página acima: Corpo físico
Corpo Físico e Reencarnação
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*
Personagens do texto abaixo:

Alexandre. Espírito orientador de André Luiz, no plano espiritual.

André Luiz . Espírito que ditou o texto abaixo, por intermédio do médium Chico Xavier.

____Não longe de nós, na Instituição de planejamento da reencarnação, em luminosos pedestais, descansavam duas maravilhas da estatuária, a figuração delicada de um corpo masculino e outro modelo feminino, singularmente belos pela perfeição anatômica, não somente da forma em si, mas também de todos os órgãos e as mais diversas glândulas. Através de disposições elétricas, ambas as figurações palpitavam de vida e calor, exibindo eflúvios luminosos, quais os homens e mulheres mais evolvidos na esfera carnal.

____... Informou o assistente da Instituição:

____--- O corpo_físico na Crosta Planetária representa uma bênção de Nosso Eterno Pai. Constitui primorosa obra da Sabedoria Divina, em cujo aperfeiçoamento incessante temos nós a felicidade de colaborar. Quanto devemos à máquina humana pelos seus milênios de serviço a favor de nossa elevação na vida eterna? Nunca relacionaremos a extensão de semelhante débito.

____E, fixando os modelos que me provocavam assombro, acentuou:

____Todo o nosso zelo, no serviço de reencarnação, permanece muito aquém do quanto deveríamos realizar em benefício do aprimoramento da máquina orgânica.

____Embora hesitante, ousei perguntar:

____— Todos os núcleos de espiritualidade superior mantêm círculos de trabalho dessa natureza?

____Foi Alexandre quem respondeu, com a delicadeza habitual:

____— Em todas as colônias de expressão elevada, essas tarefas são desempenhadas com infinito carinho. O auxílio à reencarnação de companheiros nossos traduz o nosso reconhecimento ao aparelho físico que nos tem proporcionado tantos benefícios, através do tempo.

____Recordei, porém, que o meu pai terrestre, um dia, voltara à experiência carnal, procedendo das zonas francamente inferiores, e indaguei:

____— E aqueles que regressam à Crosta, partindo das regiões mais baixas, terão o mesmo generoso auxílio?

____Desejando imprimir à pergunta a mais viva sinceridade, acrescentem:

____— Meu genitor, na derradeira romagem terrestre, voltou, faz algum tempo, à esfera carnal em condições bem amargas ...

____Alexandre interrompeu-me o curso da frase, ponderando:

____— Compreendemos. Se era ele criatura de razão esclarecida, embora não iluminada, permanecia após_a_morte em estado de queda e não deve ter voltado à bendita oportunidade da escola física sem o trabalho “intercessório” e forte ajuda de corações bem-amados de nosso plano. Nesse caso, terá recebido a cooperação de benfeitores, situados em posições mais altas, que lhe terão endossado as promessas no serviço regenerador. Se ele foi, porém, criatura em esforço puramente evolutivo, circunstância essa na qual não teria regressado em condições amargurosas, contou ele naturalmente com o abençoado concurso dos trabalhadores espirituais que velam, na Crosta, pela execução dos trabalhos reencarnacionistas, em processos naturais.

____... Surpreendido, rendi silencioso preito de admiração à Sabedoria Divina, que nos concede o sublime aparelho físico terrestre para as nossas aquisições eternas.

[16a - página 150] - André Luiz

____é preciso informar a todos os nossos irmãos, em vias de retorno_ao_círculo_dos_homens, que o corpo_carnal, com as tarefas que lhe são conseqüentes, vale por verdadeiro prêmio da Bondade Divina, que é necessário valorizar. Aqui, nas esferas_purgatoriais, contamos com verdadeiras multidões de criaturas desencarnadas que procedem do mundo, em deploráveis crises_alucinatórias, após malversarem os bens da vida humana.

  • Muitas, por infelicidade da própria ignorância, não puderam acomodar-se a qualquer tipo de concepção religiosa,
  • entretanto, milhões de pessoas, longe do respeito pela fé maternal que as esclarecia, nos compromissos esposados perante Deus, entregavam-se, conscientemente, à crueldade mental, cavando ruína e amargura para si mesmas, porque o mal infligido a outrem era sempre mal que amontoavam sobre as suas cabeças.

____é assim que, desentrançadas da matéria_densa, aqui aportam, batidas pelo remorso e pelo arrependimento, padecendo frustações lamentáveis, quando não estacionam por tempo mais ou menos longo em furnas expiatórias, nas quais, presas de antigos adversários ou de velhos comparsas do vício, sofrem tristes alterações em seus centros_de_força, a se lhes expressarem na mente por desequilíbrios funestos. Depois de acolhidas em nosso pouso de amor, refazem-se a pouco e pouco...

[83 - página 255] - André Luiz

Ver também:
*