Espiritismo científico
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

____Depois de Kardec, o Codificador, vultos notáveis do Espiritismo reafirmaram o caráter científico da Doutrina Espírita, expressando de modo positivo seu pensamento:

  • Gabriel Delanne, em O ESPIRITISMO PERANTE A CIÊNCIA -“O Espiritismo deixa de parte as teorias nebulosas, desprende-se dos dogmas e das superstições e vai apoiar-se nas base inabalável da observação científica”
  • Gabriel Delanne, em O FENÔMENO ESPÍRITA - “O Espiritismo é uma ciência cujo fim é a demonstração experimental da existência da alma e sua imortalidade, por meio de comunicações com aqueles aos quais impropriamente se têm chamado mortos”
  • A. Pinheiros Guedes, em CIÊNCIA ESPÍRITA - “A Ciência Psíquica visa um fim, estuda uma ordem de fatos, emprega métodos, processos e instrumentos exclusivamente seus: cria teorias, estatui princípios, estabelece leis, satisfaz assim e preenche todos os requisitos exigidos pelos foros científicos”
  • Russel Wallace -“Os fenômenos espíritas estão tão bem comprovados, como os fatos de todas as outras ciências”
  • Gustavo Geley, em RESUMO DA DOUTRINA ESPÍRITA - ‘... esta é uma ciência positiva, baseada no estudo experimental dos fenômenos psíquicos e nos ensinamentos dos espíritos elevados

____Há uma teoria espírita, documentada na prática mediúnica, acerca da sobrevivência do Espírito e de suas relações com o mundo corporal, material ou físico, mas ainda não comprovada pela Ciência. Naturalmente, não por culpa dos espíritas, que cooperariam com entusiasmo, se a Ciência se decidisse a pesquisar os fenômenos mediúnicos, atendendo às suas peculiaridades e empregando, nas pesquisas, os métodos apropriados.

____A expressão “O Espiritismo será científico ou não subsistirá”, atribuída ao Codificador e citada por confrades, em seus escritos, não é encontrada em nenhuma obra de Allan Kardec.http://www.espirito.org.br/portal/artigos/diversos/ciencia/a-ciencia-espirita.html

Pedro Franco Barbosa

(Ver: Críticas aos espíritas )

____O Espiritismo Científico é ainda mais vasto do que a Psicobiofísica, porque vai além dos limites do mundo visível. Sugere uma Filosofia e, conseqüentemente, uma Cosmovisão. Pode aceitar, portanto, hipóteses de trabalho vedadas à Psicobiofísica.

____O Espiritismo Científico parte da base fundamental da sobrevivência e manifestação de um psi-autônomo que provoca interferência no nível físico. A Psicobiofísica poderá chegar a tal prova de sobrevivência, sem que a sobrevivência possa ser utilizada de imediato para explicar um processo vital ou mecânico. Todavia, enquanto pisam no terreno da manifestação, o Espiritismo Científico é o que mais se identifica com a Psicobiofísica.

[53 - página 22]

____A Psicobiofísica pode prestar serviço na difusão de princípios defendidos pelo Espiritismo Científico.A Psicobiofísica prestará serviço a toda e qualquer verdade espiritual, no nível em que vivemos. Como é isto que o Espiritismo Científico objetiva, poderão chegar ao mesmo resultado e à mesma afirmação. No entanto, a Psicobiofísica tem entrada franca nos simpósios, conclaves, círculos culturais e científicos, enquanto barrariam o Espiritismo Científico na porta de entrada! Temos comparecido a várias partes do mundo convidado a participar de importantes conclaves, o que não ocorreria se nos apresentássemos com a etiqueta do espiritismo, isto simplesmente porque a palavra espiritismo pressupõe adesão religiosa.

____O importante é que os estudiosos do Espiritismo Científico não fiquem com receio da Parapsicoloqia ou da Psicobiofísica, cabendo-lhes pelo contrário colaborar com estes dois capítulos importantes da ciência contemporânea.No alvorecer da Metapsíquica, os espíritas cometeram erro desta natureza, criando resistências, do que se queixava o insigne Charles_Richet. Admitimos que isto trouxe estagnação e malefício para propagação dos postulados espíritas no mundo, dificultando a aferição da sua rica fenomenologia.

[53 - página 22]

O CONHECIMENTO ESPÍRITA PRECISA DE DESENVOLVIMENTO

  • Kardec deixou uma obra que parece depender mais da ação do tempo e dos espíritos para seu crescimento, do que dos homens.

____O Movimento Espírita precisa estar consciente da importância de se organizar e estruturar mecanismos de incentivo ao aprofundamento do conhecimento espírita, à pesquisa e à investigação por parte das instituições espíritas habilitadas, oferecendo alternativas de viabilização. Neste campo a carência é geral, desde um levantamento bibliográfico por assunto até uma avaliação metódica de um tratamento de cura.

____Embora o espiritismo esteja alicerçado na religião (ou moral), filosofia e ciência, esta última tem recebido menos atenção, fazendo com que os espíritas continuem utilizando o mesmo referencial científico do século passado, quase nada construindo nos últimos 50 anos. A situação fica ainda pior, considerando o avanço científico que o homem está vivendo em todos os segmentos do conhecimento.

  • O espiritismo não está incluído no acervo do conhecimento humano como ciência

____A filosofia espírita também não tem recebido esforço para o seu desenvolvimento. Existem alguns cursos de espiritismo, mas não se tem notícia de grupos com amplo conhecimento da doutrina, organizados com o objetivo de aprofundar o que já se sabe, identificando as lacunas existentes e as eventuais alternativas de complementação para serem submetidas a uma aprovação universal, como ocorre na ciência, onde diariamente há novas descobertas.

____Do ponto de vista da comunidade científica, o espiritismo não está incluído no acervo do conhecimento humano como ciência.

  • O que está faltando para isso?
  • A confirmação dos fenômenos por que método de trabalho?
  • Por quais técnicas?

____Talvez esteja faltando, antes de qualquer especificação, que os espíritas possam efetivamente assumir a ciência espírita. A questão é: o que realmente pode ser feito para gerar ações concretas em favor da ciência espírita?

____A Codificação menciona a necessidade da doutrina espírita, assumir o seu papel como ciência que estuda as leis que regem o espírito, utilizou para isso, o método científico teórico-experimental (vigente na época). O Codificador também deixa claro que o espiritismo deverá sempre acompanhar a evolução de todos os ramos da ciência, aperfeiçoando e adequando seus conhecimentos nos pontos que se fizerem necessários.

____Parece inadequada a atitude de deixar à parapsicologia, à pesquisadores agnósticos ou mesmo a individualidades isoladas do movimento espírita, a responsabilidade de desenvolver a ciência espírita, empregando métodos científicos na investigação dos fenômenos paranormais. É este desleixo que vem permitindo a pressão de grupos que desejam a mudança da doutrina, incorporando conceitos prematuros de TCI, cromoterapia etc.

____Disse Kardec: "...a Doutrina não foi ditada completa, nem imposta à crença cega; porque é deduzida, pelo trabalho do homem, da observação dos fatos que os Espíritos lhe põem sob os olhos e das instruções que lhe dão, instruções que ele estuda, comenta, compara, a fim de tirar ele próprio as ilações e aplicações."[A Gênese, Capítulo I, página 19, número 13]

  • A mediunidade de efeitos físicos é um bom exemplo do descaso com a ciência

____É preciso criar condições para o desenvolvimento do conhecimento espírita, dentro do movimento espírita. Não é imprescindível ser doutor em ciências ou filosofia para fazer este trabalho, embora certamente poderemos contar com alguns. Muitas atividades podem ser realizadas com uma simples orientação ou pelo fornecimento de um método de trabalho explicitado por técnicas específicas.

____A mediunidade de efeitos físicos é um bom exemplo do descaso com a ciência. Em pesquisa feita com as federações do país, recebemos como resposta:

  • "essa mediunidade já teve sua importância"
  • "estamos preocupados com a evangelização"
  • "o espiritismo não precisa provar nada"
  • e outras frases sofísticas que denotam preconceito, ignorância ou confusão.

____Assim sendo, muitas casas espíritas não sabem como proceder diante de colaboradores que manifestam esse tipo de mediunidade. Na falta de uma orientação de como utilizar adequadamente esse recurso, acabam por deixar atrofiar essa capacidade de trabalho, como se a mediunidade fosse adquirida ao acaso, sem a interferência de espíritos superiores, interessados no melhor aproveitamento das encarnações e na disseminação do conhecimento. Resultados mais lastimáveis ainda podem advir da ausência de esclarecimento, como a sua utilização destituída de preparo, de conhecimentos e até mesmo divorciada da causa do Cristo.

  • Seis centros já realizaram 4.500 reuniões de materialização, com mais de sete mil horas

____Usamos e abusamos do referencial sobre o assunto, oriundo da iniciativa de sábios e cientistas do século passado, a maioria descompromissada com o espiritismo. Por outro lado, o Brasil possui no histórico desse século, vasto material de estudo e de referência, sejam estas experiências boas ou más. Haja vista as mediunidades marcantes de:

  • Eurípedes Barsanulfo,
  • Ana Prado,
  • Carmine Mirabelli,
  • Francisco Peixoto Lins,
  • João Rodrigues Cosme,
  • José Pedro de Freitas,
  • José Correa Neves,
  • Otília Diogo
  • e muitos outros ilustres desconhecidos que se dedicaram com amor, as vezes por decênios, sem que essa experiência seja aproveitada para estudo ou, pelo menos, respeitada pelos confrades.

____Podemos citar seis Centros que já realizaram cerca de 4500 reuniões de materialização, totalizando mais de sete mil horas de contato físico e direto com os espíritos.

  • Quem orienta essas casas?
  • Quem estuda seus trabalhos?
  • Que utilidade tem para a doutrina?

REFERENCIAL BRASILEIRO EM EFEITOS FÍSICOS

Nome da Instituição

Início-Fim

Anos

Reuniões

1 Centro Espírita Padre Zabeu

1945-1985

40

1800

2 Assoc. Cristã Padre Zabeu Kauffmann

1952-1986

34

1500

3 Templo do Cristianismo Espírita

1956-1986

30

700

4 Centro Espírita Irmão Geraldo

1960-1970

10

100

5 Casa dos Espíritos

1966-1989

23

200

6 Núcleo Espírita Irmão Kamura

1963-1989

26

200

____Total.............................................:

____

____163

____4500

____André Luiz (espírito) tem transmitido alguns conhecimentos, ainda parciais, que nos auxilia a melhor compreender os ensinamentos de Kardec sobre o ectoplasma. Parece tratar-se de substância situada entre os limites da matéria e do espírito, derivada do fluido vital que por sua vez, deriva-se do fluido_cósmico, absorvido no ato de pensar e transformado pelo teor dos nossos pensamentos, passando a energizar e a enviar comandos para a manutenção de todas as unidades celulares do corpo.

____Os fluidos positivos que o ser humano pode doar como forma de caridade, variam bastante em sua tipologia. Entretanto, tudo indica serem da mesma espécie ou família do ectoplasma. Graças a essa substância, exalada dos nossos poros nos momentos de prece e concentração em objetivos elevados, os espíritos especializados conseguem levar muitos benefícios aos necessitados:

____Apenas nesse exemplo, fica claro o quanto ainda temos estudar e pesquisar.

____Um caminho para reviver a filosofia e a ciência espírita, poderia ser a criação de departamentos inseridos no contexto das organizações espiritistas, voltados para o estudo mais profundo da doutrina, para a pesquisa e a investigação dos fatos espíritas. Seria um começo.

____A constituição desses departamentos estaria condicionada a algumas exigências básicas:

  • adotar um modelo padrão de estrutura e organização administrativa;
  • acolher como integrantes os colaboradores que tenham realizado cursos de espiritismo, com pelo menos 200 horas, ou que possuam notório conhecimento;
  • utilizar metodologia científica para desenvolvimento e registro dos estudos e pesquisas;
  • desenvolver os trabalhos, tomando por base as obras de Kardec.

____Poderia ser criado um órgão centralizador e orientador na esfera federal, estadual ou regional. Suas atribuições básicas seriam:

  • instigar o gosto pelo estudo em base científica;
  • cadastrar e orientar os grupos;
  • consolidar estudos e pesquisas semelhantes;
  • favorecer e coordenar o intercâmbio de informações;
  • divulgar os resultados obtidos quando validados por todos dos grupos.

____Obedecendo a uma metodologia padrão, as casas espíritas que possuíssem os requisitos mínimos a serem estipulados, integrariam uma rede de comunicação com os órgãos centralizadores, enviando e recebendo periodicamente informações. Com isso teria-se constituído um ciclo, onde a informação é produto e matéria-prima desse sistema, propiciando um constante desenvolvimento e colaborando na homogeneização dos conhecimentos.

____Mas isso ainda não basta. É preciso finalmente, o empenho conjunto das Federações, Uniões, Institutos, Associações e da Imprensa Espírita, na divulgação e incentivo das atividades de estudo e pesquisa na doutrina espírita.

____A mediunidade_de_efeitos_físicos é um bom exemplo do não aproveitamento de fenômenos ocorridos, pela quase absoluta ausência de estudos sérios, profundos e científicos. Vamos reativar o gosto pela filosofia e a prática da ciência espírita, para equilibrar o tripé que o espiritismo está alicerçado.

Ivan René Franzolin

http://www.espirito.org.br/portal/palestras/ivan-franzolim/movimento-e-doutrina-movimento.html#conhecimento

PESQUISAS ESPÍRITAS DA ATUALIDADE

____Talvez por serem os pesquisadores profissionais espíritas em pequeno número, relativamente ao total de adeptos do Espiritismo no Brasil atual, talvez pela reconhecida falta de tradição dos brasileiros em documentar os fatos (diz-se que o Brasil é um país sem memória), a produção de obras espíritas de caráter científico é ainda bastante modesta, mas pode-se pinçar alguns exemplos importantes que, embora às vezes sem assumirem o título de "científicas", na abalizada opinião de Chagas[78] são obras inatacavelmente científicas, as quais podem servir de modelo para a produção de pesquisas para cuja realização muitos espíritas estão capacitados. Tais obras são:

  • Os já clássicos livros Diálogos com as Sombras[78] e Histórias que os espíritos contaram[368], de Hermínio C. Miranda,
  • e os livros Surpresas de uma pesquisa mediúnica[369] e Curiosidades de uma experiência espírita[370] de Nazareno Tourinho.

____Outras obras espíritas que merecem especial destaque, essas assumindo nitidamente o caráter científico, são:

  • Os já mencionados trabalhos de pesquisa sobre reencarnação [48,51], poltergeist[49,...,51], e "drop-in"[52] (manifestação espontânea do espírito de um falecido que apresenta todos os dados objetivos necessários à sua plena identificação) de Andrade,
  • e o trabalho do químico brasileiro Tubino[76,77] sobre mediunidade_de_ectoplasmia, em que são analisadas as características dos médiuns< que liberam ectoplasma<, as possíveis conseqüências para o médium do uso inadequado dessa faculdade, a metodologia de tratamento dos médiuns de ectoplasmia desequilibrados, onde e como liberar ectoplasma, e algumas características do ectopLasma liberado para fins de cura.

____Tais obras talvez se constituam nos marcos iniciais do que pode vir a ser designado de "Período Neocientífico" ou "Período Espírita" das pesquisas de fenômenos_espíritas, período esse caracterizado pela superação da visão positivista de ciência e pelo reconhecimento do caráter inatacavelmente científico da obra de Kardec. Certamente que há outras obras dignas de nota, mas as acima citadas são suficientes para o leitor ter uma ideia do que é uma pesquisa genuinamente espírita.

____[48]. Andrade, H. G., Reencarnação no Brasil, O Clarim, Matão, SP, Brasil, 1988.

____[49]. Andrade, H. G., Poltergeist, Pensamento, São Paulo, SP, Brasil, 1988.

____[50]. Andrade, H. G., O Poltergeist de Suzano, Monografia IBPP, São Paulo, SP, Brasil, 1982.

____[51]. Andrade, H. G., Um Caso que Sugere Reencarnação: Jacira &amp Ronaldo, Monografia IBPP, São Paulo, SP, Brasil, 1976.

____[52]. Andrade, H. G., O Caso Ruytemberg Rocha, Monografia IBPP, São Paulo, SP, Brasil, 1977.

____[76]. Tubino, Mathieu, "Médiuns de Ectoplasmia (parte 1)," Revista Internacional de Espiritismo, (Brazil), p. 163, Jul. 1992.

____[77]. Tubino, Mathieu, "Médiuns de Ectoplasmia (parte 2)," Revista Internacional de Espiritismo, (Brazil), p. 197, Aug. 1992.

____[78]. Miranda, Hermínio C., Diálogos com as sombras, FEB, Rio de Janeiro, 1986

____[368]. Miranda, Hermínio C., Histórias que os espíritos contaram, Liv. Espírita Alvorada Editora, Salvador, BA, Brasil, 1980.

____[370]. Tourinho, Nazareno, Curiosidades de uma pesquisa mediúnica, Casa Editora O Clarim, Matão, SP, Brasil, 1983.

Bibliografia de Pesquisas Científicas de Fenômenos Espíritas
Autor: Luiz Otávio Saraiva Ferreira - Campinas - SP - Brasil - Junho de 1995.
http://msohn.sites.uol.com.br/colabora.htm

Ver também:
*