página acima: Evolução humana
Auto-afirmação
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*
  • Ser nós mesmos é tomar decisões, não para agradar os outros que nos observam, mas porque estamos usando, consciente e responsavelmente, nossa capacidade de ser, sentir, pensar e agir.
  • Ser nós mesmos é eliminar os traços de dependência que nos atam às outras pessoas. Não nos esquecendo, porém, de respeitar-lhes a liberdade e a individualidade e de defender também a nossa, sem o medo de ficar só e desamparado.
  • Ser nós mesmos é viver na própria "simplicidade de ser", libertos da vaidosa e dissimulada auto-satisfação, que consiste em fazer gênero de "diferente" perante os outros, a fim de ostentar uma aparência de "personalidade marcante".
  • Ser nós mesmos é acreditar em nosso poder pessoal, elaborando um mapa para nossos objetivos e percorrendo os caminhos necessários para atingi-los.

____A vaidade é um desejo superlativo de chamar a atenção, ou a presunção de ser aplaudido e reverenciado perante os outros. É a ostentação dos que procuram elogios, ou a ilusão dos que querem ter êxito diante do mundo e não dentro de si mesmos. Não nos referimos ao esmero na maneira de andar, falar, vestir ou se enfeitar, saudáveis e naturais, mas ao estado íntimo do indivíduo vaidoso, ou seja, o que está por baixo do interesse dessa exibição e dessa necessidade de ser visto, a ponto de falsificar a si mesmo para chamar a atenção.

HAMMED em "AS DORES DA ALMA", psicografia de Francisco do E.Santo Neto

.................................................................................................................................................

____Possuímos uma vida_mental quase sempre parasitária, de vez que ocultamos a onda de pensamento que nos é própria, para refletir e agir com os preconceitos consagrados ou com a pragmática dos costumes preestabelecidos, que são cristalizações mentais no tempo, ou com as modas do dia e as opiniões dos afeiçoados que constituem fácil acomodação com o menor esforço.

André Luiz em "NOS DOMÍNIOS DA MEDIUNIDADE", psicografia de Francisco C.Xavier
Indicação de João Gonçalves Filho

Ver também:
*