-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*

DEVER - 808 - A noção do dever bem cumprido, é uma luz firme para o dia e abençoado travesseiro para a noite. ANDRÉ LUIZ em MSG 13 - EVG 6/8 - APV 3 - CMA 9 - CTA 2 - EPL 6 - LRE 37 - MMS 16 - NOS 3 - RAL 39 - RDV 28 - RES 39 e 51 - SDR 14 - TCB 18 - vtb 765, 2517, 2846 e 3084

DEVER - 809 - O dever é o mais belo laurel da razão; descende desta como de sua mãe o filho. O homem tem que amar o dever, não porque preserve de males a vida, mas porque confere à alma o vigor necessário ao seu desenvolvimento. LÁZARO em EVG 17/7 - CES 8 - LVV 15 - MDS 84 - SNV 17 - SOL 39 - TCB 14 - vtb 236, 647 e 1737

DEVER810 - Região moral de serviço em que somos constantemente alertados pela consciência, o dever define a submissão que nos cabe a certos princípios estabelecidos como leis pela Sabedoria Divina, para o desenvolvimento de nossas faculdades. EMMANUEL em PVD 21 - PVD 17 - ACO 7 e 12 - AES 14 - ALC 46 - CFZ 30 - CLB 23 - CME 48 e 71 - CRG 5 - CSL 358 e 362 - CVD 13 - CVO 21 - CVRPG 35 - CVV 164 - DPMPG 120 e 254 a 258 - EPZ 22 - EVV 5, 22 e 25 - FDI 15 - FEV 52 - FPA 2 - FVV 58 e 129 - IDL 36 - IES 54 - IRM 15 - JAT 8 - JOI 15 - LNC 2 - LPE 40 e 45 - MPT 14 - MUN 33 - NLR 12 - NPM 78 - NRN 10 - PVE 27 - SMD 3 - SMT 10 - STL 14 - VIC 27 - VSX 6 - vtb 468, 525, 814, 1089, 1736, 1897, 2852, 3050 e 3051

DEVER - vtb DESERÇÃO - DISCIPLINA - OCUPAÇÕES, 065, 087, 361, 1494, 1521, 1704, 1726, 2499, 2534, 2658, 2941, 2997, 3010 e 3198

DIA - v. TEMPO, 057, 2837 e 3133

DIFERENÇA - Diferenças individuais. v. IGUALDADE, 867, 1129 e 1512

DIFICULDADE - v. OBSTÁCULO

DILÚVIO - 811 - Referências de Jesus ao dilúvio. MAT 24:38 e 39 - LUC 17:27 - GNS 7/42 a 47, 9/4 e 5 e 11/42 - vtb 207

DIÓGENES - 812 - (413-323 a.C.) Cognominado o "Cínico", graças à sua forma de encarar e viver a vida, estabelecia que o homem deve desdenhar todas as leis, exceto as da Natureza, vivendo de acordo com a própria consciência e com total desprezo pelas convenções humanas e sociais. Fundamentada no amor à Natureza e suas leis, a doutrina "cínica" considerava a desnecessidade do supérfluo e a perfeita integração do homem na vida, pois que nada possuindo não podia temer a perda de coisa alguma. Os continuadores, porém, proclamando uma liberdade excessiva, semearam o desdém, degenerando-se em libertinagem. JOANNA DE ÂNGELIS em EES 17 - FDI 39 - FEV 45 - LVV 2 - USF 1 - vtb 1044, 1389 e 2182

DIPSOMANIA - v. ALCOOLISMO

DIREITO - 813 - O Espírito prova a sua elevação, respeitando em seus semelhantes todos os direitos que as leis da Natureza lhes concedem, como quer que os seus sejam respeitados. LEP 918 - vtb 299 e 2779

DIREITO - 814 - O gozo dos direitos não pode ser obtido sem a prática dos deveres. O direito sem o dever que o limita e corrige, só pode produzir novas dilacerações, novos sofrimentos. LÉON DENIS em PBSPG 15 - PBSPG 298 - LEP 918 - EVG 17/3 - EVM1P 11 - EVV 18 - IES 2 - LNC 9 - NSC 3 - RFG 17 - SGU 30 e 72 - VDR 12 - VLZ 136 - vtb 810, 1726, 2167 e 3050

DIREITO 815 - O primeiro de todos os direitos naturais do homem é o de viver. Por isso é que ninguém tem o direito de atentar contra a vida de seu semelhante, nem de fazer o que quer que possa comprometer-lhe a existência corporal. LEP 880 - LEP 944 - vtb 056, 1101, 1876, 2118, 3098 e 3353

DIREITO - 816 - Para que o direito não se faça intolerância, impedindo a recuperação das vítimas do mal, é necessário que a caridade presida as manifestações da justiça. EMMANUEL em EVV 21 - DSF 25 - ELZ 47 - PQVPG 17 - vtb 738, 1688 e 2547

DIREITO - vtb JUSTIÇA - LIBERDADE - LIVRE-ARBÍTRIO, 1732 e 2149

DISCERNIMENTO - v. DISTINGUIR, 342, 485, 486, 906, 1014, 1132, 1210, 1663, 1721, 1731, 1757, 2929, 3233 e 3409

DISCIPLINA - 817 - A disciplina é uma virtude, desde que seja natural e espontânea, fruto de resolução pessoal, derivada da razão e do sentimento. Fora desta condição degenera, deixando de corresponder à finalidade moral que dela é lícito esperar-se. VINÍCIUS em NSC 31 - ADV 2 - ANH 17 - CDE 19 - CSL 254 - CVD 14 - DED 18 - DTE 2 - EDA 1 - EPZ 10 - IES 68 e 94 - JOI 15 - LES 81 - MDC 10 - MDS 35 - MSA 4 - MST 14 - NSS 3 - PBSPG 316 - PDA 9 - PNS 103 - PRN 45 - PVD 21 - SDA 18 - TPL 20 - vtb 519, 993, 1165, 1186, 1307, 1389, 1494, 1747, 2997 e 3181

DISCIPLINA - 818 Trabalho, tolerância, perdão, fé, beneficência, entendimento, aceitação, paciência, calma e amor ao próximo, se nos revelam por disciplinas da vida íntima. E quem se reporta à disciplina, refere-se ao esforço máximo que nos compete no serviço de auto-aprimoramento. EMMANUEL em PAZ Prefácio - API 3 - vtb 248, 1001, 1029 e 1041

DISCIPLINA - vtb AUTODOMÍNIO - DEVER - HÁBITO -OBEDIÊNCIA - ORDEM e 264

DISCÍPULO - 819 - A missão dos doze discípulos. MAT 10/todo - MAR 6:7 a 13 - LUC 9:1 a 6 - BNV 5

DISCÍPULO - 820 - A missão dos outros setenta discípulos. LUC 10:1 a 24 - vtb 761

DISCÍPULO - Condições para ser chamado discípulo: v. 130, 165, 629, 630, 691, 936, 1349 e 2427

DISCÍPULO - 821 - Não é mais que o Mestre. MAT 10:24 e 25 - LUC 6:40 - JOO 13:16 - MTS 11 - vtb 2055

DISCÍPULO - 822 - Os doze: Simão, chamado PEDRO e ANDRÉ, seu irmão; TIAGO e JOÃO, filhos de Zebedeu; FILIPE, BARTOLOMEU, TOMÉ; MATEUS (Levi), o publicano, TIAGO e Judas TADEU, filhos de Alfeu; SIMÃO Cananita, chamado Zelador e JUDAS Iscariotes (substituído depois por MATIAS - ATS 1:26). MAT 10:2 a 4 - MAR 3:16 a 19 - LUC 6:13 a 16 - ATS 1:26 - BNV 5 - CMQPG 158 - EGTPG 129 a 140 - MDS 95 - PJS 36 - PNT 12 a 14 - RVCPG 80 - vtb 1638, 1646, 1889, 2868, 3175 e 3176

DISCÍPULO - 823 - Sou o menor dos apóstolos, que não sou digno de ser chamado apóstolo, mas pela graça de Deus, sou o que sou. PCR 15:9 e 10 - BPZ 1 e 17 - FML 20 - PRN 22 - PSC 40 - vtb 1430

DISCÍPULO - 824 - Tenho para mim, que Deus a nós, apóstolos, nos pôs por últimos, como condenados a morte; pois somos feitos espetáculo do mundo, aos anjos e aos homens. PCR 4:9 - ROM 8:36 - SCR 4:11 - HEB 10:33 - SLM 44:22 - FVV 57 - HRM 6

DISCRIMINAÇÃO - v. IGUALDADE

DISCUSSÃO - v. PALAVRA - Discussão.

DISSIMULAÇÃO - v. APARÊNCIA - HIPOCRISIA

DISTÂNCIA - Para o Espírito. v. 3314

DISTINGUIR - v. DISCERNIMENTO. As ideias próprias das que nos são sugeridas. v. 1523, 2002 e 2567; O bem do mal. v. 294, 1663, 1728, 1761, 1829, 2086, 2281 e 3271; Os bons dos maus Espíritos. v. 2379, 2611 e 3264

DIVERGÊNCIAS BÍBLICAS - v. 201, 221, 426, 476, 624, 721, 1110, 1117, 1637, 1645, 1674, 2805 e 3289

DIVERSÕES - 825 - Enquanto o prazer deve dilatar-se no sistema emocional, continuando a proporcionar bem-estar mesmo depois do acontecimento que o desencadeia, o divertimento tem duração efêmera: vale enquanto é fruído, logo desaparecendo, para dar lugar a novas buscas. Nem sempre prazer legítimos, os divertimentos multiplicam-se até as extravagâncias e aberrações, hoje mais apetecíveis na mídia, por exemplo, que se utiliza das paixões primevas do ser, para estimulá-lo mais aos divertimentos do sexo explícito, da brutalidade sem limites, da vulgaridade insensata, da nudez agressiva e vil, do mercado das sensações, enquanto o público, sempre ávido quão insatisfeito, exige espetáculos mais burlescos e brutais na vida real, através das lutas entre animais, do boxe. JOANNA DE ÂNGELIS em AIM 4 - DED 22 - DPE 3 - ETD 47 e 48 - MDC 8 - SNL 21 - vtb PRAZER, 029, 369, 469, 528, 763, 860, 964, 1266, 1556, 1561, 1582, 1721, 1754, 1757, 2030, 2059, 2548, 3005, 3096, 3238 e 3414

DIVINDADE DE JESUS - 826 - A visão de um Jesus-Homem, que compreende a necessidade da paciência para que sejam conseguidas as metas desafiadoras, dá muito mais sentido lógico e ênfase ao Seu ministério, do que se fora o próprio Deus revestindo-se de uma forma tão desnecessária quão absurda. Humano, Jesus foi especial em razão dos Seus valores. Tornou-se pequeno para fazer-se semelhante aos que O acompanhavam e não diminuiu a grandeza interior. JOANNA DE ÂNGELIS em JEV 10 - JEV 17 - vtb 783, 840 e 1614

DIVINDADE DE JESUS - 827 - Disse Jesus a Maria (Madalena): Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus irmãos e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus. JOO 20:17 - MAT 28:10 - CMQPG 75 a 78 - CTNPG 54 - HNV 21 - vtb 1196

DIVINDADE DE JESUS - 828 - Estou em meu Pai, e vós em mim. JOO 14:20 - ETD 23

DIVINDADE DE JESUS - 829 - Eu e o Pai somos um. JOO 10:30, 17:11, 21 e 22 - AQMPG 29, 107 e 276 - CMQPG 69 - CSL 288 - DDCPG 288 - EGTPG 221 a 225 - ETD 23 - GRNPG 43 - LNC 7 - MRTPG 66 - PRD Prefácio - VDS 7 - vtb 1485

DIVINDADE DE JESUS - 830 - Eu não vim de mim mesmo, mas aquele que me enviou é verdadeiro. JOO 7:28, 5:43 e 8:26 e 42 - vtb 3278

DIVINDADE DE JESUS - 831 - Não posso de mim mesmo fazer coisa alguma; como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a do Pai que me enviou. JOO 5:30 e 19, 6:38, 8:28, 12:49 e 14:10 - CTNPG 114 - CVV 101 - ETS 37 - PNT 13 - RVCPG 93 e 94

DIVINDADE DE JESUS - 832 - O Pai é maior do que eu. JOO 14:28 - CMQPG 66 a 74 - NPM 54 - vtb 3277

DIVINDADE DE JESUS - 833 - Os judeus procuravam matá-lo, não só porque quebrantava o sábado, mas também porque dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus. JOO 5:18 - EGTPG 146 - vtb 775

DIVINDADE DE JESUS - 834 - Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. LUC 23:46 - PPD 2:23 - SLM 31:5 - ETD 24 - vtb 3289

DIVINDADE DE JESUS - 835 - Saí do Pai e vim ao mundo; outra vez deixo o mundo, e vou para o Pai. JOO 16:28

DIVINDADE DE JESUS - 836 - Sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus. FLP 2:6 - ETD 25 - SGU 7 - vtb 778

DIVINDADE DE JESUS - vtb VULGATA, 341, 807, 879, 1404 e 2209

DIVISÃO - 837 - Todo reino dividido contra si mesmo é devastado. MAT 12:25 - MAR 3:24 - LUC 11:17 - GNS 15/36 - CLB 9 - FEV 10 e 35 - LMV 29 - PJS 73 - PRR 7 - TMG 37 - vtb 1038, 1887 e 2804

DIVÓRCIO - v. CASAMENTO, 760, 1208 e 1351

DIVULGAÇÃO - Do Espiritismo. v. 498, 1017, 1026, 1179, 1791 e 2174

DÍZIMO - 838 - Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos Exércitos. MLQ 3:8 e 10 - LUC 18:12 - GEN 14:20 e 28:22 - AMO 4:4 - PNS 139 - vtb 2938

DOCETISMO - 839 - Recentemente tomou vulto e adquiriu expressão a hipótese de que teria ocorrido com o corpo sepultado de Jesus um fenômeno físico realmente inabitual, mas não impossível e muito menos milagroso (sobrenatural) - o da desintegração súbita de seus componentes, por um processo que a ciência compreende e admite, mas não tem ainda condições de reproduzir. É o que deixam entender os resultados das longas e sérias pesquisas feitas em torno do Sudário de Turim, que a tradição proclama como sendo o tecido que envolveu o corpo de Jesus ao ser retirado da cruz, o que a ciência moderna parece corroborar. HERMINIO C. MIRANDA em CMQPG 122 e 126 - CMQPG 121 a 127 - EGTPG 216 a 218 - vtb 1617, 1880 e 2863

DOCETISMO - 840 - Se as condições de Jesus durante a sua vida fossem as dos seres fluídicos, ele não teria experimentado nem a dor nem as necessidades do corpo. Se tudo nele fosse aparente, sua paixão, sua agonia no momento de entregar o espírito, não teriam passado de vão simulacro, para enganar com relação a sua natureza e fazer crer num sacrifício ilusório de sua vida. GNS 15/66 - GNS 15/2, e 64 a 67 - ROM 8:3 - CMQPG 23 - CSL 287 - CTNPG 55 e 79 - EGTPG 121 a 126 - JEV 10 - NPM 54 - NSS 15 -RVCPG 15, 56 e 57 - vtb 826, 1141, 1614, 2054, 2601, 2606, 2910 e 3226

DOENÇA - 841 - A cólera e o desespero, a crueldade e a intemperança, criam zonas mórbidas de natureza particular no cosmo orgânico, impondo às células a distonia pela qual se anulam quase todos os recursos de defesa, abrindo-se leira fértil à cultura de micróbios patogênicos nos órgãos menos habilitados à resistência. Nossas emoções doentias mais profundas, quaisquer que sejam, geram estados enfermiços. EMMANUEL em PVD 15 - EVG 5/4 - ACT 5 - AMG 16 - AQMPG 70 - ATD 6 e 10 - ATP 18 - AVD 12 - CMA 17 - CRG 25 - CVD 52 - CVO 39 - DPE 5 - DSF 20 - DSG 5 e 6 - EES Prefácio - EVD 32 - EVM1P 8 e 2P 20 - IPS 19 e 34 - JOI 5 - JVN 66 - LOB 24 - LPE 23 - MDS 34 - MLZ 4, 14, 18 e 19 - MMS Prefácio e 8 - NLR 4 - NOS 2 - OES 55 - PLT 2 - PMG 10 e 30 - PNS 64 - POB 17 - QTM 18 - SCS 6 - SHA 22 - SNV 13 - URG 4 - VMO 16 - VZG 16 e 34 - vtb 024, 427, 456, 460, 575, 722, 852, 854, 2854 e 3244

DOENÇA - 842 - A doença, como resultante do desequilíbrio moral, sobrevive no perispírito, alimentada pelos pensamentos que a geraram, quando esses pensamentos persistem depois da morte do corpo físico. ANDRÉ LUIZ em NDM 4 - ETC 27 - vtb 2090 e 2111

DOENÇA - 843 - A enfermidade longa é uma bênção desconhecida entre os homens e constitui precioso curso preparatório da alma para a grande libertação. ANDRÉ LUIZ em ETC 5 - EVG 5/27 e 28 e 8/20 - ANT 38 - ATT 18 - AVD 19 - CDV 5 - CSL 106 e 152 - DPMPG 204 - ETV 25 e 32 - FPA 16 - FVV 169 - GRNPG 212 - IES 74 - INS 6 - IPS 56 - ITP 33 - LZA 40 - NFL 11 - NMM 14 - PCT 36 - PETPG 128 - PPHPG 63 - PTC 6 e 11 - QTM 9 - RAT 21 - RES 23 - RLZ 28 - SMD 14 - SOL 49 - TVM 16 e 18 - VEP 3 - vtb 1101, 1398m, 2107 e 3310

DOENÇA - 844 - A vida corpórea é a síntese das irradiações da alma. Não há órgãos em harmonia sem pensamentos equilibrados, como não há ordem sem inteligência. ANDRÉ LUIZ em NDM 10 - RDL 30 - SNL 9 - vtb 861, 1399, 1496, 2548, 2553 e 2606m

DOENÇA - 845 - As enfermidades congênitas e os aleijões de nascença nada mais são que reflexos da posição infeliz a que nos conduzimos no pretérito próximo, reclamando-nos a internação na esfera física. EMMANUEL em PVD 14 e RTR 4 - CAP 6 - CME 19 - CSL 39 - EGTPG 111 a 114 - ETC 31 - FML 26 e 31 - JVN 42 - LDA 1 e 6/6 - LMV 41 - LRD 45 - PRN 43 - RES 61 - URV 2 - VEV 26 e 27 - vtb 230, 610, 713, 981, 1364, 1460, 2433, 2762 e 2777

DOENÇA - 846 - Doentes imaginários, vítimas que se fazem de si mesmas nos domínios das moléstias fantasmas, dramatizando em demasia pequeninos desajustes orgânicos, encharcam-se de drogas, respeitáveis quando necessárias, mas que funcionam à maneira de cargas elétricas inoportunas, sempre que impropriamente aplicadas. ANDRÉ LUIZ em EVV 28 - PRR 28 - TPS 8 - vtb 850, 857, 2030 e 3096

DOENÇA847 - É muito importante combater as moléstias do corpo, mas ninguém conseguirá eliminar efeitos, quando as causas permanecem. Usa os remédios humanos, todavia inclina-te para Jesus e renova-te, espiritualmente, nas lições de seu amor. A doença, quando não seja a advertência das células queixosas do tirânico senhor que as domina, é a mensageira amiga, convidando a meditações necessárias. EMMANUEL em CLA 56 - EVG 28/77 - ANT 7 - CDE 28 - CRI 36 - DCS 46 - DSG 4 - ELF 19 - FDI 20 e 24 - IES 1 - LVS 15 - LVV 1 - NPB 39 - PLB 5 - POB 24 - QTO 21 e 22 - TCL 4 - TDL 5 - TMG 21 - TOB 20 - vtb 752

DOENÇA - 848 - Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e levou as nossas doenças. MAT 8:17 - PPD 2:24 - ISS 53:3 - SGU 48

DOENÇA - 849 - Há épocas em que as feridas do corpo são chamadas a curar as chagas da alma. EMMANUEL em FVV 89

DOENÇA - 850 - Muitas pessoas registram doenças de variados matizes e com elas se adaptam para mais segura acomodação com o menor esforço, cultivando a posição de vítimas na qual se comprazem. Isso acontece na maioria dos fenômenos de obsessão. É por esse motivo que, em muitas ocasiões, as dores maiores são chamadas a funcionar sobre as dores menores. ANDRÉ LUIZ em NDM 14 - vtb 266, 723, 753, 846, 1874, 2222, 2733, 2734m e 3096

DOENÇA - 851 - Na própria Natureza da Terra e na organização de fluidos inerentes ao planeta, residem todos os recursos para cura das doenças até hoje consideradas incuráveis. Jesus curava os leprosos com a simples imposição de suas mãos divinas. Ao plano espiritual não é permitida a revelação desses processos, para não quebrar o ritmo das leis do esforço próprio, como a direção de uma escola não pode decifrar os problemas relativos à evolução de seus discípulos. Além disso, a doença incurável traz consigo profundos benefícios. Até aonde poderiam ir o orgulho e o personalismo do espírito humano, sem a constante ameaça de uma carne frágil e atormentada? EMMANUEL em CSL 101 - CSL 102 - CVV 136 - vtb 2896

DOENÇA - 852 - Não raro, enfermos com doenças degenerativas desfrutam de imensa alegria por estarem vivos e lutando contra a conjuntura existencial, sem arrefecerem o ânimo, sem lamentações, enfrentando as injunções penosas com tranqüilidade estimulante, desfrutando de “estado saudável”, enquanto diversas pessoas, catalogadas como sadias, escondem a sua situação em conflitos tormentosos, somatizando distúrbios que as levam a enfermidades injustificáveis. JOANNA DE ÂNGELIS em DPE 10 - FDL 21 - NDB 13 - SED 26 - vtb 089, 427, 727, 841, 1496, 2044, 2339, 2854, 3096, 3240, 3308 e 3377

DOENÇA - 853 - No estado de doença os laços materiais se afrouxam; a fraqueza do corpo permite maior liberdade ao Espírito, que, então, se põe mais facilmente em comunicação com os outros Espíritos. LMD 100/16 - LEP 156 - vtb 2119

DOENÇA No exercício mediúnico. v. 1981

DOENÇA - 854 - O amor dinamiza os potenciais do ser, contribuindo para que os neurônios e as glândulas do sistema endócrino produzam enzimas saudáveis que imunizam o ser em relação a diversas infecções, enquanto vitalizam o emocional e o psíquico, afinal de onde dimana essa energia poderosa. JOANNA DE ÂNGELIS em JEV 13 - CVO 5 - MMS 18 - PRR 20 - TPS 3 - vtb 089, 427, 436, 727, 841, 1496, 2339, 2561, 2826, 3240 e 3377

DOENÇA - 855 - O número de enfermidades essencialmente orgânicas, sem interferências psíquicas, é positivamente diminuto. A maioria das moléstias procede da alma, das profundezas do ser. Em tese, todas as manifestações mórbidas se reduzem a desequilíbrio, desequilibrio esse cuja causa repousa no mundo mental. EMMANUEL em VLZ 157 - EVG Introdução IV/XIX - GNS 14/18 - AIM 7 - ANH 12 - ARC 19 - ATD 1 e 2 - CEDPG 22 a 25 e 168 - CSL 96 e 97 - CTNPG 78 - CVCPG 10 e 93 - DSF 14 e 23 - EMN 36 - ETC 21 - EVM2P 14 - GPT 11 - HDV 9 - IPS 49 - ITP 13 - JEV 6 - JVN 48 - LMV 18 - MDS 3 - MRTPG 231 - MSA 57 - NDB 15 - NFL Prefácio I - OTM 53 - PCT 35 - PLT 5 e 11 - PMG 12 - POB/todo - PPHPG 47 a 54 - PRN 27 - QTE 18 - QTM 30 - RIM 13 - SPT 18 - TDL 1 e 33 - TDN 3 - TMG 10 - TOB 2 - VDR 19 - vtb 436, 727, 1893, 2222 e 3155

DOENÇA - 855m - Pacientes há, rebeldes de tal monta, que o melhor medicamento para a saúde deles é a continuação do sofrimento em que se encontram. MANOEL P. DE MIRANDA em NBO 12 - NBO 15 - vtb 1467, 2744 e 3257

DOENÇA - 856 - Para o homem da Terra, a saúde pode significar o equilíbrio perfeito dos órgãos materiais; para o plano espiritual, todavia, a saúde é a perfeita harmonia da alma, para obtenção da qual, muitas vezes, há necessidade da contribuição preciosa das moléstias e deficiências transitórias da Terra. EMMANUEL em CSL 95 - API 10 - ATD 6 - CVRPG 83 - DSG 3 - EMN 23 - ETS 96 - HIT 5 - LVV 23 - NBO 13 - NPM 37 - PLT 14 - PMG 1 - POB 3 - PRN 8 - SCS 2 e 3 - TCL 10 - TMG 22 e 23 - TPS 11 - TVM 20 - vtb 1088 e 1833

DOENÇA - 857 - Se acreditares na doença os males do vosso corpo se dilatarão indefinidamente. Qualquer realização será levada a efeito conforme pensamos. EMMANUEL em MTS 13 - FVV 86 - IDL 25 - RTR 26 - vtb 846, 918, 1334, 1455, 1527, 1574, 1728, 2304, 2564, 2631, 3090, 3149 e 3414

DOENÇA858 - Se não se deve entregar exclusivamente ao laboratório toda a orientação terapêutica, interpretando a moléstia como sendo mero caso orgânico de curso previsto, tampouco se deve deixar exclusivamente à oração todo o trabalho socorrista, interpretando a moléstia como sendo simples ato expiatório da criatura. As inteligências sensatas observam o corpo na alma e a alma no corpo, conjugando bondade e medicação nos processos de cura. EMMANUEL em SMD 67 - LMD 176/8 - BPZ 29 - CPL 16 - CRT 9 - GPT Prefácio I - IES 37 - IPS 36 - NSC 30 - VZG 22 - vtb 700 e 1066

DOENÇA - 859 - Teus órgãos são vivos e educáveis. Sem que teu pensamento se purifique e sem que a tua vontade comande o barco do organismo para o bem, a intervenção dos remédios humanos não passará de medida em trânsito para a inutilidade. EMMANUEL em SGU 9 - CAV 18 - PNS 51 - vtb 148, 295, 726, 2561, 2566, 3224 e 3414

DOENÇA - 860 - Toda emoção violenta sobre o corpo é semelhante a martelada forte sobre a engrenagem de máquina sensível e toda aflição amimalhada é como ferrugem destruidora, prejudicando-lhe o funcionamento. Toda tensão mental acarreta distúrbios de importância no corpo físico. O pensamento sombrio adoece o corpo são e agrava os males do corpo enfermo. EMMANUEL em PVD 28 - ATA 28 e 43 - CEDPG 108 e 109 - CES 35 - CPN 11 - CRT 10 - CVCPG 156 - CVD 37 - DAG 12 - DSG 6 - EMC 42 - HRM 13 - LBT 2 - LES 54 - LPE 4 - LZE 23 - MSG 10 - MUN 25 - NMM 6 - OTM 18 - PDA 17 - PMG 26 - POB 11 - PPHPG 101 a 108 - PVE 146 - SMD 84 - SOL 3, 26 e 27 - THP 17 - TMG 53 - vtb 044, 254, 825, 2030, 2059, 2734m, 2907, 3092 e 3377

DOENÇA - 861 - Todo mal por nós praticado conscientemente expressa, de algum modo, lesão em nossa consciência e toda lesão dessa espécie determina distúrbio ou mutilação no organismo que nos exterioriza o modo de ser. ANDRÉ LUIZ em ARC 19 - IPS 38 - NPB 35 - RES 53 - TOB 19 - VDS 1 - vtb 022, 045, 523, 844, 1822, 1834, 2762 e 2968

DOENÇA - vtb EPILEPSIA - EUTANÁSIA - IDIOTIA - LOUCURA - MEDICINA - TRIBULAÇÕES, 726, 763, 781, 1470, 2091, 2248, 2297, 2494, 3001, 3096, 3247 e 3308

DOGMA - 862 - A Ciência criou a academia e a religião sectarista criou a sacristia, uma e outra abarrotadas de dogmas e preconceitos, que são os maiores obstáculos à propagação dos ensinamentos salutares e proveitosos do Consolador. EMMANUEL em EMN 27 - EMN 35 - CEDPG 176 -CMQ todo - CSL 360 - CTNPG 11, 68 a 106 e 115 - DPMPG 27 - DTE 13 - ETD 46 - ETS 20 - FDL 29 - LVV 6 - MDC 16 - MRT 194 e 219 - NSC 5 - NSS 5 - PBSPG 52 - PJS 13 - PPHPG 34 - QTE 1 e 2 - TMG 26 - vtb 1025, 1047, 1566, 1882, 2070, 2665, 2747, 2803, 3152 e 3278

DONS - 863 - A graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo. EFE 4:7 - ROM 12:6 - PCR 12:11 - FVV 25 - NOS 4 - vtb 1378

DONS - 864 - Acerca dos dons espirituais, não quero que sejais ignorantes. PCR 12:1 - CLB 6 - CMQPG 261 a 281 - ETD 21 - vtb 1018

DONS - 865 - Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons dispenseiros da multiforme graça de Deus. PPD 4:10 - LEP 928 - EVG 26/7 - ASV 5 - CAI 8 - CDT 25 - CFZ 14 e 59 - CME 69 - CVV 61 e 165 - EMC 25 - FVV 75 e 130 - LES 43 - LPE 26 - MDS 76 - MMC 33 - NPM 15 - OES 22 - PAZ 11 - RDV 13 - RLZ 8 - SGU 70 - SJT 7 - SOL 32 e 55 - vtb 287, 1993, 2204 e 3186

DONS - 866 - Despertes o dom de Deus que há em ti pela imposição das mãos. STM 1:6 - BPZ 13 - VLZ 30

DONS - 867 - Há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. Há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos. PCR 12:4 e 6 - LEP 366, 370a, 804 e 831 - LMD 48 e 185 a 199 - ANH 22 - BPZ 10 - CVD 30 - DDC e DDR todos - FVV 4 - MDD 6 - PBSPG 166 - PVE 42 - SMD 48 - VLZ 96 - vtb 651, 1512 e 2293

DONS - 868 - Não desprezes o dom que há em ti. PTM 4:14 - CRG 32 - CVV 24 - MRCPG 203 - VLZ 127

DONS - 869 - Nenhum dom vos falta, esperando a manifestação. PCR 1:7 - LEP 220 e 754 - CRG 20 - FML 30 - SMD 49 - vtb 1479, 2087, 2826, 3053, 3398 e 3410

DONS - 870 - O rio dos dons divinos passa em todos os continentes da vida, contudo, cada ser lhe recolhe as águas, segundo o recipiente de que se faz portador. EMMANUEL em PVE 7 - PVE 2 - ASV 7 - CVV 117 - ETC 11 - IPS 36 - MSG 24 - RML 39 - STL 7 - vtb 777, 786, 926, 1448, 2278, 2479 e 2928

DONS - 871 - O uso criterioso dos dons. PCR 12:4 a 31 - ROM 12:4 a 8 - LEP 438 - PND 4 - PRN 13 - vtb 971

DONS - 872 - Os órgãos têm influência sobre a manifestação das faculdades, mas não são eles a origem destas. Pode-se reconhecer o ébrio por alguns sinais fisionômicos, mas não são estes sinais que fazem o ébrio e sim a embriaguez que imprime nele aqueles sinais. Assim, não são os órgãos que dão as faculdades, e sim estas que impulsionam o desenvolvimento dos órgãos. LEP 370 - LEP 217, 361 a 372, 846 e 872 - EVG 28/18 - CFN1P 7 Introdução - AQMPG 46, 123, 154 e 252 - vtb 434, 577, 607, 1070, 1460 e 2577

DONS - 873 - Procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar. PCR 14:1 e 39 - NUM 11:29 - BPZ 42 - MMD 19

DONS - 874 - Procurai com zelo os melhores dons e eu vos mostrarei um caminho ainda mais excelente. PCR 12:31 e 14:12 - CVV 21 -FVV 54 - MDS 51

DONS - 875 - Temos, porém, este tesouro em vasos de barro para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós. SCR 4:7 e 5:1 - PCR 2:5 - MDD 8 - PVE 21, 43 e 88

DONS - 876 - Todo dom perfeito vem do Pai das luzes, em quem não há mudança nem variação. TGO 1:17 - JOO 3:27 - CAV 4 - CFZ 17 - CSL 100 - CVV 52 - EMC 37 - LES 62 - SGU 43 e 67 - SOL 33 - vtb 2916

DONS - vtb MEDIUNIDADE - TENDÊNCIA - VOCAÇÃO

DOR v. TRIBULAÇÕES e 2985

DORMIR - v. SONO - VIGILÂNCIA

DOSAGEM - v. GRADAÇÃO

DOUTRINA - 877 - Este povo (os judeus) ensinam doutrina que são mandamentos de homens. MAT 15:9 - MAR 7:7 - CVV 37 - PJS 58 - vtb 1102

DOUTRINA - 878 - Fala o que convém à sã doutrina. TIT 2:1 - BPZ 14 - CES 16 - EMC 37 - EVV 37 - MDL 26 - PVE 62 e 126 - VLZ 16 - vtb 1179

DOUTRINA - 879 - Minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou. JOO 7:16, 8:28, 12:49, 14:10 e 24 - DTR 18:18 - NPM 76 - vtb 1622

DOUTRINA - 880 - Não vos deixeis levar em redor por doutrinas estranhas. HEB 13:9 - EFE 4:14 - CLS 2:4 e 8 - PJO 4:1 - LMD 301/10 - POB Prefácio - SOL 4 - vtb 1542, 2420, 2621 e 2691

DOUTRINA - 881 - Pois virá um tempo em que alguns não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, segundo os seus próprios desejos, como que sentindo comichão nos ouvidos, se rodearão de mestres. Desviarão os seus ouvidos da verdade, orientando-os para as fábulas. STM 4:3 e 4 - CMQPG 245 - vtb 421 e 1411

DOUTRINA - 882 - Rogo-vos que digais todos uma mesma coisa; antes sejais unidos em um mesmo sentido e um mesmo parecer. PCR 1:10 - vtb 1034

DOUTRINA - vtb CRENÇA - RELIGIÃO, 255, 382, 1179 e 1291

DOUTRINAÇÃO - 882m - Conduta e responsabilidade são essenciais na tarefa de doutrinar, porquanto a instrução que não se faz acompanhar do exemplo não possui a tônica da verdade. MANOEL P. DE MIRANDA em NBO 12 - vtb 974, 1087, 1164, 1183 e 1961

DOUTRINAÇÃO - vtb 1914, 2243 e 2379

DROGAS - 883 A dependência tóxica começa na intimidade frágil de cada indivíduo. Nenhum processo de toxicomania está dissociado dos processos das almas enfermas. Espíritos sadios não se deixam seduzir pelas drogas. E, somente o esforço pelo auto-conhecimento e a busca do Cristo no cerne d’alma, no empenho de higienizar a intimidade, é que predisporão cada ser para a anelada libertação, para os formosos tempos de verdadeira liberdade e de integração na Vida Cósmica, sem pavores ou inseguranças, com alegria real, no campo de luz que Deus reserva aos que se superam a si mesmos. CAMILO em EDV 6 - EDV 7 e 8 - AVE 19, 37 e PG 71 - CDT 20 - DED 23 - SNL 23 - vtb 047, 078, 247, 515, 643, 1396, 1439, 1511, 1731, 2661, 2853, 3276 e 3358

DROGAS - 883m -As drogas liberam componentes tóxicos que impregnam as delicadas engrenagens do perispírito, atingindo-o por largo tempo. De ação prolongada, a dependência que gera, desarticula o discernimento e interrompe os comandos do centro da vontade, tornando os seus usuários verdadeiros farrapos humanos, que abdicam de tudo por uma dose. Além de facilitar obsessões cruéis, atingem os mecanismos da memória, bloqueando os seus arquivos e se imiscuem nas sinapses cerebrais, respondendo por danos irreparáveis. MANOEL P. DE MIRANDA em NFL 11 - vtb 2223 e 2777

DROGAS - 884 - O desprezo pela vida, a busca do aniquilamento resultante de filosofias apressadas, sem estruturação lógica nem ética, respondem pelo progressivo consumo de tóxicos de toda natureza. A automação substitui o homem em muitos misteres e a ociosidade, o desemprego, neurotizam os que param e atormentam os que se esforçam no trabalho. Foge-se de um estado ou situação, inconscientemente buscando algo, alguma coisa, segurança, apoio, amizade, que os tóxicos não podem dar. BEZERRA DE MENEZES em NFL 9 - ADV 4 e 23 - CVCPG 42 a 54 - CVO 25 - DLG 2.13 - DPE 3 - EPH 13 - FGP 15 - LVV 1 e 10 - MRTPG 319 - OFR 31 - POB 13 - SPT 21 - TVM 7 - VMO 34 - vtb 058, 573, 763, 789, 1407 e 3096

DRUIDAS - 885 - É digna de atenção e respeito a doutrina dos druidas, os quais não eram bárbaros, como se acreditou. Cirilo, Clemente de Alexandria e Orígenes os distinguem com cuidado da multidão dos idólatras e conferem-lhes o título de filósofos. LEON DENIS em DPMPG 57 - DPMPG 58 a 65 - GRNPG 136 a 139 - PBSPG 276 a 279

DUPLA VISTA - 886 - A emancipação da alma se verifica às vezes no estado de vigília e produz o fenômeno conhecido por dupla vista, que é a faculdade graças à qual quem a possui vê, ouve e sente além dos limites dos sentidos humanos. LEP 455 - LEP 447 a 454 - LMD 100/19 e 184 - GNS 14/22 e 15/9 - PBSPG 79 - vtb 198, 451, 756, 1562, 2022 e 3288

DUPLO ETÉRICO - 887 - Eflúvios vitais que asseguram o equilíbrio entre a alma e o corpo físico, formado por emanações neuropsíquicas que pertencem ao campo fisiológico e que, por isso mesmo, não conseguem maior afastamento da organização terrestre, destinando-se à desintegração por ocasião da morte. ANDRÉ LUIZ em NDM 11 - EVM1P 17 - SCE 3

DURAÇÃO - Das penas. v. 1134 e 3273

DÚVIDA - 888 - Na ausência dos fatos, a dúvida se justifica no homem ponderado. ALLAN KARDEC em LEP Introdução VII - CSL 356 - NLR Prefácio 1 - vtb 956, 1281, 1524 e 1932

DÚVIDA - 889 - Na lei nos mandou Moisés que as tais (adúlteras) sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizeis? JOO 8:5 - LVT 20:10 - DTR 22:22 - CVV 43 - vtb 037

DÚVIDA - 890 - O indivíduo assinalado por consciência de culpa projeta no comportamento suspeitas infundadas em relação às pessoas, sempre temendo ser identificado pelos erros, encontrando inimigos hipotéticos em toda parte. JOANNA DE ÂNGELIS em AIM 10 - AVEPG 9 - CLB 29 - FDL 2 - NRF 4 - vtb 1558, 2024 e 3028

DÚVIDA - 891 - O que duvida é igual à onda do mar, que é levada pelo vento e lançada de uma para outra parte. TGO 1:6 - BPZ 2 - CAV 4 - CME 28 - EVV 20 - FVV 165 - IRU 11 - LRD 42 - MDS 34 - MMD 20 - MSA 10 - MSG 9 - OES 17 - PNS 22 - SMD 70 - TPS 10 - VLZ 124 - vtb 1221, 1319 e 2620

DÚVIDA - 892 - Porventura sou eu, Senhor? MAT 26:22 - PVE 12 e 176

DÚVIDA - 893 - Que farei de Jesus, chamado Cristo? MAT 27:22 - VLZ 100

DÚVIDA - vtb CONFIANÇA - ENIGMA - FUGA, 584, 595, 1252, 1612, 1713, 1932, 2106, 2303 e 2354

*