página acima: Desobsessão
Auto-cura
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

Sempre é possível, alguém por si mesmo afastar os maus Espíritos e libertar-se da dominação deles, a quem quer que seja, subtrair-se a um jugo, desde que com vontade firme o queira.

[9a - página 250 questão 475]

TESTE  DO  PROCESSO  DESOBSESSIVO

Verifique você:

  • Se já consegue dispensar aos outros o tratamento que desejaria receber:
  • Se adia a execução das próprias tarefas;
  • Se reconhece que toda criatura humana é imperfeita quanto nós mesmos e que, por isso, não nos será lícito exigir do próximo testemunhos de santidade e grandeza na passarela do mundo;
  • Se guarda fidelidade aos compromissos assumidos;
  • Se cultiva a pontualidade;
  • Se evita contrair débitos;
  • Se orienta a conversação sem perguntas desnecessárias;
  • Se acolhe construtivamente as críticas de que se faz objeto;
  • Se fala auxiliando ou agredindo a quem ouve;
  • Se conserva ressentimentos;
  • Se sabe atrair amigos e alimentar afeições;
  • Se mantém o autocontrole, na vida emotiva, como base da sua dieta mental.

Todos nós, os Espíritos em evolução na Terra, temos a nossa quota de obsessão, em maior ou menor grau. E todos estamos trabalhando pela própria libertação. À vista disso, de quando em quando, é sumamente importante façamos um teste de nosso processo desobsessivo, a fim de que cada um de nós observe, em particular, como vai indo o seu.

[136 - capítulo 3] - Francisco Cândido Xavier - Espírito André Luiz

EM   DESOBSESSÃO

Aqueles companheiros na Terra:

  • que nos desfiguram as melhores intenções;
  • que nos falham à confiança;
  • que nos criam problemas;
  • que nos abandonam na hora difícil;
  • que nos induzem à tentação;
  • que nos impõem prejuízos;
  • que nos criticam os gestos;
  • que nos desencorajam as esperanças;
  • que nos desafiam à cólera;
  • que nos dificultam o trabalho;
  • que nos agravam os obstáculos;
  • que nos perseguem ou injuriam;

são geralmente os examinadores utilizados pela Espiritualidade Maior - através do mecanismo das provas - a fim de saber como vamos seguindo na obra libertadora da própria desobsessão.

Renteando com eles, acalme-se, observe, aproveite, agradeça e abençôe.

[136 - capítulo 4] - Francisco Cândido Xavier - Espírito Albino Teixeira

TERAPÊUTICA  DESOBSESSIVA

Você pode:

  • ter cometido muitos desatinos e viver agora em aflitiva atmosfera de culpa;
  • achar-se doente;
  • haver passado por terríveis desenganos;
  • estar respirando no clima de prejuízos e fracassos;
  • carregar conflitos interiores;
  • anotar-se sob nuvens de tentações e desafios;
  • encontrar-se em desânimo;
  • observar-se em luta contra perigosos pensamentos negativos;
  • reconhecer-se ante a pressão de numerosos adversários;
  • admitir-se em luta diante da crítica.

Você, enfim, talvez se veja em qualquer estado de introdução ao desequilíbrio espiritual, prestes a cair sob cadeias obsessivas... Mas, se você realmente deseja livrar-se disso, deve compreender, antes de tudo, que precisa de esclarecimento e de amparo. Entretanto, para que você obtenha luz e auxílio é indispensável adote atitudes fundamentais:

  • Estudar e raciocinar, afim de se instruir;
  • Trabalhar e servir para merecer.

[136 - capítulo 4] - Francisco Cândido Xavier - Espírito André Luiz

PESSOA  MENOS  OBSEDÁVEL

  • Não espera milagres de felicidade, inacessíveis aos outros, mas se regozija pelo fato de viver com a possibilidade de trabalhar.
  • Ama sem exigências, aceitando as criaturas queridas como são, sem pedir-lhes certificados de grandeza.
  • Suporta dificuldades e provações, percebendo-lhes o valor.
  • Não adota cinismo e nem preconceito em seus padrões de vivência, conservando o equilíbrio nas atitudes e decisões, dentro do qual sabe ser útil, com tranqüilidade de consciência.
  • Estuda para discernir e não age impulsivamente, subordinando emoções ao critério do raciocínio.
  • É firme sem fanatismo e flexível sem covardia.
  • Acolhe as críticas, buscando aproveitá-las.
  • Não interfere nos negócios alheios, centralizando o próprio interesse no exercício das obrigações que a vida lhe assinalou.
  • Aprende a entesourar valiosas experiências, à custa dos próprios erros.
  • Não cultiva hipersensibilidade neurótica e, em conseqüência, se desliga com a maior facilidade de quaisquer influências perturbadoras, entrando, de maneira espontânea, no grande entendimento dos seres e das cousas, dentro do qual se faz tolerante e compassiva, afetuosa e desinteressada de recompensas para melhor compreender a vida e desfrutar-lhe os infinitos bens.

[136 - capítulo 46] - Francisco Cândido Xavier - Espírito André Luiz

CURA DA OBSESSÃO - ( DESOBSESSÃO )

____Você é um ser humano adulto e consciente, responsável pelo seu comportamento.

  • Controle as suas ideias,
  • rejeite os pensamentos inferiores e perturbadores,
  • estimule as suas tendências boas e repila as más.
  • Tome conta de si mesmo.

____Deus concedeu a jurisdição de si mesmo, é você quem manda em você nos caminhos da vida. Não se faça de criança mimada. Aprenda a se controlar em todos os instantes e em todas as circunstâncias. Experimente o seu poder e verá que ele é maior do que você pensa.

____A cura_da_obsessão é uma auto-cura. Ninguém pode livrar você da obsessão se você não quiser livrar-se dela. Comece a livrar-se agora, dizendo a você mesmo:

  • sou uma criatura normal, dotada do poder e do dever de dirigir a mim mesmo.
  • Conheço os meus deveres e posso cumpri-los.
  • Deus me ampara.

____Repita isso sempre que se sentir perturbado. Repita e faça o que disse. Tome a decisão de se portar como uma criatura normal que realmente é, confiante em Deus e no poder das forças naturais que estão no seu corpo e no seu espírito, à espera do seu comando. Dirija o seu barco.

____Reformule o seu conceito de si mesmo. Você não é um pobrezinho abandonado no mundo. Os próprios vermes são protegidos pelas leis naturais. Por que motivo só você não teria proteção? Tire da mente a ideia de pecado e castigo. O que chamam de pecado é o erro, e o erro pode e deve ser corrigido. Corrija-se. Estabeleça pouco a pouco o controle de si mesmo, com paciência e confiança em si mesmo.

____Você não depende dos outros, depende da sua_mente. Mantenha a mente arejada, abra suas janelas ao mundo, respire com segurança e ande com firmeza. Lembre-se dos cegos, dos mudos e dos surdos, dos aleijados e deficientes que se recuperam confiando em si mesmos. Desenvolva a sua fé. é confiança. Existe a Fé Divina, que é a confiança em Deus e no Seu Poder que controla o Universo. Você, racionalmente, pode duvidar disso? Existe a Fé Humana, que é a confiança da criatura em si mesma. Você não confia na sua inteligência, no seu bom senso, na sua capacidade de ação? Você se julga um incapaz e se entrega às circunstâncias deixando-se levar por ideias degradantes a seu respeito? Mude esse modo de pensar, que é falso.

____Quando vier às reuniões de desobsessão, venha confiante. Os que o esperam estão dispostos a auxiliá-lo. Seja grato a essas criaturas que se interessam por você e ajude-as com sua boa vontade. Se você fizer isso, a sua obsessão já começou a ser vencida. Não se acovarde, seja corajoso.

http://www.espirito.org.br/portal/publicacoes/herculano/opd-08.html
José Herculano Pires

____Apenas o doente convertido voluntariamente em médico de si mesmo atinge a cura positiva. No doloroso quadro das obsessões, o princípio é análogo.

  • Se a vítima capitula sem condições, ante o adversário, entrega-se-lhe totalmente e torna-se possessa, após transformar-se em autômato à mercê do perseguidor.
  • Se possui vontade frágil e indecisa, habitua-se com a persistente atuação dos verdugos e vicia-se no círculo de irregularidades de muito difícil corrigenda, porquanto se converte, aos poucos, em pólos de vigorosa atração mental aos próprios algozes. Em tais casos, nossas atividades de assistência estão quase circunscritas a meros trabalhos de socorro, objetivando resultados longínquos.
  • Quando encontramos, porém, o enfermo interessado na própria cura, valendo-se de nossos recursos para aplicá-los à edificação interna, então podemos prever triunfos imediatos.

[16a - página 287] - André Luiz

____Em todas as nossas atividades de socorro há sempre imenso proveito, ainda mesmo quando a sua extensão não seja perceptível ao olhar comum. E qualquer doente dessa natureza que se disponha a cooperar conosco, em benefício próprio, colaborando decididamente na restauração de suas atividades mentais, regenerando-se à luz da vida renovada no Cristo, pode esperar o restabelecimento da saúde_relativa_do_corpo_terrestre. Quando a criatura, todavia, roga a assistência de Jesus com os lábios, sem abrir o coração à influência divina, não deve aguardar milagres de nossa colaboração. Podemos ajudar, socorrer, contribuir, esclarecer; não é, porém, possível improvisar recursos, cuja organização é trabalho exclusivo dos interessados.

[16a - página 292] - André Luiz

  • ...Observou a jovem que tudo faz por guardar-se do mal? Tem estado a cair sob os golpes dos perseguidores que lhe assediam impiedosamente o coração. Entretanto, como alguém que atravessa longa e perigosa senda sobre o abismo, confiante em Deus, ela tem recorrido à prece, incessantemente, estudando a si mesma e mobilizando as possibilidades de que dispõe para não perturbar a ordem dentro dela própria. Na tentação de que é vítima, tem essa irmã a provação que a redime. Ela, porém, com o heroísmo silencioso de seu trabalho, tem esclarecido os próprios perseguidores, compelindo­os à meditação e à disciplina. Segundo vê, essa lutadora sabe preservar o instrumento que lhe foi confiado e, convertida em doutrinadora dos verdugos, pelo exemplo de resistência ao mal, transforma os inimigos, iluminando a si mesma. Ante a colaboração dessa natureza, temos o problema da cura altamente facilitado.
  • Não se verificará, porém, o mesmo com aqueles que não se acautelam com a defesa do instrumento corporal. Entregue aos malfeitores, o violino simbólico a que nos referimos pode permanecer semidestruído. E, ainda que seja restituído ao legítimo possuidor, não pode atender ao trabalho da harmonia, com a mesma exatidão de outro tempo. Um stradivarius pode ser autêntico, mas não se fará sentir com as cordas rebentadas.

____Como vemos, os casos de obsessão apresentam complexidades naturais e, na solução deles, não podemos prescindir do concurso direto dos interessados.

[16a - página 293] - André Luiz

Louise Hay - voce pode curar sua vida - dublado e legendado


http://www.youtube.com/watch?v=fsNx_KDmRqc

Ver também:
*