Percepção simbólica na vidência
página acima

-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

____As faculdades_supranormais_subconscientes constituem os sentidos espirituais da personalidade_integral_subconsciente, sentidos que terão de aparecer e de exercitar-se em ambiente apropriado, depois_da_crise_da_morte. Estaria, pois, concluída a minha tarefa; em homenagem, porém, ao método científico da “convergência das provas”, disponho-me a fazer uma observação de fato, que converge para a mesma demonstração. Tal prova ressalta de uma circunstância precedentemente discutida e é que, em regra, as cognições supranormais chegam à consciência normal em forma de representações simbólicas. Pois bem: a natureza simbólica de quase todas as percepções supranormais adquire alto valor teórico, porque demonstra que elas não são apenas independentes dos sentidos periféricos, mas também dos correspondentes centros cerebrais e isso pela razão de que o simbolismo das percepções prova que os centros cerebrais não percebem ativamente e sim recolhem passivamente o que lhes transmite um terceiro agente extrínseco, que é o único a perceber diretamente, para depois transmitir as suas cognições ao sensitivo, sob a forma de representações simbólicas. Evidentemente, isto se dá porque, sendo as percepções do agente diversas em qualidade das que os centros cerebrais do sensitivo assimilam, o primeiro é obrigado a transmiti-las sob a forma de objetivações alucinatórias, de fácil interpretação por parte do sensitivo ou dos interessados. Ora, como esse terceiro agente extrínseco não pode ser outro senão a personalidade integralsubconsciente do sensitivo, segue-se que, dadas as circunstâncias invocadas, evidente e irrefutável se torna a contraprova de que a “personalidade integral subconsciente” é uma entidade espiritual independente de qualquer ingerência funcional, direta ou indireta, do órgão_cerebral.

[111 - páginas 34] - Ernesto Bozzano

Ver também:
*