Intercomunicação (Comunicação entre os Espíritos)
página acima: Espírito
-
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

____Os Espíritos se vêem e se compreendem. A palavra é material: é o reflexo do Espírito. O fluido_universal estabelece entre eles constante comunicação; é o veículo da transmissão de seus pensamentos, como, para vós, o ar o é do som. É uma espécie de telégrafo universal, que liga todos os mundos e permite que os Espíritos se correspondam de um mundo a outro.

[9a - página 181 questão 282]

____Os Espíritos, reciprocamente, não podem dissimular seus pensamentos. Não podem ocultar-se uns dos outros. Para os Espíritos, tudo é patente, sobretudo para os perfeitos. Podem afastar-se uns dos outros, mas sempre se vêem. Isto, porém, não constitui regra absoluta, porquanto certos Espíritos podem muito bem tornar-se invisíveis a outros Espíritos, se julgarem útil fazê-lo.

[9a - página 181 questão 283]

____Os Espíritos comprovam suas individualidades pelo perispírito, que os torna distinguíveis uns dos outros, como faz o corpo entre os homens.

[9a - página 182 questão 284]

____ ____Os Espíritos se reconhecem por terem coabitado a Terra. O filho reconhece o pai, o amigo reconhece o seu amigo. E, assim, de geração em geração se reconhecem no mundo dos Espíritos. Vemos a nossa vida pretérita e lemos nela como em um livro. Vendo a dos nossos amigos e dos nossos inimigos, aí vemos a passagem deles da vida corporal à outra.

[9a - página 182 questão 285]

____A reunião de parentes e amigos depois_da_morte, depende da elevação deles e do caminho que seguem, procurando_progredir. Se um está mais adiantado e caminha mais depressa do que outro, não podem os dois conservar-se juntos. Ver-se-ão de tempos a tempos, mas não estarão reunidos para sempre, senão quando puderem caminhar lado a lado, ou quando se houverem igualado na perfeição. Acresce que a privação de ver os parentes e amigos é, às vezes, uma punição.

[9a - página 183 questão 290]

Ver também:
*