Compreensão
página acima: Caridade
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

____Reclamar compreensão e resultados de criaturas e situações, ainda incapacitadas para no-los dar, constitui exigência mais cruel que a solicitação de recompensas imediatas.

____Os que auxiliam alguém, interessados no reconhecimento ou na compensação, quase sempre permanecem de olhos cerrados para o concurso divino e invisível que de Mais Alto recebem. Exigem que outros lhes identifiquem a posição de benfeitores, mas nunca se recordam de que amigos sábios e desvelados lhes oferecem a melhor cooperação de planos superiores, sem deles reclamarem a mínima nota de gratidão pessoal.

[16a - página 72] - André Luiz - 1943

(Ver: Caridade)

A experiência é necessária como chave bendita que descerra as portas da compreensão.

EMMANUEL - (Livro EMMANUEL) [página 57]

____Deus não reclama da semente a produção imediata da espécie a que corresponde. Dá-lhe tempo para germinar, crescer, florir e frutificar. Não solicita do regato improvisada integração com o mar que o espera. Dá-lhe caminhos no solo, ofertando-lhe o tempo necessário à superação da marcha.

EMMANUEL

Trabalho de João Gonçalves Filho - (COMPREENSÃO 478)

Na vida não basta saber. É imprescindível compreender. Os livros ensinam, mas só o esforço próprio aperfeiçoa a alma para a grande a abençoada compreensão.

EMMANUEL

Trabalho de João Gonçalves Filho - (COMPREENSÃO 482)

Não sejais meninos no entendimento,
mas sede meninos na malícia e adultos no entendimento.

Trabalho de João Gonçalves Filho - (COMPREENSÃO 483)

____Para transformar-nos em legítimos elementos de auxílio aos Espíritos sofredores, desencarnados ou não, é-nos imprescindível compreender:

  • a perversidade como loucura,
  • a revolta como ignorância
  • e o desespero como enfermidade.

ANDRÉ LUIZ

Trabalho de João Gonçalves Filho - (COMPREENSÃO 490)

Queixa-se, amiúde, o homem de não compreender certas coisas e, no entanto, curioso é ver-se como multiplica as dificuldades, quando tem ao seu alcance explicações muito simples e naturais.

Trabalho de João Gonçalves Filho - (COMPREENSÃO 494)
Ver também:
*