Congelamento
página acima

página acima: Morte
-
Crianças e Adolescentes
DESAPARECIDOS
*
CONGELAMENTO DE CORPOS E PERTURBAÇÕES ESPIRITUAIS

  • Pergunta feita por Marlene Rossi Severino Nobre ao médium Francisco_Cândido_Xavier: O congelamento de corpos imediatamente após a morte física – com vistas a um despertar na carne após alguns decênios ou séculos, isto é, quando a medicina houver descoberto remédio para os males físicos do congelamento – trará perturbação maior ao espírito desencarnado?
  • Resposta: Marlene, transcrevo aqui o que estou ouvindo de nosso EMMANUEL, a quem solicitei o esclarecimento.
    “Sim, o congelamento do corpo ocupado pelo espírito, em processo de desencarnação, pode retê-lo, por algum tempo, junto a forma_física, ocasionando para ele dificuldades e perturbações. Isso, de algum modo, já sucedia no Egito Ancião, quando o embalsamento nos retinha, por tempo indeterminado, ao pé das formas que teimávamos em conservar.
    Semelhante retenção, porém, só se verifica na pauta da lei de causa_e_efeito. E, quanto ao congelamento, se alguns dos interessados – por força de provação deles mesmos – retomarem o corpo frio a fim de reaquecê-lo, a ciência não pode assegurar-lhes um equipamento orgânico claramente ideal como seria de desejar, especialmente no tocante ao cérebro, que o congelamento indeterminado deixará em condições por agora imprevisíveis”.

[118 - questão 59] - EMMANUEL - Entrevista concedida à Marlene Rossi Severino Nobre, publicada na “Folha Espírita”, São Paulo, 18 de abril de 1974

Ver também:
*