, porque ele está realizando, dentro dele mesmo a respeito de Deus, o que possui de melhor. Mas isso não impede que tenhamos na doutrina_codificada_por_Allan_kardec, um campo imenso de iluminação espiritual que está aberto a nós todos e que nos convida à libertação espiritual através do cumprimento dos nossos deveres. Ela ensina que a nossa liberdade tem o tamanho do nosso dever cumprido de uns para com os outros, sempre sob a luz dos ensinamentos de Jesus Cristo e do Evangelho que ele nos legou.

[118_-_questão_73] - EMMANUEL - Do JORNAL “Diário do Povo”, Campinas, SP, 29 de julho de 1974, sob o título: “Chico Xavier. Um mito, um líder ou um gênio?”. O médium recebeu o título de “Cidadão Campineiro” em 27 de julho de 1974.

____
Ver também:

*