Em defesa da vida
página acima: Aborto
-
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

AMOR À VIDA! ABORTO, NÃO!

____A Federação Espírita Brasileira, representante máximo do movimento espírita nacional, promove uma campanha permanente em favor da vida, cujo slogan é:EM DEFESA DA VIDA”. Por conta disso, luta incessantemente contra todas as tentativas de se legalizar atos ignominiosos como a pena de morte, a eutanásia e o aborto, dentre outros que atentem contra a vida humana.

____A razão desta luta é muito simples; a vida é dom divino que se perde na poeira dos tempos e que, de modo algum, encontra-se acrisolada nos estreitos limites da vida carnal, posto que precede e sucede a vida como singelamente a concebemos (nascimento à morte). Fiquemos hoje com a questão do aborto, este fetocídio qualificado.

____O aborto é dos crimes mais bárbaros atribuídos à inteligência humana. Durante muito tempo, principalmente com o florescer do feminismo (que no bojo de conquistas justas, trouxe a mancha dos excessos, dos despautérios) vingaram argumentos ignaros e levianos, sendo que os principais sempre foram:

  • “A MULHER É DONA DE SEU PRÓPRIO CORPO”;
  • “O FETO NÃO PODE AINDA SER CONSIDERADO UM SER HUMANO” .

____Frágeis, tais argumentos não teriam mesmo como enfrentar o tempo, que vem a ser o melhor instrumento da verdade.

____Antes de enfrentarmos a questão sobre a propriedade que a mulher postula sobre seu próprio corpo, vamos nos debruçar sobre questão mais essencial:O EMBRIÃO É UM SER HUMANO OU É UMA “COISA”?

____Na terminologia jurídica, nascituro vem a ser O SER HUMANO JÁ CONCEBIDO, CUJO NASCIMENTO SE ESPERA COMO FATO FUTURO CERTO. Portanto, para o mundo jurídico, o embrião é tratado como um ser humano, tanto que o Código Civil, por diversas vezes, incluiu-o em suas estipulações legais:

  • O NASCITURO TÊM PREVISÃO DE DIREITOS (artigo 4º)
  • O NASCITURO PODE SER ADOTADO (artigo 372);
  • O NASCITURO PODE SER OBJETO DE CURATELA (artigo 462);
  • PODE-SE DOAR AO NASCITURO (artigo 1.169);

____E o mundo científico, que diz?

  • COM A FECUNDAÇÃO A CARGA GENÉTICA JÁ SE DIFERENCIA EM RELAÇÃO AOS PAIS;
  • “O desenvolvimento do nascituro, em qualquer dos estágios - zigoto, mórula, blástula, pré-embrião, embrião e feto - representa apenas um continuum do mesmo ser que não se modificará depois do nascimento, mas apenas cumprirá as etapas posteriores de desenvolvimento, passando de criança a adolescente, e de adolescente a adulto” (Silmara J.A. Chinelato - Professora de Direito Civil e Direito Autoral da USP).
  • “O OVO ENCERRA UM SER HUMANO COMPLETO, MAS ISSO NÃO É REPASSADO AO PÚBLICO” (Dr. Nathanson)
    Um filme, feito pelo Dr. Nathanson, mostra a luta desesperada do feto para livrar-se da cureta, mostrando inclusive que, nesse momento, o batimento cardíaco do feto passa de 140 para 200, enquanto é perseguido até à morte.
    Aliás, vale aqui uma nota interessante sobre o Dr. Nathanson: Dito cidadão foi um dos baluartes dos aborteiros. Não havia seminário, palestra, ou passeata em que seu nome não fosse citado (quase à idolatria) pelos defensores do aborto como inquestionável pesquisador, cujas estatísticas eram irrefutáveis. Pois bem, o referido Doutor, talvez por imposição da consciência, e após o vídeo aqui citado (onde constatou o terror estampado nas ação do feto para livrar-se do “aspirador” que lhe despedaçava o frágil corpo), numa demonstração de força íntima abriu o jogo e relatou, dentre outros horrores praticados pelos aborteiros, que as estatísticas a respeito de morte de mulheres que praticam aborto clandestino são forjadas (para mais, muito mais) para forçar a opinião pública a posicionar-se favoravelmente ao aborto.

____Portanto, nem a ciência, nem o mundo jurídico ratificam as ações dos aborteiros. Somente o egoísmo extremado, o orgulho insensato, uma frieza pusilânime ou uma ação desesperada é que fundamentam o aborto.

____Um dos argumentos ainda muito utilizados pelos praticantes do aborto, é o de que o corpo pertence à mulher, sendo que dele ela pode dispor livremente.

____Em que pese ser eticamente questionável tal argumento, de fato pode (pode mas moralmente não deve) a mulher dispor livremente de seu corpo. Assim, pode ela feri-lo à vontade, retalhá-lo com gilete e depois embebedá-lo em álcool; pode extrair todo o sangue, até à morte; pode martirizá-lo como lhe aprouver, ou, pode guarnecê-lo terna e respeitosamente, enfim, como lhe aprouver.

____Só têm um problema; o ser humano que está recebendo um corpo carnal, e que nela habita, nunca, em momento algum, nem no primeiro átimo da concepção, é apêndice do corpo da mãe. Em verdade, trata-se de uma individualidade, cuja carga genética se diferencia da do pai e da mãe no momento da concepção.

____Assim, o que temos é um mesmo ser em diversos estágios diferentes. Portanto, quando a mãe, ou outra pessoa qualquer, mata o filho, esteja ele em que estágio estiver - zigoto, mórula, blástula, pré-embrião, embrião, feto, recém-nascido, infante, adolescente, jovem ou adulto, estará sempre, SEMPRE, matando o mesmo ser. A única diferença que se pode considerar é o grau de resistência que a mãe ou o aborteiro por ela contratado pode enfrentar, posto que, um homem, no vigor da juventude, certamente será mais difícil de ser exterminado do que um embrião, emparedado no calor do útero materno, cujos imensos olhos não poderão ser vistos, nem os espasmos faciais apreciados.

____Encerrando de vez quaisquer dúvidas que ainda restem sobre ser o filho gerado no ventre um ser completamente independente, e não um apêndice da mãe (como querem os movimentos feministas levianos, os levianos,) como bem lembrou a Dra. Marília Siqueira (ginecologista que palestrou na Faculdade de Direito da USP), desde o momento da concepção os anticorpos produzidos pela mãe trabalham para EXPULSAR O CORPO ESTRANHO. Como o ovo precisa de proteção para sua implantação, dá-se um choque antigênico nas entranhas da mulher, que cria uma barreira na altura da placenta, impedindo deste modo a expulsão do ser em formação.

____Ademais, se a mulher está dispondo do próprio corpo, como se explica que, ao praticar o aborto, o que se lhe retira é um outro corpo, no caso, o corpo do filho?

____Seguindo adiante, aproveitaremos a oportunidade para ponderar sobre alguns outros sofismas que costumam freqüentar a mente daqueles que são favoráveis à prática de tal barbárie.

____MILHARES DE MULHERES MORREM EM RAZÃO DE ABORTOS CLANDESTINOS:

____Como já dissemos acima, as estatísticas referentes à mortes nessas condições são manipuladas, para forçar a opinião pública a ficar favorável ao aborto.

____Aliás, se os aborteiros estão tããããooo preocupados com a saúde da mulher, por que não fazem passeatas, simpósios, pressões no Estado para que este atenda com maior eficácia as mulheres que sofrem, em estado gravídico, da tal Eclâmpsia (ou eclampsia) que vem a ser uma espécie de convulsão que promove alterações na pressão sangüínea nos estágios finais da gravidez, e de tamanha virulência, que, segundo estatísticas de 1997, matou 73% das mulheres grávidas acometidas deste mal, enquanto que o aborto (clandestino ou não, porque mesmo em hospital a mulher que promove um aborto corre risco de vida, em razão do órgão uterino ser delicado) foi responsável por 9,8% da mortalidade materna. Por quê???

____LIVRE ESCOLHA (FREE CHOICE):

____Confirmado que o nascituro é um ser independente, seu direito à vida é condicionante, ou seja, todos os outros direitos, das outras pessoas, estão condicionados a este. Logo, a mulher pode até ter livre_escolha, como, aliás, todo ser humano deve ter. Mas com respeito ao próximo. Afinal, livre escolha para namorar, transar, casar, separar, usar batom, etc.., não significa livre escolha para matar. Já pensaram, que bagunça: Você me atrapalha; PUM! vou matá-lo.

____Portanto, o que se vê é uma infindável lista de argumentos, todos demasiadamente frágeis e que só servem para anestesiar nossas consciências ante o mal horroroso que estamos praticando, não só aqueles que promovem o aborto, mas os omissos. Afinal, deixar de promover o bem, é um mal.

Walterney Angelo Reus - ÇARA-SCwreus@engeplus.com.br

Ver também:
*