Divaldo e TCI
página acima

-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

Divaldo Pereira Franco e a transcomunicação

A Transcomunicação Instrumental, essa admirável proposta dos tempos modernos, leva-nos aos dias missionários de Allan Kardec. À época do Codificador, a transcomunicação estava presente nas primeiras mensagens através da mesa pé-de-galo, ou depois, na pequena cesta de vime, ou de outros fenômenos, pela manifestação das mensagens fixadas em ardósia, sem contato humano.

Mas à criatura humana sempre interessou criar aparelhos para entrar em contato com o Além: Edson, Marconi, foram pioneiros que imaginaram a possibilidade de a máquina gravar as vozes da imortalidade. No Brasil, o sr. Cambraia patenteou um instrumento que poderia realizar essa tarefa. Mas foi mais ou menos no mês de junho de 1956, em Estocolmo, que um homem dedicado a gravar pássaros, Friederich Jürguenson, gravou pela primeira vez uma voz do mais Além.

Eu tive a alta alegria de conhecer a sua secretária em Estocolmo, no ano de 1992, através da nossa tradutora ao sueco. E ela contou-me os detalhes das experiências de Jürguenson. Ele publicaria mais tarde uma síntese no livro "Telefone para o Além". As suas experiências ensejaram ao grande pesquisador Raudive dar prosseguimento. Mas nessa época, já o grande engenheiro Meek tentava nos EUA realizar esse admirável trabalho, utilizando o Spiricom. Através de três gerações suscessivas e tentativas de Spiricom, eles lograram gravar vozes atribuídas inclusive a Charles_Richet, o pai da metapsíquica humana. E gravarem em duas mãos: fazendo perguntas e colhendo as respostas.

O processo evoluiu, e segundo os pesquisadores, vieram as comunicações através da eletrônica: dos computadores, da telefonia e também do Vidicom.

Os postulados desses investigadores da Suíça, de Luxemburgo, Paris, os Congressos realizados no Brasil, sob o patrocínio da venerável entidade que alberga os médicos espíritas do país, sob a presidência da dr.ª Marlene Severino nobre, divulgam e confirmam a imortalidade da alma, a reencarnação, à conceituação espírita.

(Fonte: Depoimento de Divaldo P. Franco no programa "Espiritismo Via Satélite", dia 02/11/97)

Consciência espírita:www.consciesp.org.br

*